Guia para apostar no Brasileirão Série D 2018








                                                                                                                                                                                                             
  

Dia 21 de Abril começa o Brasileirão Série D, a Quarta Divisão Nacional, disputada desde de 2009.



Regulamento

Serão 68 equipes, divididas em 17 grupos de 4 times cada, na 1º Fase.

Os primeiros colocados de cada grupo e os 15 melhores segundo colocados passam para a segunda fase. Desta fase adiante, a disputa é em mata-mata.
Com os 4 semifinalistas ascendendo para Série C 2019.


A competição tem representantes de todas Federações Nacionais e engloba todas regiões do País.


Devido a isso, informações são bem complicadas de todos os times, por isso faremos um resumo grupo a grupo.



O Baré entra na Série D em meio a disputa da decisão do 2º turno do Estadual, e vem em bom ritmo para a competição.

O Manaus chegou as semifinais da Copa Verde e venceu com autoridade o Campeonato Amazonense, com isso vem com moral.

O Rio Branco venceu o Estadual e na Copa Verde foi eliminado pelo Manaus, nas Quartas, a equipe treinada por Jader de Andrade manteve a base e não trouxe reforços.

Ainda em meio a disputa do Estadual, o Macapá começou sua temporada mais tarde do que os outros.

Rio Branco e Manaus estão frente dos outros do grupo e devem brigar pela vaga direta.
 


O Barcelona/RO é uma equipe jovem, fundada em 2016 e que chegou a final do Estadual na temporada passada. A equipe está em meio a disputa do Estadual e ficou na 3º colocação no 1º turno.

O Independente/PA trocou de treinador para a Série D, contratando Sinomar Naves, com a missão de levar a equipe a segunda fase.

O Santos/AP é o time mais tradicional do grupo e que tem se classificado para a competição em sequência. O Estadual ainda está no 1º turno, porém a equipe já disputou a Copa Verde e a Copa do Brasil.

O Plácido de Castro/AC fez uma boa campanha em 2013 na Série D e retorna agora com uma nova gestão no futebol. A campanha no Estadual não foi boa, por isso as expectativas são pequenas para a Série D.

Coloco Santos/AP e Independente como favoritos nesse grupo.

 


O Real Ariquemes/RO faz um bom 2º turno no Estadual e espera uma campanha melhor do que em 2017 na Série D.

O Nacional/AM não foi bem no Estadual, porém fez um jogo duro na Copa do Brasil frente a Ponte Preta, isto gerou uma reformulação.
Lecheva será o treinador e um pacotão de reforços chegou para a competição.

Os paraenses do São Raimundo/PA foram semifinalistas do Estadual e perderam o atacante Felipe para o Tombense, mas diversos reforços chegaram, incluindo os atacantes Vinicius e Marcelo Maciel.

De Roraima, o São Raimundo/RR vem em meio a final do returno do Estadual. A equipe já venceu o primeiro turno e pode se sagrar campeã por antecipação.

Nacional/AM e São Raimundo/PA largam como favoritos.
 

 

Semifinalista no Estadual, o 4 de Julho/PI chegou próximo a decisão, mas tomou a virada do Altos. É a estréia da equipe na Série D e conseguiu manter seus principais jogadores para competição.
Destaque para Paulinho Mossoró, assediado por diversas equipes mas que decidiu ficar no Colorado.

O Ferroviário/CE começou muito bem o ano, disputando Copa do Nordeste, Cearense e Copa do Brasil, porém perdeu o fôlego nas competições e acabou chegando longe apenas na Copa do Brasil, onde caiu para o Atlético/MG na 4º fase.
A equipe vem com 11 reforços e Maurilio Silva como novo comandante.

Com uma campanha fraca no Estadual, o Cordino/MA espera melhor sorte na Série D.
A Onça manteve a base do Estadual e será comandada por Marlon Cutrim.

O Interporto/TO está em meio a disputa do Estadual, onde está na 3º colocação e o ritmo de jogo pode ajudar nesta caminhada.
O comando fica por conta de Roberto Oliveira.
 

O Ferroviário/CE é o grande favorito do grupo, enquanto os outros 3 times se equivalem.



Após vencer o estadual, o Altos/PI foca na Série D. A equipe foi mal na Copa do Nordeste e na Copa do Brasil caiu na segunda fase.
A Manga Mecânica é treinada por Paulinho Kobayashi, jogador do Santos nos anos 90.

Com uma campanha tímida no estadual, o Assu/RN entra sem grandes expectativas para a Série D.
Júlio Terceiro será o treinador da equipe.

Com uma campanha fraca no Estadual até aqui o Sparta/TO entra também como azarão na competição.
Na Copa Verde a equipe largou na frente nas Quartas de Final, porém tomou um 7x0 do Luverdense na volta e deu adeus a competição.
 

Campeão Maranhense, o Moto Club/MA busca o acesso. Comandado por Marcinho Guerreiro, a equipe investiu bem neste ano.
O artilheiro Val Barreto continua para a competição.

Moto Club/MA e Altos/PI são os favoritos neste grupo.
 

Favorito na Série D, o América/RN tenta melhor sorte do que em 2017.
Treinado por Ney da Matta, a equipe não conseguiu incomodar o rival ABC na disputa do título Potiguar e começa sua caminhada intercalando jogos pela Pré- Copa do Nordeste 2019.

Rebaixado no Estadual sem vencer nenhum jogo, o Belo Jardim/PE mudou totalmente.
Trouxe o técnico Pedro Manta, ex-Afogados, e com ele diversos jogadores de confiança que estavam em sua ex-equipe.

Quase rebaixado no Estadual, o Guarani de Juazeiro/CE reformulou a equipe, mantendo apenas 10 jogadores do Estadual.
O comando fica por conta de Raimundinho.

Vice Estadual, o Imperatriz/MA trouxe alguns reforços para competição e espera que o time comandado por Vinicius Saldanha dê liga.

Um dos times com maior investimento na Série D, o América/RN é favorito neste grupo. As outras equipes são bem equilibradas.

 




O ASA caiu nas semifinais do Alagoano, acabando em 3º lugar e caiu na 1º Fase da Copa do Brasil.
A equipe ainda não regularizou o treinador Carlos Rabello e 7 reforços para estréia.
Na temporada passada a equipe foi rebaixada na Série C.

Embalados pelo Vice-Campeonato Pernambucano, o Central entra forte na disputa pelo acesso.
A Patativa manteve a base e ganhou alguns reforços.

Campeão Estadual, o Sergipe perdeu o treinador Elias Borges e dispensou 9 jogadores para a disputa da Série D.
Edmilson Silva, coordenador técnico, foi efetivado na função.

O Jacobina fez um Estadual ruim, terminando em 8º lugar e na Série D do ano passado chegou a segunda fase, caindo para o Fluminense de Feira.


O Central larga na frente neste grupo, porém Sergipe e ASA são adversários fortes, já o Jacobina é o azarão da chave.

 

Vice-Estadual, o Campinense/PB trouxe diversos jogadores para a Competição.
A Raposa está em meio a disputa da Pré-Copa do Nordeste e venceu a primeira partida frente ao CRB.

O Flamengo de Arcoverde/PE trouxe o chileno Javier Diaz para comandar a equipe, a Fera Sertaneja não fez um bom Estadual, rodando a zona de rebaixamento.
Apenas 10 jogadores continuaram do elenco do Estadual, a equipe tem uma parceria com o Porto de Caruaru e usa jogadores da base da equipe.

A campanha no Estadual foi razoável, acabou em 5º lugar, mas na Copa do Brasil o Fluminense de Feira/BA conseguiu passar da 1º fase.
Ano passado a campanha na Série D foi boa, caindo nas Oitavas. A equipe será treinada por Evandro Guimarães.

O Murici/AL ficou próximo do rebaixamento no Estadual e apresentou o elenco em cima da hora para Série D.
Edson Ferreira, que venceu o estadual em 2010 com a equipe, retorna ao clube.

Fluminense/BA e Campinense/PB são os favoritos neste grupo.

 

 

  Washington, o Coração Valente, será o comandante do Itabaiana/SE ,vice-campeã estadual.
  Ele foi apresentado as vésperas do ínicio da competição.

Rebaixado como lanterna no Estadual, o Santa Rita/AL entregou o comando a Elenílson Santos, que preparou a equipe por 1 mês para a estréia.
Apenas 8 jogadores que disputaram o Estadual continuam, portanto uma grande reformulação foi feita.

O Vitória da Conquista/BA fez um estadual muito fraco, ficando na penúltima colocação.
O Bode trouxe Rodrigo Fonseca para o comando e mudou diversas peças para a competição.

Semifinalista no Estadual, o Treze/PB fez uma campanha ruim na Copa do Nordeste e por isso se reforçou muito para a Série D.
Treinado por Flávio Araújo, o Galo tem como meta o acesso.

Treze/PB é o favorito deste grupo, com o Itabaiana/SE vindo logo atrás.

 

O Brasiliense/DF perdeu o Estadual nos penaltis e para fazer uma Série D melhor, trouxe  o pentacampeão Lúcio, do rival Gama.

Vice-Campeão Sul Matogrossense, o Corumbaense/MS perdeu seu técnico 1 semana antes da estréia e trouxe Robert Almeida, ex-meia do Santos, para o comando.
Foram poucas mudanças no grupo que fez boa campanha no Estadual.

Com grande campanha no Goiano, o Iporá/GO perdeu seu técnico Everton Goiano para o Aparecidense, com isso trouxe Gilberto Pereira.

O Dom Bosco/MT caiu nas quartas do Estadual, porém se não tivesse perdido pontos por escalar um jogador irregularmente, poderia ter ido mais longe.
A equipe repatriou jogadores que atuaram na temporada passada pela equipe e manteve o técnico Elias Rosa.

Grupo equilibrado, coloco Brasiliense/DF um pouco a frente, mas todos tem chances.

Eliminado nas semifinais do Estadual após fazer a melhor campanha na fase de classificação, o Ceilândia/DF vem forte para a competição.

Vice-Estadual, o Sinop/MT manteve o treinador Paulo Foiani e poucas alterações no elenco foram feitas para a Série D.

O Novo/MS foi semifinalista no Estadual, graças a punição ao Costa Rica, o time vem reformulado, pois o treinador Robert foi para o Corumbaense.
 

Vice do Estadual e eliminando o Botafogo/RJ na Copa do Brasil, este é a carta de apresentação do Aparecidense/GO.
A equipe trocou o técnico Márcio Azevedo por Everton Goiano, mas manteve praticamente todo elenco do Estadual.

Aparecidense/GO e Ceilândia/DF largam na frente no grupo, o Sinop/MT pode surpreender também. 



O Itumbiara/GO é comandado por Estevam Soares, com passagem pelo Palmeiras, e sofreu no estadual, conseguindo se safar do rebaixamento por pouco.
A equipe trouxe 12 reforços e reformulou praticamente tudo para disputar a Competição.

O URT ficou próximo ao acesso na Série D passada, a equipe caiu nos penaltis para o Globo nas Quartas de Final.
No Campeonato Mineiro a equipe foi eliminada pelo Atlético/MG em jogo duro, perdeu por 1x0.
O treinador é Rodrigo Santana, que coloco como meta a classificação para próxima fase.

O Espirito Santo foi eliminado nas semifinais do Estadual e na temporada passada da Série D, chegou até a terceira fase, caindo para o Operário/PR nos penaltis, equipe que ficou com o título.
O técnico Rafael Soriano chegou na parte final do Estadual e agora se anima com o tempo para trabalhar, a equipe se reforçou com mais jogadores para a competição, porém manteve a base do Estadual.

O Macaé sofreu um duro golpe com a queda para Seletiva no Campeonato Carioca, a equipe foi punida pela escalação irregular do lateral-esquerdo Lucas Gabriel, nos 6 jogos da Taça Rio.
Diversos jogadores foram embora, inclusive o treinador Josué Teixeira, substituído por Felipe Conceição ex-Botafogo.
O ídolo Pipico chegou a acertar a saída, porém com uma reviravolta ele irá disputar a Série D pelo Macaé.
 

Acredito que a URT largue na frente neste grupo, pela boa apresentação no Estadual e na temporada passada, seguido pelo Espirito Santo.
Itumbiara e Macaé são incógnitar e largam atrás.
 

Campeão da Copa Rio, o Americano/RJ irá jogar a Série D paralela a Segundona Carioca.
A equipe ainda não jogou oficialmente no ano, apenas se preparou nesses meses.
 

Finalista da Copa Verde, o Atlético Itapemirim/ES não foi tão bem no Estadual, ficando fora das Semifinais.
A equipe estréia na Série D e vem embalada pelo bom resultado na competição regional.

Mais uma boa campanha no Paulistão e eliminação nas Quartas para o Palmeiras, este foi o ínicio de ano do Novorizontino/SP.
O comandante será Ito Roque e reforços chegaram.

Rebaixado no Estadual, o Uberlândia/MG trouxe o treinador Felipe Surian que fez dois jogos treinos antes da estréia.
O meia Ewerton Maradona, ex-URT, é a principal contratação para a competição.

Novorizontino e Atlético/ES foram as duas equipes com melhor rendimento nesses primeiros meses e largam como favoritos.


Com boas campanhas nas últimas temporadas, a Caldense/MG chega mais modesta para essa Série D.
A campanha no Estadual foi ruim e chegaram diversos jogadores para competição.

Após a queda no Estadual, o Linense/SP anunciou Júlio Sérgio, ex-goleiro do Santos, como treinador.
A equipe foi reformulada para a competição.

O Madureira/RJ decidiu investir na garotada para competição, os experientes Léo Lima e Souza foram dispensados.
A campanha no Carioca foi muito fraca e isto refletiu também nesta decisão.

Semifinalista no 2º turno do Paranaense, o Maringá/PR se despediu com uma goleada para o CAP.
Fernando Marchiori será o comandante da equipe que mantêm a base do Estadual, com alguns reforços.

Grupo bem equilibrado, com equipes em momentos parecidos, por isso não temos favoritos claros.
 

O Caxias/RS fez uma ótima fase de classificação no Estadual, mas caiu nas Quartas para o Avenida.
Alguns destaques foram negociados, mas o técnico Luiz Carlos Winck foca no acesso.

Rebaixado no Estadual, o Inter de Lages/SC, a equipe perdeu seus principais destaques como o artilheiro Max, e chega com dificuldades para montar o elenco na estréia.

O Mirassol/SP se salvou nos últimos minutos do rebaixamento para a A2 Estadual e decidiu apostar em joves para a Série D.
O grande destaque é o eterno Xuxa e o comandante será Moisés Erget, esta base de jovens já disputou a Copa Paulista no ano passado, portanto tem entrosamento.

Último colocado no Estadual, o Nova Iguaçu/RJ tenta apagar os problemas para fazer uma boa Série D.
O treinador será Marcus Alexandre e diversas contratações foram feitas.
 

Tomando os Estaduais por base, temos o Caxias/RS como favorito no grupo e as outras equipes em igualdade de condições.

 

Com uma boa campanha no Estadual, apesar de não ter chegado nas Semifinais em nenhum turno, o Cianorte/PR reformulou a equipe para Série D.
Richarlyson saiu e alguns destaques em outros estaduais estão para chegar, como Gabriel Barcos, artilheiro do Barretos/SP.

Com uma campanha mediana no Estadual, a Ferroviária/SP de PC Oliveira perdeu alguns jogadores para times das Séries A, B e C.
Reforços chegaram, como o atacante Gilsinho, que fez bom Paulistão.

Após o título do ano passado, o Novo Hamburgo/RS se salvou do rebaixamento no último momento no Estadual.
Paulo Henrique Marques chega para comandar a equipe na competição.

Terceiro colocado no Estadual, o Tubarão/SC vem animado para competição.
A equipe perdeu diversos jogadores, mas reforços que foram bem pelos estaduais chegaram.


Grupo sem um favorito claro, apesar do ótimo estadual, o Tubarão perdeu peças importantes e Cianorte, Novo Hamburgo e Ferroviária tem histórico de boas campanhas e ótimas estruturas.
 

Após fugir do rebaixamento no Estadual, o Brusque/SC se reforçou para Série D, trouxe o artilheiro do Catarinense: Lima.
O treinador Pingo será mantido no cargo e tem a responsabilidade de comandar a equipe com maior investimento no grupo.

Após mais um rebaixamento, o Mogi-Mirim/SP tenta manter sua honra.
Apenas 3 jogadores continuaram do elenco da A3 e  terá um duplo comando com Angelo Foroni e Carlos Júnior, eles tiveram um tempo curto para preparar a equipe.

Semifinalista no Estadual, o São José/RS vem forte para a Série D.
Rafael Jacques continua no comando para a competição nacional e aposta na base do Estadual para ter sucesso.

Rebaixado no Estadual, o Prudentópolis/PR tenta encerrar o ano com uma campanha digna na Série D.
Paulo Massaro assume o comando da equipe. 

Brusque/SC e São José/SC são os favoritos neste grupo.

 

Todos os jogos você encontra na Bet365.

Conheça e se cadastre por aqui.




Casas de apostas

188BET

Bônus

R$200

Ganhar
Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$500

Ganhar
10Bet

Bônus

R$400

Ganhar
NetBet

Bônus

R$200

Ganhar
Betboro

Bônus

R$500

Ganhar


Outros Artigos