Tudo sobre a Chapecoense para você apostar no Campeonato Catarinense 2018







Começamos com a Chapecoense uma série especial de análises para te ajudar a apostar no Campeonato Catarinense 2018.



Dia 17 de janeiro começa o Campeonato Catarinense da 1ª divisão. O adversário da Chapecoense é a equipe do Concórdia. A curiosidade desse ano está na fórmula de disputa. Por ora a competição será com fórmula de pontos corridos, com 18 rodadas em turno e returno. Terá uma final se for encontrada data para o jogo! O motivo foi que a CBF enxugou o calendário do primeiro semestre por conta da disputa da Copa do Mundo na Rússia. Mas ainda há esperança de uma data extra para realização da decisão.

 

TEMPORADA EM 2017

O ano de 2017 foi positivo para a equipe da Chapecoense.

Campeonato Catarinense: Campeão.


 

Copa do Brasil: Eliminado pelo Campeão .


 

Copa 1ª Liga: Desclassificado na fase de grupos.


 

Campeonato Brasileiro Série A: Melhor campanha da sua história. Garantiu vaga na Pré-Libertadores.


 

Copa Sulamericana: Eliminado pelo Flamengo:


 

Recopa: Perdeu a final contra o Nacional.


 

Libertadores da América: Eliminado na fase de grupos.





/ATLETAS QUE JOGARAM EM 2017 E NÃO JOGARÃO MAIS EM 2018.

Na ordem das figuras: O meia Luiz Antônio e o defensor Reinaldo. O atacante Túlio de Melo e o defensor João Pedro, reservas utilizados com frequência, também deixaram o clube.


 

Tabela do catarinense de 2018:


 

Comissão Técnica da Chapecoense:


 

O QUE ESPERAR DE 2018?

A apresentação do elenco da Chapecoense para 2018, que aconteceu no último dia quatro, foi marcada por um fato de extrema relevância, a manutenção de cerca de 80% dos jogadores do elenco do ano passado. Segundo o Diretor Executivo, Rui Costa, a preservação da maior parte do elenco tem fundamental importância na competitividade da equipe, principalmente pelo conhecimento das metodologias adotadas pelo clube e comissão técnica.

“Porém não estamos falando somente de 2018, fizemos contratrações ainda no ano passado que deixarão um legado também para 2019. Apesar de haver a possibilidade da venda de ativos, o clube também já terá uma base para o próximo ano. Além disso, nós conseguimos manter uma mescla de jogadores jovens e experientes, que, no meu entender, é um ótimo conceito de uma equipe equilibrada”. Além da preservação dos atletas, a comissão técnica também é remanescente do ano que passou. Para Rui, a sensibilidade e sabedoria de toda comissão liderada por Gilson Kleina, faz com que a continuidade do trabalho seja muito mais fácil. (Assessoria de Imprensa)

Para o técnico Gilson Kleina, ainda é necessário reforçar a equipe para as disputas do Catarinense e Libertadores. Na primeira coletiva do ano, na tarde desta sexta-feira, Kleina se mostrou satisfeito com os reforços apresentados pelo Verdão, mas acredita que ainda é possível qualificar o grupo. O treinador deseja um meia, com características dinâmicas, que conduza a bola, e também um atacante de área. - A gente ainda entende que precisa de mais um meia de organização e articulação - disse o treinador. (GE Chapecoense)

 


Elenco da Chapecoense de 2018:


 

QUEM CHEGA:

A Chapecoense inicia a semana com novos reforços na preparação para o Campeonato Catarinense. Nem tão novos assim. Lourency, Osman e Fabrício Bruno, que não se reapresentaram com o elenco na semana passada, já estão incorporados ao grupo para a realização da pré-temporada.O caso mais emblemático é do meia Osman, que ainda não tinha sua permanência definida até o dia da reapresentação do elenco, na Arena Condá. Com 25 anos, o atleta já está em Chapecó e deve assinar contrato de empréstimo até o final de 2018. Na temporada passada, não conseguiu ter sequência em campo, sobretudo por  conta de uma lesão no ligamento de um dos joelhos, ainda em junho.

Fabrício Bruno já era esperado na Arena Condá. Valorizado após o fim da temporada passada, o zagueiro de 21 anos, que tem vínculo com o Cruzeiro, assinou novo contrato de empréstimo com a Chapecoense. Em 2017, iniciou a temporada como titular, perdeu espaço e mais tarde voltou a ser um dos homens de referência no sistema defensivo do Verdão.

Lourency iniciou 2017 entre no grupo principal da Chapecoense, mas sem muitas oportunidades foi emprestado ao Vila Nova para a disputa da reta final da Série B . Formado nas categorias de base do clube verde e branco, o atacante de 22 anos agradou nas primeiras atuações pelo Tigrão, contudo, perdeu rendimento nas rodadas finais. Ao todo, foram 11 jogos pelo Vila Nova, sendo oito como titular, e nenhum gol marcado. Diferente dos outros dois, já participou dos treinamentos do final de semana.

 Além destes, a Chapecoense já conta com outros cinco reforços na temporada: Bruno Pacheco, Eduardo, Ivan, Guilherme e Vinicius. Rafael Thyere e Márcio Araújo chegam são esperados no decorrer da semana, já que por terem disputado competições até a metade de dezembro, ainda precisam cumprim mais um período de férias. Gilson Kleina ainda aguarda a chegada de um meia e de um atacante de referência. (GE Chapecoense)

Pré-Temporada:

Bicampeã estadual, a Chapecoense inicia o ano como favorita na busca pelo título do Campeonato Catarinense. Porém, vai precisar dividir as atenções com a Libertadores, onde estreia no dia 31 de janeiro. Para as duas competições o Verdão terá um tempo curto de trabalho. A arma do clube é a manutenção de boa parte do time que encerrou 2017 como titular. Por outro lado, a comissão técnica está preocupada com o pouco tempo para preparar o time para a sequência de jogos.

Em janeiro, a partir da estreia no estadual, no dia 17, serão cinco jogos pela frente. Antes disso, o clube ainda faz um amistoso contra o Tubarão, no dia 13. - É isso que me preocupa mais. Não podemos atropelar um protocolo dentro da parte de fisiologia e preparação física. Se eu atropelar esse protocolo, a lesão é inevitável. Se eu não preparar a musculatura dos atletas, podemos ter lesão de jogadores importantes, que não vamos ter reposição pelas características - disse o técnico Gilson Kleina.

A manutenção de boa parte do time titular é a aposta da Chape para o prejuízo do pouco tempo de pré-temporada ser menor. Mesmo com a necessidade de um rápido encaixe, o técnico da equipe trata com compreensão a adaptação dos atletas contratados- Adaptação é super importante. Tem jogadores que se adaptam em 15 dias, outros demoram 90. Temos uma base montada, isso é importante. É mais fácil colocar dois atletas no meio de oito que estavam jogando, do que manter dois e colocar oito. Neste início vamos ter que ter uma rotatividade, não tem como em 12 dias prepara a equipe para o ano todo - analisou. Com o elenco apresentado na última quinta, o Verdão utilizou dois dias para exames médicos e testes físicos. Apenas neste sábado o clube irá iniciar os treinos com bola e preparação física dos atletas. O clube utilizará a estrutura do CT da Água Amarela. (GE Chapecoense)

 Principal contratação:

 

Volante Márcio Araújo ex-Flamengo.

 

Uma das principais contratações da Chapecoense para 2018 é o Márcio Araújo. O volante deixa o Flamengo após quatro anos no clube carioca.




Casas de apostas

188BET

Bônus

R$300

Ganhar
Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar
10Bet

Bônus

R$400

Ganhar
NetBet

Bônus

R$200

Ganhar
Betboro

Bônus

R$500

Ganhar