Como apostar na Copa do Mundo da Rússia 2018. Guia do Grupo G.







Grupo G

Formação do Grupo G



Partidas do Grupo G

 


 



BÉLGICA

A Bélgica figura como uma das equipes candidatas ao título na Rússia. Disputará a Copa do Mundo pela 13ª vez na história, competição na qual tem como melhor resultado às quartas de final no México-1986 e no Brasil-2014. A seleção belga foi a primeira equipe europeia que garantiu a vaga na Copa do Mundo de 2018 pelas eliminatórias. Após vencer por 2 a 1 a Grécia com um gol decisivo de Romelu Lukaku, garantiu matematicamente a liderança do grupo H. Os principais nomes do país são: o goleiro Courtois do Chelsea, atacante Mertens do Napoli, meia Hazard, do Chelsea, atacante Lukaku, do Manchester United, e o meia De Bruyne, do Manchester City. A equipe é treinada pelo espanhol Roberto Martínez. Como jogador foi volante com passagem discreta em pequenos clubes. Foi comentarista nas copas de 2010 e 2014. Chamou atenção como técnico após levar o pequeno Wigam ao título da Copa da Inglaterra em 2012. De forma inesperada foi escolhido para ser técnico, quando Marc Wilmort foi demitido após a Eurocopa. O destaque de principal jogador da equipe está empatado. O meia Hazard e o meia De Bruyne merecem o posto.


 


INGLATERRA

A seleção inglesa é umas das equipes candidatas ao título na Rússia. Foi campeã da Copa do Mundo em 1966 na própria Inglaterra. Depois sua melhor colocação foi uma semifinal em 1990, terminando na quarta colocação. O ano de 2017 foi mágico para as seleções de base. Conquistou os campeonatos mundiais das categorias sub-17 e sub-21. Nas eliminatórias fez excelente campanha e venceu com folga a chave F com oito vitórias e dois empates. O técnico inglês é Gareth Southgate. ssumiu a vaga de Sam Allardyce. Confirmado em novembro de 2016, o ex-técnico do Middlesbrough vinha fazendo um trabalho sólido na sub-21 e não fugiu de decisões consideradas difíceis na principal, como o gradual afastamento de Wayne Rooney, então na condição de capitão. Mudou o sistema de jogo para três zagueiros, formada por Phil Jones (Man United), John Stones (Man City) e Gary Cahill (Man United). Jones renasceu sob comando de Mourinho e Stones vem evoluindo em sua segunda temporada com Guardiola. Cahill está bem adaptado ao esquema com ntonio Conte. O gol permanece com Joe Hart, que mesmo escanteado do Manchester City. No meio campo tudo indica que teremos Jordan Henderson (Liverpool) e Eric Dier (Tottenham) na fase defensiva e Dele Alli (Tottenham) na armação. O ataque parece bem resolvido, e com a presença de Harry Kane (Tottenham), é de longe o melhor setor da equipe. Acompanha no ataque Jamie Vardy (Leicester), Daniel Sturridge (Liverpool) e Marcus Rashford (Man United). Destaque do time vai para o goleador Inglê Harry Kane. O atacante Inglês foi o maior artilheiro de 2017, com 56 gols (incluindo aqueles pela seleção inglesa), e ainda se tornou o maior goleador da Premier League num único ano, com 39, superando a marca de Allan Shearer.






TUNÍSIA

Esta será a quinta participação da Tunísia ("Águias de Cartago") na Copa do Mundo. Volta a participar depois de doze anos de espera, a última foi em 2006 na Alemanha. Em nenhuma das participações anteriores a Tunísia passou da primeira fase. A Tunísia terminou invicta o seu grupo das Eliminatórias Africanas, com quatro vitórias e dois empates. O técnico Nabil Maäloul retornou para a seleção da Tunísia, depois de treinar o Kuwait, e deu sequência ao trabalho do polonês Henryk Karsperczak, que teve encerrada sua terceira passagem pela seleção tunisiana em 2017. Na primeira, Karsperczak havia levado o país ao vice-campeonato africano de 1996 e à Copa do Mundo da França. A segunda foi em 2015. Karsperczak havia deixado a classificação muito bem encaminhada com três vitórias nas três primeiras rodadas. Bastou a Maäloul, ex-auxiliar e técnico principal em 2013, terminar o trabalho com dois empates e um triunfo, sobre a Guiné. Maäloul foi meio-campista, atuou pelo Hannover, da Alemanha, mas ficou mais marcado pelas duas passagens em que defendeu o Espérance Tunis, equipe da qual é ídolo devido à conquista de seis Campeonatos Tunisianos e duas Copas da Tunísia. O craque da seleção tunisiense é Wahbi Kharzi. Filho de pais tunisianos, o camisa 10 da seleção nasceu em Ajaccio, na França, e começou sua carreira no Bastia, um dos principais times da Córsega. Jogou por cinco anos na equipe, sendo inclusive convocado para a seleção francesa sub-20 no período, até ser comprado pelo Bordeaux, em 2014. Jogou bem pela equipe e rapidamente chamou a atenção do Sunderland, que o levou para a Premier League em 2016, por 11,8 milhões de euros (R$ 43,67 milhões, na cotação atual). Na seleção tunisiana, que optou por defender ao invés de esperar uma convocação pela França, Khazri é o "dono da bola", sendo o principal armador de jogadas e também um dos goleadores do time - ele é o maior artilheiro do elenco atual, à frente até mesmo dos atacantes. Hoje Kharzi joga no Rennes da França.


 


PANAMÁ

Com a emocionante vitória por 2 a 1, de virada, sobre a Costa Rica, somada à surpreendente derrota por 2 a 1 dos Estados Unidos para o já eliminado Trinidad & Tobago, o Panamá carimbou seu passaporte e irá disputar a Copa do Mundo pela primeira vez em sua história. A combinação de resultados levou os panamenhos à 3ª posição das eliminatórias da Concacaf, garantindo uma vaga direta no Mundial da Rússia. Com uma seleção que se apoia essencialmente em seus veteranos (o goleiro Penedo, 36, o zagueiro Baloy, 36, os meias Gómez, 33, e Buitrago, 32, e os atacantes Blás Pérez, 36, e Tejada, 35), mas que também começa a se renovar com alguns jovens promissores que atuam na MLS. Só a classificação para 2018, porém, já é motivo de muita festa e orgulho nacional - tanto é que o presidente do país, Juan Carlos Varela, decretou feriado no dia seguinte à conquista da vaga. O técnico da façanha é Hernan Dário Gomez. Ex-volante, o colombiano teve passagens por dois grandes clubes de seu país: Independiente Medellín e Atlético Nacional. Foi auxiliar do famoso técnico Francisco Maturana - juntos, eles conquistaram a Copa Libertadores de 1989 pelo Atlético Nacional. Depois disso, iniciou uma série de passagens por seleções: Colômbia (1995 a 1998), Equador (1999 a 2004) e Guatemala (2006 a 2008). O craque da seleção é o atacante Blaz Perez. Com uma longa carreira, iniciada em 1998 no Panamá, Perez é o artilheiro e segue como titular absoluto como o grande nome da seleção. Nesses quase 20 anos, ele passou por diversas equipes do futebol sul-americano, mexicano, MLS e mundo árabe, vivendo sua melhor fase entre 2005 e 2007, quando arrebentou com as camisas de Deportivo Cali e Cúcuta, da Colômbia - ele conquistou o Campeonato Colombiano pelas duas equipes. Pela seleção panamenha, Pérez é o 3º atleta que mais jogou na história (127 partidas desde sua primeira convocação, em 2003), e o 2º maior artilheiro, com 41 gols, atrás apenas de Luis Tejada, que hoje é seu reserva.


Possíveis cruzamentos nas fases seguintes e até onde podem avançar.

Muito provável que as duas vagas do grupo G fiquem para a Bélgica e Inglaterra. A grande disputa será pela primeira colocação entre as duas candidatas ao título da Copa na Rússia. Tanto Panamá como Tunísia devem lutar para fazer participação honrosa. A equipe do Panamá é a mais cotada para terminar em última no grupo. O primeiro lugar do Grupo G cruza com o segundo colocado do grupo H. O segundo colocado do grupo G cruza com o primeiro colocado do grupo H. Pelo “favoritismo” das equipes nos seus grupos, Bélgica e Inglaterra cruzam com Colômbia e Polônia.

Odds de artilharia do grupo G e da Copa:


Odds do grupo:


Odds para terminar em último do grupo e chegar à final:

 


Terminar em 1º e 2º no grupo:


Fase a eliminar:


Analisando as odss acima podemos considerar como possíveis apostas:

Panamá terminar em último @ 1.50; Bélgica vencer o grupo @ 1.83; 1º Bélgica 2º Inglaterra @ 2.37; 1º Inglaterra 2º Bélgica  @ 2.75. 




Casas de apostas

188BET

Bônus

R$300

Ganhar
Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar
10Bet

Bônus

R$400

Ganhar
NetBet

Bônus

R$200

Ganhar
Betboro

Bônus

R$500

Ganhar