MLB: World Series 2017 - Houston Astros (Dallas Keuchel) x Los Angeles Dodgers (Clayton Kershaw) (Game 1)


por: Gustavo Zambrano


Houston Astros e Los Angeles Dodgers abrem hoje a World Series da temporada 2017 no baseball americano. A partida terá transmissão ao vivo para o Brasil pela ESPN. 

MLB: Houston Astros (Dallas Keuchel) x Los Angeles Dodgers (Clayton Kershaw)
Data: 24/10/2017 às 22:09 (horário de Brasília, Transmissão ESPN)
Local do evento: Los Angeles – Califórnia
Estádio: Dodger Stadium
Dica de aposta 1: Los Angeles Dodgers ML @1.54 
Dica de aposta 2:  Over 6,5 @1.84
Casa de aposta: 188Bet
Stake: 1 und (Bank dividido por 60 unidades)

As equipes não se enfrentaram nessa temporada e se encontrarão pela primeira vez na World Series. Ao longo dos últimos 20 anos, Astros e Dodgers se enfrentaram 119 vezes, com o duelo bastante equilibrado e os Dodgers na frente por apenas uma vitória. Os totais nas 119 partidas ficaram em: 56-58-5 O/U/D. 

Os Astros (0-0 na série) precisaram de sete partidas e um shutout combinado de Charlie Morton e Lance McCullers Jr. para eliminaram os Yankees na final da Liga Americana e avançaram até a World Series. Na temporada regular, o time teve a 3° melhor campanha da liga, com 101 vitórias. 

Dallas Keuchel (LHP, 14-5 W/L e ERA 2.90) permitiu 4 corridas em seu último começo nos playoffs, mas foi dominante em suas duas primeiras aparições. O arremessador havia caído de produção na segunda metade da temporada, com seu controle sofrendo uma leve piora e com ele sendo mais hittable que o normal. Keuchel tende a atuar pior longe do Minute Maid Park, tendo ERA 3.53 nos jogos fora de casa esse ano. O arremessador também, é mais fraco enfrentando rebatedores destros, que conseguiram linha de: 236/307/359 (AVG/OBP/SLG) em comparação com: 145/190/245 (AVG/OBP/SLG) dos canhotos. 

O ataque caiu um pouco de produção na série frente aos Yankees, mas ainda possui bons números na pós-temporada, com média de 4,0 corridas por partida e linha de: 247/324/407 (AVG/OBP/SLG). Forte candidato ao prêmio de MVP da temporada regular, Jose Altuve já coletou 16 hits em 40 passagens no bastão, tendo 5 home runs nos playoffs. Yuli Gurriel também tem tido consistência no bastão e Evan Gattis é um bom rebatedor enfrentando canhotos. Durante a temporada regular, os Astros foram o ataque mais forte da liga em confrontos contra canhotos, com média de: 5,4 corridas por jogo e linha de: 263/356/435 (AVG/OBP/SLG). 
O bullpen tem sido instável nesses playoffs e as melhores exibições da unidade vieram quando os Astros utilizaram o titular Lance McCullers Jr. saindo como reliever. O closer Ken Giles tem tido problemas, tendo cedido 5 corridas ao longo de 6.0 IP de serviço nessa pós-temporada. Entre os relievers utilizados pela equipe nesses playoffs, apenas Collin McHugh e Luke Gregerson não permitiram corridas. 

A defesa melhorou durante a pós-temporada, mas a equipe ainda tem defensores abaixo da média no infield, com Alex Bregman sendo o principal problema na terceira base. De volta ao campo centra, George Springer voltou a jogar bem e Josh Reddick é um defensor de elite no right field. O catcher Brian McCann teve problemas permitindo roubos de base durante a temporada regular, mas ainda não cedeu roubos para os adversários nos playoffs.

Após terem perdido na final da Liga Nacional para os Cubs no ano passado, os Dodgers (0-0 na série) se vingaram e eliminaram o time de Chicago em cinco partidas. A equipe liderou a temporada regular em vitórias, com 104, e só perdeu uma partida nessa pós-temporada. 

Depois de uma fraca partida contra os Diamondbacks na série divisional, Clayton Kershaw (LHP, 18-4 W/L e ERA 2.31) foi dominante em suas duas aparições contra os Cubs na final da Liga Americana, cedendo apenas 3 corridas ao longo de 11 IP. O arremessador tem sido um pouco propicio a home runs nessa temporada, permitindo média de 1.18 a cada 9 IP, mas ainda possui um controle de elite e uma alta taxa de strikeouts, que garantem sua efetividade. 

O ataque foi o mais efetivo da pós-temporada até a World Series, tendo média de 6,0 corridas por jogo e linha de: 273/378/494 (AVG/OBP/SLG). A equipe também foi uma das mais fortes rebatendo canhotos na temporada regular, com média de 5,4 corridas por jogo ao longo de 52 confrontos. Com excelente exibição na partida que garantiu o título dos Dodgers na Liga Nacional frente aos Cubs, Enrique Hernandez é um excelente rebatedor de platton, tendo linha de: 270/367/579 (AVG/OBP/SLG) contra canhotos nessa temporada. Logan Forsythe e Justin Turner também sobem de produção em duelos frente a LHPs. 

O bullpen se manteve dominante na pós-temporada, com Tony Watson sendo o único reliever da equipe que não entregou boas exibições. Brandon Morrow segue sendo o principal arremessador vindo do bullpen e Kenta Maeda também tem aparecido forte em sua nova função. O closer Kenley Jansen é um dos mais confiáveis da liga, tendo arremessado 8 IP sem ceder corridas nessa pós-temporada, já somando 12 strikeouts. 

A defesa se mantém fortíssima, com Justin Turner eficiente no campo interno e Yasiel Puig sendo um defensor de destaque no outfield. Juntos, os catchers: Austin Barnes e Yasmani Grandal permitiram apenas um roubo de base nessa pós-temporada e também são bastante efetivos em enquadramento de arremessos. 

O Dodger Stadium é um under park, com total base de 7, que pode variar dependendo do matchup e/ou das condições climáticas. Hoje os ventos sopram a 7mph em direção ao campo externo esquerdo, com temperatura de 36° e umidade do ar na casa de 13%. Céu limpo e sem previsão de chuva durante o jogo. 

Linha Projetado: Dodgers 1.46/Astros 3.08
Total Projetado: 8

Conclusão


A linha pode parecer baixa demais para os Dodgers, já que o público considera que esse é um duelo de Aces, mas essa noção não é verdadeira quando examinamos os números de Keuchel. O arremessador teve problemas na segunda metade da temporada, apesar de ter voltado a ser dominante nos playoffs, Keuchel tende a atuar pior fora de casa e diferente de Kershaw, ele tem uma divisão de desempenho de rebatedores destros/canhotos e os Dodgers podem alinhar um bom número de destros no lineup para este confronto. O bullpen e a defesa de Los Angeles também são melhores, o que ajuda a aumentar o favoritismo do time de LA. Minha projeção é ainda mais otimista com os Dodgers do que a linha atual e vejo valor neles para essa partida. 

Aposta 1: Los Angeles Dodgers ML @1.54 na 188Bet

36°C em Los Angeles e umidade do ar abaixo de 20% devem auxiliar um jogo com muitas corridas. Os dois ataques foram os mais fortes da MLB rebatendo canhotos esse ano e Keuchel não é projetado para entrar nesse jogo como um arremessador de elite, no que os Dodgers devem ser capazes de capitalizar contra o pitcher. Na maior parte do tempo, os playoffs foram duelos de pitchers, mas eu sinto que 7 nessa situação é um número muito baixo. 

Aposta 2: Over 6,5 @1.84 na 188Bet
 




Casas de apostas

188BET

Bônus

R$400

Ganhar
Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$500

Ganhar
10Bet

Bônus

R$300

Ganhar
NetBet

Bônus

R$200

Ganhar
Betboro

Bônus

U$500

Ganhar



  • Beisebol

    MLB: World Series 2017 - Houston Astros (Lance McCullers Jr.) x Los Angeles Dodgers (Yu Darvish) (Game 7)
  • Beisebol

    MLB: World Series 2017 - Houston Astros (Justin Verlander) x Los Angeles Dodgers (Rich Hill) (Game 6)
  • Beisebol

    MLB: World Series 2017 - Los Angeles Dodgers (Alex Wood) x Houston Astros (Charlie Morton) (Game 4)
  • Beisebol

    MLB: World Series 2017 - Los Angeles Dodgers (Yu Darvish) x Houston Astros (Lance McCullers Jr.) (Game3)