De Olho na MLB: Edição #4


2017-05-13

Após mais uma semana de jogos a temporada regular, voltamos com a 4° edição da nossa coluna que mostra os destaques, surpresas e decepções do baseball americano. Com tantos jogos, fica fácil para o apostador se perder em meio a tantas informações. Nossa missão aqui é deixar o leitor a par de tudo o que está acontecendo na Major League, para que com isso, ele possa ter uma vantagem contra os books. Também utilizamos esse espaço para mostrar o recorde de nosso especialista em Baseball no Aposta10: Gustavo Zambrano.

Nosso Especialista

Gustavo Zambrano

Recorde: 37-23-2 (61%), +12,70und
ODD Média: 1.98
ROI%: +20,4%
ML: 22-16-1 (57%), +6,39und
Totais: 15-6-1 (71%), +7,31und
RL: 0-1 (0%), -1,00und

Destaques 

Time: Los Angeles Dodgers (21-15 W/L) 

Favoritos na divisão West da Liga Nacional, os Dodgers tiveram um começo lento na temporada, mas estão se recuperando e venceram sete das últimas dez partidas disputadas. Jovens, Cody Bellinger e Chris Taylor estão causando grande impacto desde que vieram da Triple-A, enquanto Justin Turner, Yasmani Grandal e Corey Seager continuam sólidos no bastão. Na rotação, por trás de Clayton Kershaw a equipe tem diversas opções, Alex Wood e Brandon McCarthy quase não participaram no ano passado, mas iniciaram muito bem essa temporada. 

Pitcher: Max Scherzer (RHP, Washington Nationals)

Scherzer segurou um No-Hitter até a 8° entrada no confronto fora de casa contra os Orioles na última terça-feira, antes de permitir dois home runs. O pitcher tem números quase idênticos aos do ano passado, mantendo BABIP muito abaixo da média da liga, fruto de uma baixa porcentagem de rebatidas em linha permitidas. Scherzer tem eliminado 33% dos rebatedores enfrentados através de strikeouts e sua slider de 85.7mph continua sendo um dos melhores arremessos do baseball. 

Rebatedores: Yasmani Grandal (C B, Los Angeles Dodgers)

Grandal tem 10 hits ao longo de suas últimas cinco partidas e tem feito excelente temporada, postando linha de rebatidas de: 275/348/471. O ambidestro é um rebatedor de elite em sua posição e lidera os catchers em rebatidas duplas, tendo 8 até o momento. Solido, Grandal é parte importante da lineup dos Dodgers e fundamental na defesa, onde é um dos melhores em enquadramento de arremessos. 

Surpresas

Time: Saint Louis Cardinals (19-15 W/L)

Os Cardinals pareciam mortos no início da temporada, mas o ataque esquentou e a rotação exceto por Adam Wainwright, tem feito um bom trabalho. Bullpen e defesa ainda são bastante abaixo da média, mas se o ataque continuar tão bom quanto tem sido nas últimas semanas, a equipe poderá brigar por vaga nos playoffs mais uma vez. Jedd Gyorko parou de balançar tanto o bastão fora da zona de strike e tem sido bastante efetivo, enquanto que na rotação, Mike Leake deixou para trás um ano ruim e lidera a Liga Nacional em ERA com 1.94 em 7 começos. 

Pitcher: Luis Severino (RHP, New York Yankees)

Os bons desempenhos de Severino são um dos motivos do grande início de temporada dos Yankees. Em três de seus seis começos, o pitcher teve 9 ou mais strikeouts, cedendo um ou nenhum walk. O pitcher ainda tem problemas com home runs, com 21,9% das fly balls rebatidas contra ele virando home runs, mas a melhora em seu controle e a excelente capacidade em conseguir strikeouts, garantem que ele continuará efetivo. 

Rebatedores: Aaron Judge (RF R, New York Yankees)

Junto com Ryan Zimmerman dos Nationals, Judge lidera a liga em home runs com 13. O jogador teve um ano ruim como novato em 2016, sofrendo strikeouts em 44,2% das vezes em que foi ao bastão, Judge no entanto, tem sido fantástico nesse início de temporada, cortando os strikeouts, fazendo mais contato e mostrando grande poder. 

Decepções 

Time: Chicago Cubs (18-17 W/L)

Os atuais campões ainda possuem mais vitórias do que derrotas, mas são apenas o 4° colocado em uma fraca divisão Central da Liga Nacional e alguns de seus principais jogadores estão tendo um mau começo de temporada. Algo aconteceu com a rotação e a além da perda geral de velocidade, os pitchers dos Cubs estão mostrando um controle pior do que no ano passado e estão propícios a ceder hits. No ataque, Kyle Schwarber não tem tido grandes resultados como leadoff e até agora é um downgrade de produção em relação a Dexter Fowler, além de ser um defensor horrível no campo externo. Os Cubs ainda possuem talento suficiente para vencerem a divisão com folga, mas o início da equipe tem sido uma decepção. 

Pitcher:  Bartolo Colon (RHP, Atlanta Braves)

Parece que Bartolo Colon não é mais eterno, aos 43 anos, o pitcher tem o pior ERA da liga entre os arremessadores que tiveram entradas suficientes para se qualificarem. Colon tem sido horrível quando corredores atingem as bases e 44,2% dos rebatedores que chegam em base estão anotando corridas contra ele. Seus strikeouts se mantém de acordo com suas taxas nos últimos anos, mas seu controle piorou um pouco e os rebatedores estão puxando mais a bola, o que tem acarretado em mais home runs cedidos pelo arremessador. 

Rebatedor: Curtis Granderson (CF L, New York Mets)

Granderson tem histórico de esquentar ao longo da temporada, mas aos 36 anos de idade, é questionável se ele será efetivo por muito mais tempo. Sua força parece ter ficado para trás e ele tem conseguido menos walks nos últimos anos. Propicio a rebater a bola para o campo externo, Granderson tem atingido um extremo em sua abordagem no bastão e um aumento de fly balls rebatidas trouxe também um aumento de infields fly balls, que são o 2° pior resultado que um rebatedor pode atingir em sua passagem no bastão. 

Não se anime com...

Alex Avila (C L, Detroit Tigers)

Saudável, Avila pode ser um catcher mediano no bastão, mas o jogador definitivamente não tem o nível de talento que tem demonstrado neste início de temporada. Seus números são inflados por uma taxa de 38,2% de line drives rebatidas e quando regredirem, Avila deve voltar a ser um rebatedor de baixa média de rebatidas. O jogador sofre muitos strikeouts e não é forte o suficiente para postar grandes números em slugging. 

Não se desespere com...

Brandon Guyer (RF R, Cleveland Indians)

Ninguém liga para Brandon Guyer, mas ele pode rebater canhotos e é um jogador interessante em um sistema de platton. Guyer tem um wRC+ de 130 contra canhotos na carreira e ano passado postou linha de rebatidas de 266/372/423 atuando por Tampa Bay Rays e Cleveland Indians. Guyer tem tido um início lento de temporada e tem visto pouco tempo de jogo, mas não existem motivos para não acreditarmos que o jogador não voltará ao normal no decorrer da temporada. 
 


Casas de apostas

188BET

Bônus

R$400

Ganhar
Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$500

Ganhar
10Bet

Bônus

R$300

Ganhar
NetBet

Bônus

R$200

Ganhar
Betboro

Bônus

U$500

Ganhar