Circuito ATP após a Gira Asiática e os torneios Indoors Europeus







Circuito ATP após a Gira Asiática e os torneios Indoors Europeus

Fala galera! Eu sou o Oreia com mais informações sobre o maravilhoso mundo do Tênis aqui no Aposta10! 

Hoje eu vou falar um pouco sobre como o circuito ficou após a Gira Asiática que incluiu os importantes torneios ATP 500 de Tóquio e Pequim, além do Master 1000 de Xangai, e também após os torneios Indoors Europeus ATP 500 de Viena e ATP 500 da Basileia. Vamos com o Oreia! 

Espero ainda fazer um artigo logo mais para passar para meu prognóstico do torneio que já esta em andamento, o ATP 1000 de Paris!

Se você quiser ver o que aconteceu antes, dá uma conferida aqui! 

Gira Asiática

Depois do fim do US Open, o circuito mundial do Tênis tradicionalmente se move para o leste asiático, no Japão e na China.

Em Tóquio o russo Medvedev surpreendeu e venceu o torneio, derrotando o favorito da casa Kei Nishikori por dois sets a zero em uma zebra onde Nishikori era favorito pelas odds por 1.37 x 3.19. 

Na China, em Pequim, destaque para a derrota nas Oitavas de Final de Alexander Zverev para Malek Jaziri, onde o alemão era favorito 1.07 x 8.88 antes do ínicio da partida! Na grande final Del Potro enfrentou a surpresa do torneio, o georgiano Nikoloz Basilashvili. Poucos sabiam naquele momento, mas além do excelente momento de Basilashvili que vinha jogado o melhor Tênis de sua vida, Del Potro teve uma forte gripe antes da final e jogou bem limitado. No fim, Basilashivili se aproveitou da situação e manteve o embalo: venceu Delpo por 2x0 com parciais de 6x4 e 6x4 em mais uma zebra onde Del Potro era favorito antes do jogo com as odds de 1.15 x 5.64.

No maior torneio asiático, no Master 1000 de Xangai tivemos a volta de Roger Federer e Novak Djokovic ao circuito. A quadra estava extremamente rápida e os grandes sacadores fizeram estrago, como com os upsets de Ebden x Thiem (odds pré jogo de 4.71 x 1.20) e a chegada nas Quartas de Finais do próprio Ebden, Kevin Anderson e Kyle Edmund. Apesar disso, o jogo sólido e potente de fundo de quadra, aliados a um ótimo ou excepcional saque prevaleceram, e nas semifinais tivemos Djokovic vs Zverev e Federer vs Coric. O croata surpreendeu o suiço em 2 sets (6x4 6x4) e Djokovic passou por cima de Zverev (6x2 6x1). Na final, a forma fantástica do sérvío continuou, onde ele teve uma performance dominante vencendo por 6x3 e 6x4 onde Djokovic venceu incríveis 91% dos pontos quando colocou o primeiro saque e enfrentou apenas um break point contra 9 de Coric. No fim, o sérvio mostrou que ainda esta muito acima de todo o circuito nesse momento (venceu o torneio sem perder sets), e segue sendo o jogador a ser batido.

A volta à Europa

Depois desses torneios, o próximo passo é a volta para a Europa para o fim da temporada, com os ATPs 500 de Viena e Basileia, o Master 1000 de Paris e o ATP Finals de Londres.

Em Viena, o torneio teve a surpresa do ótimo jogo apresentado pelo cazaque Mikhail Kukushkin, que chegou até as semifinais após vir do qualify. No caminho, venceu Andrey Rublev (por 2 vezes!), Grigor Dimitrov e Fucsovics. Também vimos um Coric com uma lesão na coxa jogando de forma limitada antes de desistir no jogo contra Kevin Anderson. Se o croata jogar em Paris (ele esta na chave até então e enfrenta o ótimo Medvedev em sua primeira partida), poderemos aproveitar essa limitação caso as odds não estejam ajustadas de acordo. Kei Nishikori mostrou ótimo desempenho, onde não tomou conhecimento do favorito da casa, Dominic Thiem, e venceu por 6x3 6x1 nas Quartas de Final, vencendo também Kukushkin nas semifinais também por fáceis 6x4 e 6x3. Do outro lado da chave, Kevin Anderson fez ótima campanha, e após superar a estreia em que salvou Match Points contra Basilashivili e também uma semifinal muito complicada diante de Verdasco, sagrou-se campeão contra o embalado Kei Nishikori, onde ele era o azarão nas odds pré jogo em 2.78 x 1.46. Dessa forma, além do título, garantiu pela primeira vez em sua carreira uma vaga no ATP Finals. A dúvida que fica agora para o sul-africano é: será que ele vai aproveitar o embalo para fazer um grande torneio em Paris ou será que vai relaxar após ter se classificado para o Finals e guardar energias? Kei Nishikori, por outro lado, teve uma final decepcionante, mas vem jogando um ótimo Tênis e deveremos ficar atento às odds de suas partidas em Paris.

Na Basileia, o grande favorito era o gênio Roger Federer, atleta da casa. Mas quem chamou a atenção e surpreendeu a todos foi o romeno Marius Copil. Ele vinha tendo uma temporada bem discreta até então, mas se superou nesse torneio. No qualificatório, venceu bons jogos, contra o alemão Misha Zverev e o cabeça 1 do quali, o também bom jogador sérvio Dusan Lajovic por 6x3 6x4. Na chave principal, superou o bom jogador em quadras rápidas Ryan Harrison por 6x2 7x6 antes de conseguir seu primeiro upset nas Oitavas de Final. Jogando contra o favorito Marin Cilic, Copil sacou exepcionalmente bem e venceu por 7x5 7x6 uma partida onde era o azarão nas odds pré jogo por 4.52 x 1.21. Nas quartas de final, superou o americano Taylor Fritz por 7x6 7x5. Na semifinal, aprontou de novo e venceu o ótimo jogador Alexander Zverev por 6x3 6x7 6x4 (ganhou dos dois irmãos no mesmo torneio)! Ele era azarão nas odds antes da partida por 4.86 x 1.20. Na grande final, foi superado pelo supercampeão e favorito da casa, Roger Federer, mas mesmo assim, em um jogo duro, por 7x6 6x4. Federer, apesar de ter vencido, teve um torneio de altos e baixos. Na estreia contra o pouco expressivo Filip Krajinović, suou para vencer por 6x2 4x6 6x4. Nas quartas de final, passou perto de perder para o francês Gilles Simon, onde venceu o jogo por 7x6 4x6 6x4. Nas semifinais, apresentou grande jogo como era esperado de alguém da sua grandeza, e "passou o carro" no russo Medvedev que vinha jogando muito bem por 6x1 6x4 antes de vencer a final contra o embalado Marius Copil. Destaque negativo para Marin Cilic, que vem fazendo um final de temporada muito abaixo da sua média. 

Circuito agora termina com dois grandes torneios, o ATP 1000 de Paris (que espero fazer um prognóstico e análise rápida ainda hoje) e o ATP Finals em Londres. Djokovic ainda é o jogador a ser batido e Roger Federer vem embalado com título em casa. Rafael Nadal surpreendeu e decidiu jogar o ATP 1000 de Paris após ter ficado parado por uma lesão no joelho sofrida no US Open. Marius Copil e Kevin Anderson, além de Kei Nishikori e Medvedev vem embalados, além dos atletas franceses que sempre costumam ser perigosos jogando com o apoio da torcida em casa. Vamos ver o que nós aguarda nesse fim de temporada! Abraço do Oreia!

Confira as dicas do Tênis no Aposta10!

Quer uma ajudinha ai pra apostar? Estou por aqui dando dicas de apostas em tênis e fazendo análises de jogos. Acesse a aba de dicas de tênis e saiba mais!

Um abraço do Oreia!




Casas de apostas

188BET

Bônus

R$200

Ganhar
Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar
10Bet

Bônus

R$400

Ganhar
NetBet

Bônus

R$200

Ganhar
Betboro

Bônus

R$500

Ganhar


Outros Artigos