Guia do Campeonato Carioca - 2019







Em 2019 teremos a 118ª edição do Campeonato Carioca!

O Flamengo é o maior vencedor com 33 títulos (último em 2017) depois tem Fluminense com 31 títulos (último em 2012), Vasco com 24 títulos (último em 2016), Botafogo com 21 títulos (último em 2018), América com 7 títulos (último em 1960) e o Bangu com 2 títulos (último em 1966). Os demais times participantes nunca venceram o campeonato carioca.

A competição que é "organizada" pela FERJ tem um dos regulamentos mais complicados para se entender de primeira, mas vamos a ele:

Seletiva

A primeira fase — com os quatro times de pior campanha no ano anterior (exceto os rebaixados) que foram Resende, Macaé, Nova Iguaçu e América mais os dois promovidos da Série B1 de 2018 que foram Americano e Goytacaz, formando o Grupo A — disputam uma seletiva e nesta fase, serão definidos os dois clubes que participarão dos demais fases do Campeonato e os outro quatro clubes, disputarão o grupo X, para definição dos dois clubes rebaixados para a Série B1 do próximo ano.

Com isso, os clubes estão divididos em dois grupos.

Grupo B: Fluminense, Vasco, Madureira, Portuguesa-RJ, Volta Redonda e Americano.

Grupo C: Flamengo, Botafogo, Boavista, Bangu, Cabofriense e Resende.

Taça Guanabara (1º turno)

Passada a seletiva, se incia o primeiro turno: a Taça Guanabara. Nela, os clubes que estão divididos em dois grupos enfrentam os outros clubes do seu próprio grupo. Os dois primeiros de cada grupo se enfrentam em confrontos cruzados na semi final, o 1º de cada grupo contra o 2º, e os vencedores formam a final.

O campeão assegura passagem para a semi-final do Campeonato.

Taça Rio (2º turno)

Os clubes de cada grupos enfrentam os times do outro grupo. Os dois primeiros de cada grupo se enfrentam em confrontos cruzados na semi final, o 1º de cada grupo contra o 2º, e os vencedores formam a final.

O campeão assegura passagem para a semi-final do Campeonato.

O melhor vem agora!

Você deve estar pensando: "Ah, o clube x venceu uma das Taças e o y venceu a outra. Então eles fazem a final, certo?" ERRADO! Ele vai parar na semi-final. Onde quatro clubes estarão representados:

Vencedor da Taça Guanabara x 3º melhor colocado geral

Vencedor da Taça Rio x 4º melhor colocado geral

Aí sim com os vencedores formando a final. Maravilhoso, não?

Clubes participantes:

Americano (Campos dos Goytacazes, porém jogará no Moacyrzão em Macaé - 200 km da Capital)

Vindo da seletiva onde ficou em 2º lugar avançando para a fase de grupo do Campeonato Carioca, o Americano já começa com a primeira baixa para o certame. A equipe vendeu a área do seu estádio e não tem casa para jogar. Na Série B do ano passado e na seletiva a equipe vinha jogando em Cardoso Moreira, porém contra os grandes deve atuar a 100 km de Campos no Moacyrzão em Macaé.

O Americano na estreia visita a Portuguesa no domingo (20) na Ilha do Governador.

Destaque:

Flamel, Meia

Flamel, tem 35 anos e rodou por vários times Brasil afora tendo atuado por São Raimundo, Castanhal, Tuna Luso e Remo, entre outros times.

Em 2009, o jogador chegou a fazer parte do grupo campeão brasileiro pelo Flamengo depois de se destacar no Águia de Marabá.

Ele é o dono do meio campo da equipe de Campos e conta com bastante prestígio junto ao treinador Josué Teixeira com quem trabalhou recentemente no Remo-PA.

Bangu (Rio de Janeiro - Moça Bonita, Zona Oeste)

Há 10 anos seguidos na elite do futebol carioca, o Bangu, campeão da competição em 1933 e 1966, busca mais uma vez se manter entre as principais equipes do estado e, quem sabe, conquistar uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro.

A preparação do clube proletário foi em Pinheiral, uma cidade que fica próxima a Volta Redonda no Sul do Estado e ficou muito fixada em ganho físico e entrosamento do grupo.

A equipe está longe das glórias dos anos 80 quando tinha Castor de Andrade como patrono do clube e chegou a ser vice-campeão carioca em 85 perdendo para o Fluminense e vice-campeão brasileiro no mesmo ano para o Coritiba. Porém, a equipe tem se organizado e espera voltar às competições nacionais esse ano.

Destaque:

Tchô, Meia

O jogador revelado no Atlético-MG é uma das principais contratações do Alvirubro para 2019. O jogador tem passagem pela seleção Sub-20 atuando no Sul-americano de 2007 pela Seleção Brasileira quando marcou três gols em cinco jogos na época.

Seu último clube foi o Botafogo-SP, clube que ele ajudou a subir para série B em 2018.

Boavista (Bacaxá, Estádio Elcyr Resende - 145 km da capital)

A equipe de Saquarema foi muito bem nos jogos que fez tanto na pré temporada em Dubai quanto nos amistosos aqui dentro do Rio de Janeiro vencendo inclusive a seleção sub 20 que se prepara para o Sul Americano da categoria.

Durante a sua pré-temporada, o Boavista não foi derrotado. O Verdão de Saquarema conseguiu os seguintes resultados: empate sem gols com o Goytacaz e por 1 a 1 com o Tupynambás (MG); vitórias sobre o AVA Sports (3 a 0), Portuguesa (2 a 1), Mageense (2 a 0), equipe sub-23 do Sampaio Corrêa (2 a 0), e sub-20 do Brasil (2 a 1); na passagem por Dubai, derrotou Al-Hamiryah (4 a 1), Al-Sharjah (6 a 1), Al-Arabi (4 a 0), Al-Nasser (2 a 1) e Al-Dahfra (3 a 1), todos oponentes locais.

Destaque:

Dija Baiano, Atacante

Campeão da Série D do Brasileirão pelo Volta Redonda e extremamente identificado com o clube, ele estava no Al-Orobah da Arábia Saudista antes de chegar ao time de Saquarema.

A concorrência de Dija Baiano no ataque será forte. Nomes como o experiente Leandrão, há três temporadas no clube, Felipe Augusto, Renan Donizete, Lucas e Pachu são opções nas duas funções que Dija sabe fazer - centroavante e ponta esquerda.

Botafogo (Rio de Janeiro - Engenhão, Zona Norte)

O atual campeão carioca, o Botafogo vem para essa disputa um pouco atrás do rival Flamengo mas basicamente no mesmo nível dos outros dois grandes. O time não tem nenhum jogador de muito destaque na linha, mas está repleto de jogadores jovens e que estão loucos para mostrar ao que vieram.

A equipe até agora acertou com o goleiro Diego Cavalieri, o zagueiro Gabriel, os volantes Alan Santos e Jean e os meias Alessandro, Gustavo Ferrareis e Alex Santana.

Destaques:

Gatito Fernandez, Goleiro.

Brigando com Diego Alves para saber quem é o melhor goleiro atualmente dos clubes do Rio, o paraguaio tem a difícil missão de substituir o ídolo Jefferson na meta alvinegra.

A parte boa é que ele sempre atuou muito bem com a gloriosa camisa alvinegra e tras se não a mesma, uma segurança muito parecida com a que o ídolo trazia quando estava no gol do Botafogo.

João Paulo, Meia

O jogador volta de lesão e depois de ter contrato renovado espera ajudar a equipe a alçar voos maiores do que em 2018. 

A tendência é que a faixa de capitão fique entre João Paulo e Carli. Já a citada identificação do jogador com a torcida tem a ver justamente com o espírito aguerrido do camisa 8, que também é um norte técnico na faixa central de campo. 

Cabofriense (Cabo Frio, Estádio Alair Corrêa - 180 km da capital)

Na Cabofriense, o clube que avançar mais em relação ao ano passado. Para isso a gerente executiva do clube, Flávia Seifert afirmou que a principal meta do Tricolor Praiano é buscar uma vaga numa competição nacional em 2020.

A Cabofriense manteve alguns jogadores da campanha do ano passado e até agora já trouxe dez reforços para o Campeonato Carioca, mas diferente de outros anos, apostou em atletas mais jovens.

Na primeira rodada do Campeonato Carioca, a Cabofriense terá o mando de campo e vai encarar o Botafogo no Moacyrzão em Macaé.

Destaque:

Michel, Meia.

Naturalizado mexicano, o jogador de 29 anos vai defender o clube de Cabo Frio pela segunda vez - a primeira passagem foi em 2010.

Neste retorno, a expectativa é por repetir o sucesso da primeira passagem, agora na elite do Rio de Janeiro.

Flamengo (Rio de Janeiro - Maracanã, Zona Norte)

O Mais querido é claramente o maior favorito do campeonato e arrisco a dizer que só não levanta o caneco se jogar o Carioca com o time reserva e ainda assim teria grandes chances.

A equipe montou um time para brigar por todos os títulos de 2019 e não ficar só no "cheirinho" como tem sido nos últimos anos. O técnico Abel Braga terá que ser muito habilidoso para deixar todas as estrelas do elenco satisfeitas e com vontade de jogar sempre.

Destaques:

Giorgian De Arrascaeta, Meia.

O meia contratado a peso de ouro junto ao Cruzeiro chega com status de possível ídolo no clube. Porém, com um elenco bem encorpado, o rubro-negro não necessita obrigatoriamente a usar todos os seus titulares no Carioca.

É bem possível que em alguns jogos os titulares nem entrem em campo visando a Libertadores, por exemplo.

Gabriel Barbosa, Atacante

Mesmo caso do meia uruguaio. O Gabigol chega como esperança de gols ao Flamengo, mas pode não entrar tanto em campo no Estadual. Ainda assim, para pegar ritmo de jogo, é possível que entre em campo em algumas partidas.

Fluminense (Rio de Janeiro - Maracanã, Zona Norte)

O Flu passa por uma grave crise financeira e vê na base e em reforços mais baratos para compor o elenco a chave do sucesso. A vinda de Paulo Henrique Ganso pode ajudar o clube a elevar seus status tanto dentro da competição como no ano

A equipe apostou na vinda de Fernando Diniz para ser o seu treinador e nós que acompanhamos futebol já sabemos como é o estilo de trabalho dele: muita posse de bola e marcação pressão quase que todo o tempo. Vamos ver se vai dar certo no Tricolor.

Destaques:

Paulo Henrique Ganso, Meia.

A melhor contratação do Tricolor no ano, Ganso ainda é uma incógnita. Todos sabemos que qualidade ele tem, mas qual o Ganso que veremos no Flu? Aquele que jogou no São Paulo e que foi bem ou o do Amiens que jogou 14 jogos e não fez nenhum gol? É ver para crer.

Yony Gonzalez, Atacante

A chegada do atacante colombiano foi muito comemorada pelo técnico Fernando Diniz que acredita que ele pode desempenhar todas as funções de ataque, seja pela esquerda, direita ou como centroavante.

A movimentação e o poder de finalização são as melhores armas do jogador para ajudar o Tricolor em 2019.

Madureira (Rio de Janeiro - Conselheiro Galvão, Zona Norte)

Quando um clube vai encarar uma competição longa, como é o Campeonato Brasileiro, que dura oito meses, a formação de um bom e numeroso elenco é fundamental para brigar na parte de cima da tabela. Porém, o Madureira vem formando um grupo forte e com muitos jogadores, mas para o Campeonato Carioca, que durará apenas três meses. O que não faltam são opções para o técnico Antônio Carlos Roy escalar a equipe de diversas maneiras.

O Madureira começa a disputa do Campeonato Carioca contra o Vasco em Conselheiro Galvão.

Destaque:

Cláudio Maradona, Atacante.

Em 2019 Cláudio Maradona vai começar uma nova caminhada, agora defendendo o Madureira. Antes no Americano, ele conseguiu o acesso pelo clube de Campos e foi coroado como o melhor jogador da competição em 2018.

Já se sentindo em casa, ele espera subir de rendimento na Série A, já que teve a oportunidade de disputar a competição pelo Boavista nem 2018, mas sem destaque.

Portuguesa-RJ (Rio de Janeiro - Ilha do Governador)

Em tempos de treinos fechados e mistério em quase todos os clubes do futebol carioca, a Portuguesa foi na contramão: resolveu chamar a torcida para conhecer o time em um torneio de pré-temporada, a Copa Rubro-Verde, pelo segundo ano consecutivo.

A equipe foi campeã da Copa Rubro-Verde, um torneio de pré temporada em que participou todas as "Portuguesas" do Brasil e ainda o Marítimo(POR) clube que a Lusa Carioca venceu na final por 3-0.

Destaque:

Rodrigo Andrade, Meia.

Principal contratação do clube para a próxima temporada, o meia Rodrigo Andrade com passagens pelo Botafogo-RJ, Flamengo, Fortaleza e Portuguesa, revelou seu desejo de fazer um grande ano no clube carioca.

Nos amistosos pré campeonato, o meia mostrou desenvoltura e conduziu o time enquanto esteve em campo, recebendo aplausos da torcida no momento em que foi substituído.

Diguinho, como é conhecido dos tempos de America e Botafogo, já havia balançado as redes em jogos-treino de dezembro, mas o amistoso o apresentou de vez para a torcida. Ele é irmão de Bruno Andrade, atual supervisor de futebol e ex-jogador do clube.

Resende (Resende, Estádio do Trabalhador - 185 km da capital)

O início não foi como esperado, mas o Resende, ainda assim, fez a melhor campanha na história da Seletiva e avançou para a fase principal do Campeonato Carioca com 11 pontos - primeiro time a alcançar essa marca - e a liderança. Depois de dois empates nos dois primeiros jogos, poucos esperavam uma sequência incrível de três vitórias seguidas. Ela veio, e o Gigante do Vale se classificou para a Taça Guanabara com moral.

O Resende agora estreia na Taça Guanabara no próximo domingo (20), às 20h contra o Boavista no Estádio Elcyr Resende de Mendonça em Saquarema.

Destaque:

Ranule, Goleiro.

Ranule chegou ao Resende com a indicação do técnico Edson Souza. Ganhou a disputa contra dois ótimos goleiros, Jefferson e Luiz Felipe, e assumiu a meta do Gigante do Vale deixada por Arthur.

Com apenas três gols sofridos, chamou a atenção pela frieza em baixo das traves e a maneira como atua, se mostrando um goleiro que simplifica suas defesas e passa segurança para seus companheiros.

Vasco da Gama (Rio de Janeiro - São Januário, Zona Norte)

O Vasco estreia no Campeonato Carioca no próximo sábado (19), às 19h contra o Madureira em Conselheiro Galvão e decidiu fugir da rotina do Rio de Janeiro para se preparar. A equipe optou por se preparar em Atibaia no interior paulista em um hotel cinco estrelas e com a paz necessária para pensar apenas na temporada.

O primeiro teste do Cruz-Maltino em 2019 terminou empatado em 1 a 1 com o Bragantino, com gol de Moresche, no dia 10 de janeiro. O segundo foi a vitória por 4 a 3 sobre o Atibaia, com gols de Marrony (duas vezes), Thiago Galhardo e Yan Sasse.O técnico Alberto Valentim tem testado diversas possibilidades de formação para a estreia no Campeonato Carioca, mas ainda não definiu quem será titular.

Destaque:

Maxi Lopez, Atacante

O atacante foi muito bem na temporada passada quando ninguém dava nada por ele. Agora, "La Barbie" espera deslanchar como um dos principais atacantes do país e ajudar o Vasco a alçar voos maiores.

Bruno César, Meia

O meia Bruno César tem se destacado nos treinos dos quais participa. Quem viu os trabalhos de finalizações garante que o meia, contratado para esta temporada, foi um dos que mais fez gols - se não o que mais fez.

Ele trouxe uma cabeça pensante para o meio campo do Vasco. Um jogador que a equipe sente falta desde a ida de Nenê para o São Paulo.

Volta Redonda (Estádio da Cidadania - Volta Redonda -> 150 km da capital)

A equipe ficou concentrada em um hotel de Vassouras desde segunda-feira (7) para uma mini pré temporada na cidade. Agora o Esquadrão de Aço retorna ao próprio centro de treinamentos para se preparar em definitivo para a estreia no Campeonato Carioca.

Em Vassouras, o Voltaço disputou dois jogos-treino. O primeiro, contra o Taubaté (SP), a equipe saiu com a vitória por 2 a 1. Já no segundo, contra o Tupynambás (MG), ficou apenas no empate por 1 a 1. Ao longo de toda a pré-temporada, a equipe venceu o EC Resende por 3 a 2, o Flamengo de Guanambi (BA) por 3 a 0 e o Tupi (MG) por 1 a 0; empatou com o Bangu por 1 a 1 e perdeu para a Cabofriense por 3 a 0.

No Campeonato Carioca a estreia do Volta Redonda será em 19 ou 20 de janeiro, contra o Fluminense. A equipe está no Grupo B, que ainda possui Madureira, Portuguesa, Vasco e o Americano, que ficou em segundo lugar na Seletiva.

Destaque:

João Carlos, Atacante.

Cedido pelo Madureira, João Carlos, de 31 anos, cumpre um dos requisitos do Voltaço para 2019: ter experiência em competições nacionais. Ele soma dois acessos na Série C do Brasileiro: um pelo Macaé, em 2014, e outro pelo Cuiacá (MT), nesta temporada.

Conta a favor de João o fato de também possuir longa rodagem nos gramados do Rio de Janeiro. Além de Madura e Macaé, já defendeu, com destaque, clubes como Duque de Caxias e Arraial do Cabo.



Casas de apostas

188BET

Bônus

R$200

Ganhar
Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar
10Bet

Bônus

R$400

Ganhar
NetBet

Bônus

R$200

Ganhar
Betboro

Bônus

R$500

Ganhar


Outros Artigos