Qual o seu propósito ao apostar?







 

 

“Um ladrão foi morto a tiros pela polícia durante um roubo e foi conduzido ao além-vida por um cara com jeitão de mordomo-inglês que vestia um terno branco.

Para a surpresa do ladrão, ele foi conduzido para uma cobertura na beira da praia, com os armários cheios de roupas bacanas e um bar repleto das mais variadas biritas imagináveis.

Desfilava pelas ruas em um carro esporte maneiro, ganhava todas as apostas que fazia, sempre cercado por uma mulherada bonita, todas louquinhas por ele.

Dinheiro, poder, sex-appeal – tudo o que ele sempre quis estava finalmente ao seu alcance.

Com o tempo, no entanto, o ar de novidade foi desaparecendo. A alegria se transformou em tédio. Aquela existência perfeita e desejada se revelou insatisfatória.

O ladrão procurou seu guia e disse: - Acho que o paraíso não é para mim não. Meu lugar deve ser aquele outro.

Ao que o guia respondeu, ironicamente; - O que faz você pensar que aqui é o Paraíso? “

(“trecho adaptado do livro de Ryder Carrol chamado “O Método”)

 

Qual o seu propósito ao apostar?

 

A primeira resposta que mais ouço é óbvia> QUERO GANHAR DINHEIRO.

Porque ganhar dinheiro? > Porque tenho ou ganho pouco e gostaria de ter mais.

Para que ter mais dinheiro? > para ter uma vida mais confortável, pagar as contas em dia, não ficar tão estressado, adquirir bens materiais que nunca tive, proporcionar melhor condições aos meus próximos.

 

Os outros dois propósitos comuns, além de ganhar dinheiro, costumam ser:

- Diversão

- Desafio

 

Se o apostador perde mais do que ganha ele está fazendo algo errado ou está com azar.

Culpar o azar é MUITO MAIS FÁCIL, pois procurar o que está fazendo de errado é cansativo, toma tempo e é, de verdade, DIFÍCIL.

 

Ainda que a meta ganhar dinheiro seja a principal para a maioria dos apostadores, os outros dois propósitos citados são muito importantes e o apostador deve se enquadrar em algum deles, pois são muito diferentes.

Os apostadores que se empenham mais, estudam, tentam se aprimorar, trocam informações, pesquisam, testam, experimentam, recomeçam, são aqueles com a mentalidade de DESAFIO.

O Desafio mantém o apostador focado em seus propósitos e o incentiva a permanecer atualizado, num mundo de constantes mudanças.

Quem aposta só por DIVERSÃO dificilmente estuda de forma constante ou se preocupa com isso.

Ou seja, se você não está estudando os times, as ligas, se não acompanha as notícias e não se dedica a conhecer a TEORIA DAS APOSTAS, você estará automaticamente enquadrado na categoria apostador recreativo, que só quer se divertir.

Este apostador recreativo vai ganhar dinheiro também, na base da sorte, do palpite, da intuição.

Não há nada de errado em fazer isso, só não recomendamos utilizar quantias altas para este fim recreativo.

 

Atenção!

Se a ideia é se divertir, não tem sentido apostar caro e ficar sofrendo se os resultados forem ruins.

Pior ainda é não estudar, apostar caro, apostar no “crédito” sem ter o dinheiro real e ficar devendo.

Aqui são dois erros graves que a TEORIA DAS APOSTAS já ensina:

- Nunca aposte dinheiro que você não tem ou que não pode perder.

- Não aposte sem entender o que você está fazendo em relação às taxas de retorno (odds).

 

Caso você esteja errando muito, apostando caro. Recomendo parar de apostar e planejar como limitar os danos causados pelo prejuízo.

A pior coisa a fazer é seguir apostando como se a sorte por si só fosse resolver todos os seus problemas nas apostas.

 

Dever de casa

Para descobrir onde estamos errando, precisamos entender sobre o assunto em questão, estudar a matemática das apostas, os mecanismos que os bookies utilizam para obter vantagem sobre os apostadores.

Isso é chato pra caramba e poucos querem passar por isso.

Para descobrir o seu erro, o apostador precisa fazer algo bastante difícil para a maioria das pessoas: autoanálise. Analisar a si mesmo através de reflexão e estudo das suas ações.

Mexer com o ego é coisa que ninguém quer. Falar dos outros é mais divertido.

 

Para entender a si mesmo o apostador deve ter registrado o que fez nas apostas, diariamente.

Se estiver perdendo com frequência convém também registrar os motivos que o levaram a escolher cada aposta.

Oras, todos sabemos que a imensa maioria não faz isso.

- Anotar as apostas? Pra quê? Eu quero acertar a aposta e ganhar dinheiro!!

- Além do mais os sites que eu uso registram minhas apostas!

 

A ligação entre uma coisa e outra é IMENSAMENTE maior do que possamos imaginar.

O fato de as apostas ficarem salvas digitalmente em um site não significa NADA se o apostador não olhar para elas com frequência. Ele precisa “destilar” os dados, os tipos de apostas, conferir se estavam dentro de algum modo de operação padrão desejado (método).

Analisar os números ajuda a monitorar nosso progresso (ou a falta dele) e reafirmar nossas responsabilidades com os terceiros e principalmente com nós mesmos.

 

Conclusão:

Esse artigo tem como intenção incentivar os apostadores a cultivarem o hábito da reflexão.

Ou seja, parar para pensar no que está fazendo, como está fazendo e por quê está fazendo.

A reflexão ajuda a refinar suas crenças e valores, como também ajuda a ajustar sua capacidade de identificar suas fraquezas e qualidades.

Uma das piores coisas que um apostador pode fazer é ligar o Piloto-automático e deixar que as apostas o controlem, em vez dele controlar as apostas.

 

Boas apostas!

 


Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

R$150

Ganhar
Sportingbet

Bônus

R$120

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
NetBet

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

600

Ganhar
Betfair

Bônus

$30

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar


Outros Artigos