MLB Previews 2020: Detroit Tigers





18/05/2020

Detroit Tigers

Campanha no ano passado: 47-114 (5° na divisão Central da Liga Americana) 

Os Tigers não eram os favoritos a terem a pior campanha da liga no ano passado, com esse posto pertencendo aos Baltimore Orioles, mas Detroit foi um desastre completo, sem nenhum setor que se destacasse e o time acabou perdendo 114 jogos, terminando com a pior campanha da MLB e também o pior diferencial de corridas, -333. 

Quem Saiu: Tyson Ross (SP), John Hicks (C), Blaine Hardy (RP), Daniel Stumpf (RP), Victor Alcantara (RP), Zac Reininger (RP), Edwin Jackson (SP), Bobby Wilson (C) e Zack Godley (SP).

Quem Chegou: Jonathan Schoop (2B, Twins), C.J. Cron (1B, Twins), Austin Romine (C, Yankees), Cameron Maybin (RF, Yankees) e Ivan Nova (SP, White Sox).

Os Tigers estão em reconstrução e não esperam competir, mas após a patética performance do ano passado, o time se reforçou com alguns veteranos, tentando ao menos, colocar uma equipe melhor em campo do que a que venceu apenas 47 jogos em 2019. Dois jogadores do forte ataque dos Twins chegaram na equipe, Jonathan Schoop e C.J. Cron, enquanto que Austin Romine e Cameron Maybin vieram dos Yankees e Ivan Nova dos rivais Chicago White Sox, vindo para compor a rotação. 

Rotação 

A rotação não foi o ponto mais fraco dos Tigers de 2019, mas também não foi boa. O time sofreu em situações com corredores em posição de anotar corridas e os starters entregaram um ERA conjunto de 5.51. Ivan Nova é a única novidade na rotação titular dos Tigers, com o time trazendo novamente: Matthew Boyd, Jordan Zimmermann, Spencer Turnbull e Daniel Norris. 

Matthew Boyd (LHP, 9-12 W/L e ERA 4.56 em 2019)

Abandonando seu sinker e seu curveball e utilizando uma combinação de bola rápida e slider, Boyd mostrou grande evolução no início da última temporada, passando de uma média de 8.40 strikeouts a cada 9.0 IP em 2018 para 11.56 em 2019, o que fez com que o arremessador sustentasse um ERA 3.87 na primeira metade da temporada, no entanto, a ausência de um repertorio mais vasto de arremessos, logo fez com que Boyd voltasse a ser hittable e o pitcher caiu bastante de produção nos últimos meses da temporada, postando um ERA 5.51 pós All-Star Game. Flyballer, Boyd costuma ceder muitos home runs e teve média de 1.89 home runs permitidos a cada 9.0 IP na última temporada, o que elevou o seu ERA. Seu ganho na taxa de strikeouts provavelmente não compensa suas deficiências e Boyd deve ter desempenho parecido esse ano.  

Jordan Zimmermann (RHP, 1-13 W/L e ERA 6.91 em 2019)

Zimmerman foi um excelente arremessador por alguns anos nos Nationals, mas vem em declínio desde que assinou com os Tigers em 2016 e teve sua pior temporada da carreira no ano passado. Apesar da péssima temporada, o arremessador teve alguns bons momentos, especialmente no mês de agosto, quando postou ERA 3.27 e promoveu alguns ajustes que podem fazer com que ele se recupere esse ano. O arremessador desenvolveu um sinker e passou a utilizar menos sua bola rápida, que acabou sendo mais efetiva do que nos outros anos, mesmo com velocidade reduzida. Zimmerman nunca apresentou divisões relevantes de desempenho, mas no último ano, ele teve muito mais dificuldade contra rebatedores canhotos do que contra destros, com canhotos produzindo linha de: 346/399/591 (AVG/OBP/SLG) contra ele, enquanto que destros rebateram: 275/300/459 (AVG/OBP/SLG). 

Spencer Turnbull (RHP, 3-17 W/L e ERA 4.61 em 2019)

Turnbull postou um ERA baixo na primeira metade da última temporada, mas não foi capaz de sustenta-lo na segunda metade, postando ERA 6.60 pós All-Star Game. O arremessador utiliza uma combinação de duas bolas rápidas, variando com um slider e um curveball, mas nenhum de seus arremessos é muito efetivo e apesar de Turnbull não permitir muitos home runs, ele é hittable e tem problemas contra rebatedores canhotos, que tiveram linha de: 298/370/444 (AVG/OBP/SLG) contra ele na última temporada. O controle também é um problema para o arremessador, que teve média de 3.58 walks a cada 9.0 IP em 2019.

Iván Nova (RHP, 11-12 W/L e ERA 4.72 em 2019)

O veterano Iván Nova, de 33 anos, é novidade na rotação dos Tigers, tendo disputado a última temporada pelos Chicago White Sox. Nova foi péssimo na primeira metade da temporada de 2019, com ERA 5.58, mas se recuperou na reta final, com ERA 3.72 pós All-Star Game, o arremessador no entanto, mostrou tendências preocupantes, com sua taxa de strikeouts caindo em relação aos outros anos e perdendo a vantagem que tinha contra rebatedores destros, que conseguiram linha de: 313/365/470 (AVG/OBP/SLG) contra ele no ano passado. Nova é propicio a ceder home runs, com média de 1.44 home runs permitido a cada 9.0 IP na última temporada. 

Daniel Norris (LHP, 3-13 W/L e ERA 4.49 em 2019)

Norris já foi um excelente prospect, mas entrou em declínio muito cedo em sua carreira, postando ERA inferior a 4.00 nas temporadas de 2015 e 2016, mas seguindo com ERA superior a 5.00 em 2017 e 2018. Norris tem um bom slider e um bom changeup, mas sua bola rápida não funciona bem e sua relação K/BB 3.29 aliada ao fato de que Norris é propicio a ceder home runs, garantem o arremessador apenas como um membro viável de fundo de rotação Os Tigers limitaram Norris a 3.0 IP em seus começos na reta final da última temporada, tornando o arremessador o 1° membro de partidas combinadas de bullpen e nesse sistema, Norris mostrou alguma evolução, apresentando um melhor controle e fazendo mais uso de seu changeup, no entanto, é incerto que os Tigers utilizarão um sistema parecido nessa temporada. 

Ataque 

O ataque não funcionou em nenhum momento na última temporada e os Tigers terminaram o ano com o pior ataque da liga, produzindo apenas 149 home runs e média de 3,5 corridas por jogo. Devido ao patético desempenho ofensivo, a equipe concentrou a maior parte dos recurso na offseason em reforçar o ataque e para isso chegaram os veteranos: Jonathan Schoop, C.J. Cron, Austin Romine e Cameron Maybin. 

C.J. Cron e Jonathan Schoop combinaram para 48 home runs na última temporada e Cameron Maybin rebateu 12 pelos Yankees em apenas 269 passagens no bastão, os três porém, foram bastante instáveis no bastão em suas carreiras. Austin Romine vem de sua melhor temporada na liga, ainda que impulsionada por um alto BABIP e chega para fortalecer a posição de catcher, onde os Tigers receberam péssima produção da combinação de: Jake Rogers, Grayson Greiner e John Hicks no ano passado. 

Entre os remanescentes no time, o que se saiu melhor em 2019 foi Victor Reyes, com linha de: 304/336/431 (AVG/OBP/SLG), os bons números de Reyes no entanto, foram atrelados a um BABIP .384, que dificilmente se repetirá. 

Niko Goodrum pode atuar em várias posições e mantém uma produção decente no bastão, mas Miguel Cabrera e Jeimer Candelario, que deveriam ser os dois principais pontos do lineup dos Tigers, foram dois dos pontos mais improdutivos do time na última temporada. Miguel Cabrera já foi um dos melhores rebatedores do baseball, mas aos 37 anos, está em declínio e ainda tem mais quatro anos para cumprir de contrato, enquanto que Candelario não evoluiu como era esperado e produziu linha de apenas: 203/306/337 (AVG/OBP/SLG) no ano passado. 

Os Tigers se saíram melhores quando enfrentaram arremessadores canhotos na última temporada, mas não o suficiente para que o ataque fosse ameaçador contra LHPs e parte da boa produção veio da contribuição de Nicholas Castellanos quando ainda estava na equipe, com Castellanos sendo um dos melhores rebatedores da liga contra canhotos. Ainda assim, é esperado que a exemplo do que ocorreu no ano passado, o time se saia melhor em partidas contra arremessadores canhotos. Miguel Cabrera, apesar de estar em decadência, ainda tem forte produção quando enfrenta canhotos, enquanto que: C.J. Cron, Niko Goodrum, Jonathan Schoop e Austin Romine tiveram bons números contra LHPs no ano passado. 

Bullpen

O bullpen provavelmente não será forte, mas deve entregar melhor produção do que no ano passado, onde o time teve um ERA conjunto de 4.98 na unidade. 

Joe Jimenez será o closer do time, função que ele não desempenhou bem na última temporada, com 9 saves e 5 blown saves, mas Jimenez deve melhorar, já que parte de sua fraca produção veio de um número excessivo de home runs permitidos, o que tende a regredir positivamente. 

Buck Farmer foi o destaque do bullpen no ano passado, tendo sua melhor temporada da carreira e deve se transformar um setup confiável, enquanto que: David McKay, Gregory Soto e Jose Cisnero são peças interessantes, todos com alta taxa de strikeouts, mas com problemas de controle que precisam ser corrigidos. 

Defesa 

Se já não bastassem os problemas com rotação, ataque e bullpen, os Tigers ainda tiveram uma das piores defesas da liga no ano passado, o que contribuiu para o desempenho fraco de seus arremessadores e para o patético recorde da equipe. O time teve -84 corridas salvas pela métrica de DRS, 4° pior marca. A equipe adicionou diversos veteranos na última offseason, mas a expectativa na parte defensiva segue não sendo muito boa. 

O campo interno não é tão fraco, Jonathan Schoop é um defensor abaixo da média na segunda base, mas Jeimer Candelario se sai bem na terceira base, C.J. Cron é sólido na primeira e Niko Goodrum é decente quando atua como shortstop. 

Já o campo interno é um grande problema, Victor Reyes se saiu bem defensivamente no ano passado, mas Cameron Maybin é um defensor abaixo da média nesse ponto de sua carreira e JaCoby Jones esteve entre os piores defensores de campo central da liga em 2019, com -13 corridas salvas pela métrica de DRS. 

A posição de catcher sofreu quando John Hicks atuou no ano passado, mas Hicks não está mais com o time e Austin Romine, novo titular da posição, foi um defensor sólido ao longo de sua carreira. Grayson Greiner, provável backup de Romine, tem problemas para controlar corredores em base e é abaixo da média em enquadramento de arremessos, mas no todo, ainda é superior a Hicks como um defensor. 

O que esperar dos Tigers nessa temporada? 

Após vencerem apenas 47 jogos na última temporada, os Tigers procuraram adicionar veteranos ao time para tornar a equipe um pouco mais competitiva, enquanto que as contratações não prejudicam o plano de reconstrução do time, que mesmo mais competitivo, ainda deverá ser bastante fraco nessa temporada. O ataque deve melhorar um pouco em relação a última temporada e o bullpen pode se tornar um ponto interessante, mas a defesa ainda deve ser bastante fraca, prejudicando os arremessadores da equipe e a rotação é formada por vários jogadores que ocupariam o 4° ou 5° ponto na rotação de equipes melhores, no que Detroit ainda tem um conjunto propicio a perder um número elevado de jogos. 

Como os apostadores devem abordar os Tigers?

Os Tigers devem permanecer fracos e apostadores evitarão eles a todo custo, o que por lógica de mercado, já criará valor na equipe em muitos pontos, mas eles também são interessantes em termos de aposta não apenas por serem pouco apoiados, mas também por terem pontos claros em que é esperada uma melhor performance. O principal ponto que os apostadores devem ficar atentos é quando Detroit enfrenta arremessadores canhotos, o ataque é fraco no geral, mas se sai melhor contra canhotos e algumas adições que a equipe fez, devem fortalecer o time nesse quesito. Entre os arremessadores, Jordan Zimmermann, que tem buscado ajustes, pode melhorar um pouco e se tornar uma opção de valor como big underdog, mas eu não recomendo que se envolvam em jogos de Matthew Boyd, que teve apenas meia temporada boa na carreira e que entre todos os arremessadores dos Tigers, tende a receber as odds mais baixas, sendo que não é muito claro que ele seja melhor do que o restante da rotação da equipe. 

A Sportsbet.io é uma excelente opção para se apostar na MLB, com ótimas odds nos principais mercados do baseball.

Confira o review do Aposta10 e faça seu cadastro: Sportsbet.io


Telegram

Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

Lucro turbinado

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar

Newsletter

Iniciando agora no mundo das apostas esportivas?

Aposta 10

Deixe o seu e-mail e
receba materiais exclusivos




Outras Notícias