NFL Previews 2019: AFC East - New York Jets





20/08/2019

New York Jets

Campanha em 2018/19 – 4-12 W/L (4° na AFC East)

Com um quarterback novato, excesso de turnovers no ataque e uma defesa ineficiente contra o jogo terrestre, os Jets terminaram com a pior campanha da AFC East pelo 3° ano seguido. A equipe não chega aos playoffs desde a temporada 2009-10. 

Quem Saiu: James Carpenter (G, Falcons), Darron Lee (LB, Chiefs), Buster Skrine (CB, Bears), Jason Myers (K, Seahawks), Spencer Long (C, Bills), Mike Pennel (DE, Patriots), Andre Roberts (WR, Bills), Terrence Brooks (FS, Patriots), Josh McCown (QB, Eagles), Jermaine Kearse (WR, Lions), Isaiah Crowell (RB, Raiders), Rishard Matthews (WR, Saints), Jeremiah Attaochu (LB, Chiefs), Dakota Dozier (G, Vikings), Benjamin Ijalana (RT, Jaguars), Josh Martin (LB, Saints), Neal Sterling (TE, Chiefs), Kevin Pierre-Louis (LB, Bears), Clive Walford (TE, Dolphins), Morris Claiborne (CB, Chiefs), Brent Qvale (RT), Emmanuel Lamur (LB), Destiny Vaeao (DT) e Darryl Roberts (CB).

Quem Chegou: C.J. Mosley (LB, Ravens), Le'Veon Bell (RB, Steelers), Jamison Crowder (WR, Redskins), Ryan Kalil (C, Panthers), Josh Bellamy (WR, Bears), Brian Poole (CB, Falcons), Alex Lewis (G, Ravens), Kelechi Osemele (G, Raiders), Trevor Siemian (QB, Vikings), Tom Compton (G, Vikings), Ryan Griffin (TE, Texans), Deonte Thompson (WR, Bills), Ty Montgomery (RB, Ravens), Daniel Brown (TE, Bears), Marcus Cooper (CB, Lions), Matt Darr (P, Bills) e Albert McClellan (LB, Patriots),

Draft: Quinnen Williams (DT, Round 1), Jachai Polite (LB, Round 3), Chuma Edoga (OT, Round 3), Trevon Wesco (TE, Round 4), Blake Cashman (LB, Round 5) e Blessuan Austin (CB, Round 6).

Pelo 2° seguido, os Jets foram a equipe que mais fez investimentos na free agency, com 21 contratos totalizando $226.6M1. O time se reforçou nos dois lados, trazendo o linebacker C.J. Mosley dos Ravens em contrato de 5 anos para liderar a defesa e o running back Le'Veon Bell, ex-steelers e que promoveu uma greve na última temporada, em um contrato de quatro anos. Jamison Crowder é um nome para reforçar o grupo de recebedores do agora segundanista quarterback Sam Darnold e Brian Poole é um upgrade como cornerback de nickel, posição em que o time sofreu com Buster Skrine (Bears) na última temporada. No draft, o buscou fortalecer o interior da linha defensiva, que teve problemas para conter o jogo terrestre no ano passado, selecionando o defensive tackle Quinnen Williams com a 3° escolha geral do draft. A equipe também terá uma nova comissão técnica, chefiada pelo head coach Adam Gase, ex-Dolphins. 

Análise 

Dowell Loggains que trabalha com Gase desde os tempos de Chicago Bears, será o coordenador ofensivo dos Jets, mas na pratica, é Gase quem deverá fazer as chamadas de ataque. Sam Darnold foi bastante inconsistente em seu ano de novato, lançando 15 interceptações e mostrando imprecisão nos passes, mas ele se saiu melhor na reta final da última temporada e terá um grupo decente de recebedores formado por: Quincy Enunwa, Robby Anderson e Jamison Crowder, com Deonte Thompson como reserva. O tigh end Chris Herndon, que se destacou no último ano, está suspenso para os quatro primeiros jogos da temporada e o time deve utilizar o recém chegado Ryan Griffin, que não é muito eficiente como recebedor nos primeiros jogos. A linha ofensiva foi mediana na última temporada e exceto pela chegada de Kelechi Osemele, que passou boa parte da última temporada lesionado, o time não fez grandes investimentos no setor.  O jogo terrestre produziu pouco no ano passado, mas agora que os Jets possuem Le'Veon Bell, é esperado uma melhoria no quesito e também uma maior utilização do recurso. Bell deve ficar com grade parte das carregadas, mas Bilal Powell é um running back #2 bastante eficiente e pode auxiliar o time no jogo terrestre, enquanto que Ty Montgomery é versátil e complementa bem o que deve ser um forte grupo de corredores. 

A defesa foi vítima do excesso de turnovers cometidos pelo ataque na última temporada e terminou com a 4° maior média de pontos sofridos por jogo, 27,6, mas o setor não se saiu tão mal quanto a marca sugere. Os Jets possuem um novo coordenador defensivo, Gregg Williams, que fez um ótimo trabalho como técnico interino na última temporada. O time tinha problemas para conter o jogo terrestre, mas deve melhorar no quesito, com o novato Quinnen Williams no interior da linha e com a chegada do excelente C.J. Mosley para compor o corpo de linebacker. A equipe porém, perdeu o linebacker Avery Williamson com uma lesão no joelho para o restante da temporada, o que enfraquece consideravelmente o setor. A secundaria foi inconstante na última temporada e o setor ainda não parece muito talentoso, Trumaine Johnson vem de uma temporada ruim, apesar de ainda ter conseguido 4 interceptações e o time não tem um cornerback #2 bem definido, o recém chegado Brian Poole no entanto, é um bom cornerback de nickel e deve melhorar a cobertura da equipe. Jamal Adams é um excelente safety e um dos destaques defensivos dos Jets e Marcus Maye é decente na cobertura. 

Brant Boyer é o único dos coordenadores principais que retorna nessa temporada e o special team comandado por ele fez um bom trabalho na última temporada. No entanto, os Jets não possuem mais o retornador Andre Roberts, que foi para os rivais Buffalo Bills, com Trenton Cannon e Greg Dortch devendo ser os responsáveis pelos retornos nessa temporada. O time também não terá mais o kicker Jason Myers, que vem de um ótimo ano, com Taylor Bertolet assumindo a posição. A posição de punter foi o ponto fraco do special team dos Jets no último ano e a equipe trouxe Matt Darr para disputar posição com Lachlan Edwards. 

Total de Vitórias Estipulado: 6,5

Apesar de terem gasto muito dinheiro com contratações e de terem abordado pontos importantes na equipe, os Jets ainda parecem ter uma defesa abaixo da média, com problemas na secundária, um pass-rush pouco efetivo e uma linha de linebackers fraca, mesmo com a chegada do excelente C.J. Mosley. Adam Gase teve boas temporadas nos Miami Dolphins, mas o vestiário do time foi conturbado e Gase foi demitido após não ter conseguido colocar o time nos playoffs anos passado, agora ele terá a missão de ajudar no desenvolvimento de Sam Darnold, que contará com um ataque reforçado e um dos melhores running backs da liga em Le'Veon Bell como apoio. Acredito que o ataque melhore em relação a última temporada e que a defesa seja mais efetiva contendo o jogo terrestre, mas não acho que os Jets entrem para competir por algo esse ano e 6,5 me parece um total de vitórias muito alto para esse time, ainda que eles estejam sendo apontados como um possível surpresa por grande parte da mídia esportiva. 

Aposta: Under 6,5 @2.55 na Bet365
 


Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

Lucro turbinado

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar

Newsletter

Iniciando agora no mundo das apostas esportivas?

Deixe o seu e-mail e receba materiais exclusivos




Outras Notícias