NFL Previews 2019: NFC South - Atlanta Falcons


08/09/2019

Atlanta Falcons

Campanha em 2018/19 – 7-9 W/L (2° na NFC South)

Após duas excelentes temporadas, os Falcons regrediram e com problemas na defesa e na linha ofensiva, tiveram uma campanha negativa de 7-9 W/L, ainda suficiente para o 2° lugar na divisão mas que não foi o bastante para levar o time até os playoffs. 

Quem Saiu: Robert Alford (CB, Cardinals), Tevin Coleman (RB, 49ers), Bruce Irvin (LB, Panthers), Justin Bethel (CB, Ravens), Brian Poole (CB, Jets), Brooks Reed (LB, Cardinals), Terrell McClain (DT, Cardinals), Logan Paulsen (TE, Texans), Jordan Richards (SS, Raiders), Marvin Hall (WR, Bears), Andy Levitre (G), Ryan Schraeder (RT), Brandon Fusco (G), Derrick Shelby (DE), Jon Condo (LS), Bruce Carter (LB), Zane Beadles (G), John Wetzel (G), Giorgio Tavecchio (K), Ronald Martin (SS), Stefan Charles (DT), Adam Gettis (G) e Blair Walsh (K).

Quem Chegou: James Carpenter (G, Jets), Jamon Brown (G, Giants), Allen Bailey (DE, Chiefs), Luke Stocker (TE, Titans), Adrian Clayborn (DE, Patriots), J.J. Wilcox (FS, Colts), Tyeler Davison (DT, Saints), Kenjon Barner (RB, Panthers), Keith Smith (FB, Raiders), Stephone Anthony (LB, Dolphins), Ben Garland (C, 49ers) e John Wetzel (G, Cardinals),

Draft: Chris Lindstrom (G, Round 1), Kaleb McGary (T, Round 1), Kendall Sheffield (DB, Round 4), John Cominsky (DE, Round 4), Qadree Ollison (RB, Round 5), Jordan Miller (DB, Round 5) e Marcus Green (WR, Round 6).

Os Falcons perderam algumas peças na secundária, mas o foco do GM Thomas Dimitroff na offseason foi reconstruir a linha ofensiva, por isso ele utilizou duas escolhas de 1° round em OLs e também trouxe os guards James Carpenter e Jamon Brown. Algumas peças para o front-seven também chegaram, com Adrian Clayborn retornando aos Falcons após um ano em New England e Allen Bailey dos Chiefs sendo o outro reforço. 
 
Análise 

Matt Ryan ainda produziu muito bem na última temporada, mas os Falcons tiveram problemas na redzone e terminaram com apenas o 10° melhor ataque em média de pontos por jogo, mesmo com Ryan completando 69,4% de seus passes para uma média 8,1yds por tentativa de passe, terminando a temporada regular com rating de 108.1. O desempenho decepcionante do ataque na redzone fez com que o coordenador Steve Sarkisian fosse demitido, com Dirk Koetter, ex-head coach dos Buccaneers, chegando para assumir a função.  A linha ofensiva foi o ponto mais fraco do ataque dos Falcons na última temporada e foi reconstruída nessa offseason, o setor será formado por: Jake Matthews, James Carpenter, Alex Mack e os novatos: Chris Lindstrom e Kaleb McGary, Mack é um dos melhores centers da liga e Carpenter é um guard sólido. Ryan tem muitas opções de qualidade no grupo de recebedores, Julio Jones segue como o principal alvo do time e no ano passado, realizou 113 recepções para um total de 1,677 jardas, Calvin Ridley teve uma boa temporada de novato, anotando 10 touchdowns e Mohamed Sanu e Austin Hooper também são bons alvos. O jogo terrestre ainda fluiu bem no último ano, mas a equipe não terá mais Tevin Coleman, que assinou com os 49ers, o time porém, tem o retorno de Devonta Freeman, que atuou em apenas duas partidas na última temporada e que além de um running back produtivo é também uma boa opção em passes curtos. 

Apesar do head coach Dan Quinn ser um especialista defensivo, a defesa vem de um péssimo ano, cedendo média de 26,4 pontos por jogo para os adversários, rating médio de 98.3 para os quarterbacks que enfrentou e média de 4,9yds por tentativa de corrida dos oponentes. O setor sofreu com lesões na última temporada, mas a falta de um pass-rush efetivo também foi um dos fatores para a fraqueza defensiva dos Falcons. Takkarist McKinley foi o principal jogador da equipe pressionando quarterbacks, enquanto que Vic Beasley Jr. teve uma temporada decepcionante. Para tentar melhorar o pass-rush, o time trouxe o veterano Adrian Clayborn, que jogou bem pelos Falcons duas temporadas atrás. Allen Bailey, que teve 6 sacks pelos Chiefs no ano passado, também é um reforço para a linha defensiva. No corpo de linebackers, o principal reforço é o retorno de Deion Jones, que perdeu boa parte da última temporada por conta de lesão, enquanto que De'Vondre Campbell é efetivo contendo o jogo terrestre, mas falha muito na cobertura de passes. Os safetys Keanu Neal e Ricardo Allen também sofreram com lesões no último ano, os dois retornam a equipe e saudáveis são eficientes na secundária. Desmond Trufant é o principal cornerback do time enquanto que o segundanista Isaiah Oliver assume o posto de cornerback #2 deixado por Robert Alford, sendo o ponto fraco da secundária. 

O kicker Matt Bryant de 44 anos, vem para mais uma temporada e converteu 20 de suas 21 tentativas de field goal antes de se lesionar na última temporada. O punter Matt Bosher também se mantgém na função e tem bom alcance e precisão em seus chutes. Os especialistas dos Falcons fizeram um bom trabalho na cobertura dos chutes no último ano, mas a equipe não produziu bem nos retornos. Kenjon Barner, que atuou nos Panthers ano passado, será o novo retornador da equipe. 

Total de Vitórias Estipulado: 8,5

Os Falcons tiveram muitos problemas na última temporada e devem se sair melhores esse ano. O núcleo do ataque é bastante talentoso e o novo coordenador ofensivo, Dirk Koetter, deve realizar um trabalho melhor comandando o ataque do Steve Sarkisian. A defesa ainda deve ser abaixo da média, especialmente pela falta de um pass-rush efetivo, mas não espero que seja tão fraca quando no ano passado. Acho que os Falcons são talentosos o suficiente para lutar pelo título da divisão e esse total de vitórias deles me parece muito baixo. 

Aposta: Over 8,5 @1.80 na Bet365


Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

R$150

Ganhar
Sportingbet

Bônus

R$120

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
NetBet

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Betfair

Bônus

$30

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar



Outras Notícias