NFL SUPER BOWL LIII: LOS ANGELES RAMS - ANÁLISE DO ELENCO





02/02/2019

NFL Super Bowl LIII: NFC Champions – Los Angeles Rams

A caminhada até o Super Bowl

Os Rams foram apontados como um dos grandes favoritos da NFC antes do início da temporada e confirmaram as expectativas. O time se manteve invicto até a semana 09, quando sofreu sua primeira derrota frente aos New Orleans Saints, equipe que os Rams viriam a derrotar no Conference Championship. O time teve alguns deslizes na reta final da temporada, sendo derrotado por: Bears e Eagles e com isso a equipe caiu para a seed #2 da NFC. Nos playoffs, a equipe derrotou os Cowboys com certa facilidade no Divisional Round, mas o time passou boa parte da partida contra os Saints no Conference Championship atrás no placar e ainda se beneficiou de uma não marcação de uma interferência nos minutos finais da partida para empar o jogo e derrotar os Saints no overtime. 

Ataque 

Quarterback 

QB - Jared Goff #16

Sob o comando de Sean McVay, Jared Goff teve uma temporada bastante semelhante com a de 2017/18. Goff lançou 32 touchdowns contra 28 na temporada anterior, mas também teve mais interceptações, 12 contra 7. Goff porém, tem caído de produção desde a lesão do wide receiver Cooper Kupp e na temporada regular, teve partidas ruins contra alguma boas defesas, incluindo um jogo com 4 interceptações contra os Chicago Bears. Apesar de ter conduzido o time até o Super Bowl, Goff ainda não atuou bem nos playoffs. O quarterback tem sido bastante impreciso na pós-temporada, tendo completado apenas 58,8% de suas tentativas de passe em comparação com 64,9% na temporada regular. Goff lançou um touchdown e uma interceptação nos playoffs até aqui, ambos no jogo contra os New Orleans Saints no Conference Championship. 

Running Backs: 

RB - Todd Gurley II #30

Gurley foi um dos running backs mais dominantes da liga durante a temporada regular, somando 1251 jardas terrestres e 17 touchdowns. O jogador porém, tem lidado com uma lesão e vem sendo poupado na pós-temporada, dividindo carregadas com C.J. Anderson. Quando utilizado porém, Gurley se mostrou ainda muito efetivo, com média de 6,3yds por carregada ao longo de 20 tentativas de corrida nessa pós-temporada, tendo anotado um touchdown em cada partida dos playoffs. 

RB - C.J. Anderson #27

Anderson começou a temporada atuando pelos Panthers, mas foi cortado e assinou com os Rams na reta final, fazendo dois jogos pelo time de LA antes do início dos playoffs. Com Gurley poupado, especialmente no último jogo, Anderson tem ficado mais snaps em campo e lidera o time em jardas terrestres nessa pós-temporada com 167. Anderson tem produzido bem atrás da boa linha ofensiva dos Rams e deve ter sua carga de carregadas nessa partida ainda que Gurley fique com o maior número das oportunidades após uma semana de descanso. 

Recebedores 

WR - Brandin Cooks #12

Cooks é o segundo recebedor mais alvejado no ataque dos Rams, atrás apenas de Robert Woods. O jogador teve uma ótima temporada regular, sendo um alvo eficiente em profundidade e também estando entre os melhores recebedores realizando jogadas de screen ou recebendo em rotas posts. O jogador lidera o time em jardas recebidas nessa pós-temporada e possui 4 recepções para 20yds ou mais. Cooks também pode ser utilizado como surpresa no jogo terrestre, algo que o head coach Sean McVay faz com frequência no ataque dos Rams. 

WR - Robert Woods #17

Woods é o alvo mais utilizado por Goff e também o alvo de confiança do quarterback, o wide receiver liderou o time em jardas na temporada regular e lidera o time em recepções nos playoffs. Wood é versátil e também é o mais utilizado no jogo terrestre entre os recebedores, foram 19 carregadas na temporada regular para um total de 157 jardas e 1 touchdown. 

WR - Josh Reynolds #23

Reynolds tem substituído o lesionado Cooper Kupp no slot, o jogador porém, não é tão versátil e tão pouco talentoso como Kupp e Goff tem tido um aproveitamento ruim lançando na direção dele. Nos playoffs, Reynolds fez 5 recepções para um total de 93 jardas. Assim como os outros wide receivers da equipe, Reynolds por vezes é utilizado como corredor, onde tem se saído melhor, foram 2 carregadas para um total de 25yds nessa pós-temporada. 

TE - Gerald Everett #24

Os tigh ends dos Rams são mais utilizados como bloqueadores do que como opções no jogo aéreo e Everett cumpre bem a função de bloqueador, especialmente abrindo espaços para o jogo terrestre. Quando sai para receber, o jogador é menos efetivo e Goff não tem mostrado boa sintonia com ele, com Everett tendo apenas 2 recepções em 6 vezes em que foi alvo de passes nos playoffs. 

TE - Tyler Higbee #26

Higbee tem sido mais envolvido como recebedor no plano de jogo dos Rams nos playoffs, o tigh end vem sendo um alvo confiável para Goff, que conectou 6 dos 8 passes tentados na direção de Higbee nessa pós-temporada, com o jogador tendo anotado 1 touchdown. Menos efetivo do que Everett nos bloqueios, Higbee tende a jogar menos snaps do que seu companheiro de posição, mas ele está em campo na maioria das jogadas de passe. 

Linha Ofensiva 

LT - Andrew Whitworth #37

Whitworth foi um dos melhores jogadores de sua posição nessa temporada e seguiu tendo grandes atuações nos playoffs. O left tackle é muito seguro na proteção ao quarterback, raramente permitindo pressões pelo lado esquerdo da linha, Whitworth também tem feito um bom trabalho abrindo espaços para o jogo terrestre, mas sua principal qualidade é a proteção em jogadas de passe. 

LG - Rodger Saffold #30

Ao lado de Whitworth, Saffold tem sido sólido na linha dos Rams e apesar de ser um bloqueador pior do que Whitworth, o jogador se sai melhor do que seu companheiro na hora de abrir espaços para o jogo terrestre. Saffold só não é mais efetivo por ser propicio a faltas, foram 7 penalidades na temporada regular, incluindo 4 false starts e 1 face mask. 

C - John Sullivan #33

Sullivan já foi um bom center mas nessa temporada o jogador foi o elo fraco da OL dos Rams, permitindo muitas pressões pelo meio da linha, especialmente na segunda metade da temporada, onde o center caiu ainda mais de produção. Sullivan é efetivo abrindo espaços para o jogo terrestre, especialmente em descidas curtas, mas é uma grande preocupação na proteção ao passe. 

RG - Austin Blythe #26

Blythe foi uma escolha de 7° round e havia sido dispensado dos Colts antes de chegar aos Rams. Originalmente o jogador deveria ser backup no time de LA, mas ganhou a posição e tem tido grandes atuações desde então. Blythe é bastante confiável na proteção ao passe e também tem sido acima da média abrindo espaços para o jogo terrestre. Originalmente, o jogador era um center e sua melhora tem relação direta com a mudança de posição. 

RT - Rob Havenstein #26

Havenstein fez um ótimo trabalho anulando Cameron Jordan no Conference Championship, o righ tackle esteve entre os melhores de sua posição na temporada, sendo excelente na proteção ao passe e decente abrindo espaços para o jogo terrestre. Os tackles são a força da linha ofensiva dos Rams e: Andrew Whitworth e Rob Havenstein formam uma das melhores duplas de offensive tackles da liga. 

Defesa

Linha Defensiva 

NT - Ndamukong Suh #93

Os Rams não são muito efetivos na contenção ao jogo terrestre como um time, mas Suh não é parte do problema e ainda se saiu muito bem no quesito, registrando 59 tackles na temporada regular. Suh também é agressivo no pass-rush e por vezes exige uma marcação dupla por parte das linhas ofensivas adversárias, ele já tem 1,5 sacks nos playoffs.

DT - Aaron Donald #99

Donald é provavelmente o melhor jogador geral da NFL nesse momento. O defensive tackle foi dominante na temporada regular, registrando 20,5 sacks e 30 tackles que geraram perda de jardas para os adversários, além de ter forçado 4 fumbles. Donald exige marcação dupla das OLs adversárias, o que por vezes abre espaço para que outros jogadores consigam pressionar os quarterbacks. 

DE - Michael Brockers #90

Brockers é muito bom contendo o jogo terrestre, ainda que a equipe como um todo tenha dificuldade no quesito, mas o jogador se sai mal quando utilizado no pass-rush, conseguindo poucas pressões nos quarterbacks adversários ainda que muitas vezes as linhas ofensivas dos oponentes precisem dar atenção redobrada a Suh e Donald, deixando Brockers com menor proteção. 

DE - John Franklin-Myers #94

Myers participa da rotação da DL mas atua poucos snaps, normalmente no lugar de Brockers, o jogador é um pouco mais efetivo do que seu companheiro no pass-rush, mas se sai muito pior na contenção ao jogo terrestre. 

DT - Ethan Westbrooks #95

Assim como Myers, Westbrooks compõe a rotação na DL mas participa de poucos snaps. Quando em campo, o defensive tackle foi péssimo tanto durante a temporada regular quanto nos playoffs. Westbrooks na maior parte das vezes é facilmente contido pelos OLs adversários, não tendo grande impacto no jogo. 

Linebackers 

ILB - Cory Littleton #58

Littleton foi o melhor linebacker dos Rams nessa temporada, o jogador se sai muito bem na cobertura de passes e teve 13 passes desviados, conseguindo 3 interceptações durante a temporada regular. Littleton também pode ser utilizado no pass-rush, função que exerce com competência e ele é rápido o suficiente para atacar a linha de scrimmage e conseguir tackles que geram perda de jardas quando os oponentes optam pelo jogo terrestre. 

EDGE - Dante Fowler Jr. #56

Fowler começou a temporada nos Jaguars, onde era um DE em um sistema 4-3, mas nos Rams ele tem funcionado como linebacker em um sistema 3-4. Fowler tem ajudado um pass-rush que apesar dos 20,5 sacks de Aaron Donald não vinha sendo muito efetivo na temporada. Nos playoffs, o jogador já soma 1,5 sacks e tem 3 tackles que geraram perda de jardas. 

ILB - Mark Barron #26

Barron foi um dos piores linebackers da liga nessa temporada e um dos grandes pontos fracos da defesa dos Rams. O jogador aplica muitos tackles mas tem pouco impacto na maioria dos quesitos, sendo péssimo na leitura do jogo terrestre e bastante vulnerável na cobertura de passes. 

OLB - Samson Ebukam #50

Segundanista, Ebukam aparece como um jogador situacional na rotação de linebackers da defesa dos Rams, normalmente em snaps onde se espera que os adversários passem a bola. O jogador quase conseguiu uma interceptação contra os Cowboys no Divisional Round, mas é no pass-rush onde ele se sai melhor. Ebukam registrou 3 sacks e 3 fumbles forçados na temporada regular e quando esteve em campo, foi capaz de pressionar os quarterbacks adversários de forma frequente. 

LCB - Marcus Peters #22

Peters foi um cornerback de elite em suas duas primeiras temporadas na liga, mas já havia caído de produção pelos Chiefs no ano passado e na maior parte do tempo nessa temporada, suas atuações foram patéticas, com o jogador sendo o membro mais fraco da secundária dos Rams. Peters no entanto, teve grande melhora na reta final da temporada, especialmente após o retorno de Aqib Talib, o que foi importante para o time nos dois primeiros jogos dos playoffs. Para efeito de comparação, o rating médio dos quarterbacks lançando em alvos cobertos por Peters entre as semanas 01 e 09 foi de 145.2, com o cornerback tendo dificuldade especialmente em lances profundos, já entre as semanas 10 e 17, quarterbacks tiveram um rating miserável de 45.1 lançando na direção do cornerback.

CB - Aqib Talib #21

Talib teve problemas com lesões nessa temporada, atuando apenas 8 dos 16 jogos da equipe na temporada regular. Quando esteve em campo, Talib não foi mais um cornerback de elite como em boa parte de sua carreira, mas ainda foi acima da média na posição e a defesa dos Rams se saiu muito melhor com ele. Talib também tem um histórico de sucesso atuando contra Tom Brady, que possui rating de apenas 61.9 lançando na direção de recebedores que tinham Talib na cobertura. 

NCB - Nickell Robey-Coleman #23

Robey-Coleman é um excelente cornerback em formações de nickell, sendo um dos melhores da liga nessa função. Coleman desviou 4 passes durante a temporada regular e mais dois nos playoffs, enquanto que os recebedores conseguiram uma média de apenas 0,71yds por jogada quando tinham como Coleman como marcador. Uma boa atuação do cornerback nesse jogo será crucial para a equipe, já que ele deve fazer um confronto com Julian Edelman no slot na maior parte do tempo. Coleman foi o jogador que cometeu a interferência não marcada sobre Tommylee Lewis dos New Orleans Saints nos minutos finais do Conference Championship, se aquela falta fosse marcada, a história para os Rams provavelmente seria bem diferente e o time não teria chegado até o Super Bowl. 

SS - John Johnson III #43

Johnson teve uma ótima temporada e foi um dos jogadores mais importantes dos Rams na secundária. O safety evoluiu muito na cobertura no jogo aéreo, desviando 11 passes e liderando o time em interceptações com 4. Como strong safety, o jogador normalmente fica na cobertura dos tigh ends adversários, o que o torna o marcador designado de Rob Gronkowski nessa partida. 

FS - Lamarcus Joyner #20

Joyner vinha de um ano muito bom até entrar nessa temporada, quando caiu bastante de produção. O jogador foi bem menos eficiente do que o Johnson entre os safetys da equipe. Joyner não desperdiça muitos tackles, mas ele falhou na cobertura nessa temporada e os quarterbacks oponentes tiveram sucesso na maior parte das vezes que buscaram alvos que tinha Joyner na cobertura. Contra o jogo terrestre ele ainda se sai bem, atacando a linha de scrimmage quando necessário e auxiliando os linebackers no segundo nível da defesa. 

Coordenador Defensivo: Wade Phillips

Phillips era o coordenador defensivo dos Denver Broncos campeões do Super Bowl 50 e trabalhou com o cornerback Aqib Talib naquela ocasião, jogador que ele reencontrou agora como coordenador defensivo dos Rams. Phillips já passou pelo posto de head coach em algumas equipes, tendo um recorde de 82-64 W/L (56,2%), em 2015 ele foi escolhido o treinador assistente do ano. 

Especialistas

K - Greg Zuerlein #4

Zuerlein foi decisivo na vitória do time sobre os New Orleans Saints no Conference Championship, o kicker converteu o field goal de empate nos segundos finais do jogo e deu a vitória para a equipe no overtime. Zuerlein teve problemas com lesões nessa temporada, mas ainda foi muito confiável quando esteve em campo, convertendo 87,1% de suas tentativas de field goal e indo 4-6 em chutes para mais de 50 jardas.

P - Johnny Hekker #6

Hekker não é apenas um dos punters mais eficientes da liga, tendo média de 46,3yds viajadas por chute, 21 bolas que colocaram os oponentes na linha de 20yds ou menos de seus próprios campos e apenas 2 touchbacks, como também é uma ameaça em jogadas de fake punt. Hekker tentou 4 passes na temporada regular e mais um nos playoffs, convertendo 3 das 5 tentativas. O jogador também virou um corredor em um dos fake punts tentados pelos Rams na temporada, mas ficou a polegadas do first down. 

KR/PR - JoJo Natson #19

Os Rams como equipe foram apenas medianos nos retornos nessa temporada e Natson não fugiu à regra. O retornando teve bons números em retornos de punt, mas foi bem menos eficiente em retornos de kickoffs, ainda assim, é esperado que Natson fique com a maior parte dos retornos no Super Bowl. 

ST - Blake Countess #24

Countees é o principal jogador no time de especialistas dos Rams, safety reserva, é ele quem normalmente chega primeiro aos retornadores adversários e quem aplica a maior parte dos tackles, o jogador foi decente na função na maior parte da temporada. 

LS - Jake McQuaide #44

Guard na faculdade, McQuaide assinou com os Rams em 2011 como um free-agent não draftado e atuou como long-snapper do time em todos os jogos desde então, ele participou de 2 Pro Bowls e tem um total de 7 tackles na carreira. 

Coordenador dos Especialistas: John Fassel

Fassel é coordenador do special team dos Rams desde a temporada 2012 e assumiu o posto de head coach interinamente na temporada 2016, retornando a sua função original após a chegada do head coach Sean McVay. Sua temporada de maior destaque foi em 2011, quando era coordenador de special team dos Raiders, naquele ano o time de Oakland teve seu kicker, seu punter e seu long snapper selecionados para o Pro Bowl. 

Head Coach: Sean McVay

Head coach mais jovem da NFL, com apenas 33 anos de idade, McVay está em seu segundo ano como técnico dos Rams e levou a equipe aos playoffs nas duas temporadas, tendo um recorde de 26-9 W/L (74,3%). Antes dos Rams, McVay foi coordenador ofensivo dos Redskins entre 2014 e 2016. Ele ganhou o prêmio de treinador do ano na temporada passada. McVay não é apenas o head coach do time, como também tem total controle sobre as chamadas ofensivas, acumulando a função de coordenador ofensivo. 



Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

Lucro turbinado

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar

Newsletter

Iniciando agora no mundo das apostas esportivas?

Deixe o seu e-mail e receba materiais exclusivos




Outras Notícias