NFL Super Bowl LIV - Kansas City Chiefs - Análise do Elenco





30/01/2020

NFL Super Bowl LIV: AFC Champions – Kansas City Chiefs

Kansas City Chiefs 

A caminhada até o Super Bowl

Os Chiefs entraram na temporada como um dos favoritos na NFC após Patrick Mahomes ter sido eleito o MVP e o time ter chegado até as finais de Conferência na temporada 2018/19, onde a equipe acabou derrotada pelos New England Patriots, que viriam a conquistar o Super Bowl LIII duas semanas depois. A equipe fez jus as expectativas, se mantendo invicta até a semana 05 e terminando a temporada regular com 12 vitorias, campanha que garantiu ao time do técnico Andy Reid, a seed #2 da AFC e consequentemente, folga na 1° rodada dos playoffs. No Divisional Round contra os Texans, a equipe levou um susto, saindo perdendo por 24x0, mas Patrick Mahomes com uma performance incrível, comandou a virada dos Chiefs, que depois superaram os Titans, uma das grandes surpresas da temporada, por 35x24 em casa na decisão da AFC. 

Ataque 

QB - Patrick Mahomes #15

Mahomes perdeu dois jogos na temporada por conta de uma lesão no tornozelo, mas teve outro grande ano após ter sido eleito o MVP da temporada anterior. O quarterback executa muitos RPO e play actions e tem grande sucesso nesse tipo de chamada, se saindo bem também quando pressionado, tendo um rating de 95.1 em situações de pressão nessa temporada. Mahomes terminou a temporada regular com rating de 105.3 e se saiu ainda melhor nos playoffs, lançando para 8 touchdowns, 0 interceptações e ostentando rating de 131.5 em dois jogos na pós-temporada, tendo comandado uma grande virada contra os Houston Texans no Divisional Round, após os Chiefs saírem perdendo por 24x0. Móvel, o quarterback também é capaz de ganhar jardas com as pernas, ele teve 15 tentativas de corrida para um total de 106 jardas e 1 touchdown nos playoffs, enquanto somou 218 jardas terrestres na temporada regular. 

RB - Damien Williams #26

Os Chiefs não correm muito e a linha ofensiva não facilita muito o trabalho dos corredores da equipe, abrindo pouco espaço para o jogo terrestre, mas dentro do possível, Damien Williams ainda foi sólido na temporada regular, com média de 4,5yds por carregada, 5 touchdowns terrestres e tendo duas performances de mais de 100 jardas. Williams não é um running back explosivo, mas corre bem entre os tackles e quebra tackles com frequência, o jogador teve média de 3,2yds após sofrer contato durante a temporada. Williams também aparece como uma das opções de Mahomes no jogo aéreo, podendo receber passes curtos e conseguindo ganhar jardas após as recepções, o running back agarrou 81,1% dos passes lançados em sua direção na temporada e tem um 1 touchdown através de recepção nos playoffs. 

RB - LeSean McCoy #25

Veterano, LeSean McCoy teve um papel reduzido no ataque dos Chiefs nessa temporada, sendo mais utilizado no início e estando em campo em apenas um snap nos playoffs, tendo ficado inativo contra os Titans por conta de uma gripe. McCoy ainda produziu bem quando foi acionado e pode aparecer como surpresa no ataque dos Chiefs nesse Super Bowl, o jogador ainda mostrou uma boa capacidade de identificar espaços abertos e também foi capaz de quebrar alguns tackles quando esteve em campo, tendo terminado a temporada com 465 jardas terrestres e média de 4,6yds por carregada, com 4 corridas explosivas para mais de 20 jardas. McCoy também foi alvo de Mahomes em passes curtos algumas vezes, agarrando 82,4% dos passes lançados em sua direção e produzindo 6,5yds em média por recepção. 

RB - Darwin Thompson #34

Thompson é o running back menos provável de ser utilizado pelos Chiefs nesse Super Bowl, tendo tido apenas 37 carregadas na temporada e não tendo produzido muito quando acionado. Thompson também é menos efetivo como recebedor do que os outros dois running backs da equipe e possivelmente não estará em campo em muitos snaps no jogo. 

FB - Anthony Sherman #42 

Sherman é pouco utilizado, com Andy Reid optando por uma formação shotgun na maioria das vezes, mas em situações em que o fullback esteve em campo, ele ajudou abrindo espaços para o jogo terrestre e também foi utilizado para conseguir first downs em situações de descidas curtas. Sherman não é uma opção no jogo aéreo, tendo tido apenas duas recepções na temporada e um drop. 

WR - Tyreek Hill #10

Hill é uma das maiores armas do ataque dos Chiefs, sendo um wide receiver bastante veloz, capaz de receber passes em profundidade e produzir jogadas explosivas. O jogador perdeu 4 jogos na temporada regular por conta de lesão, mas ainda terminou com 860 jardas recebidas e 7 touchdowns, tendo média de 14,8yds por recepção. Hill também apareceu bem nos playoffs, com 8 recepções e 3 touchdowns. Versátil, o jogador também pode ser utilizado como surpresa no jogo terrestre e teve duas carregadas para um total de 11 jardas nos playoffs. 

WR - Sammy Watkins #14

Um dos principais recebedores do time, Watkins teve grande atuação contra os Titans no Conference Championship, com 10 recepções para um total de 114 jardas e 1 touchdown, o wide receiver porém, oscilou bastante de produção na temporada, alternando boas partidas com performances bastante fracas. Na temporada regular, Watkins agarrou 57,8% dos passes lançados em sua direção, tendo 4 drops e média de 12,9yds por recepção. 

WR - Mecole Hardman #17

Escolha de 2° rodada no último draft, Hardman esteve bem em seu 1° ano na NFL, sendo utilizado no slot como uma das muitas ameaças do time em passes em profundidade. O jogador teve 6 recepções para touchdown na temporada regular, marca inferior apenas a de Tyreek Hill. Hardman terminou com a maior média de jardas por recepção na equipe, 20,7. Veloz, o jogador pode aparecer em jogadas desenhadas para que wide receivers atuem como corredores, ele teve 4 carregadas na temporada regular para um total de 17 jardas. 

WR - Demarcus Robinson #11

Demarcus Robinson fez 4 recepções para touchdown na temporada e é uma das opções de Patrick Mahomes no jogo aéreo. Robinson é normalmente acionado em passes em profundidade e fez 32 recepções com média de 14yds por recepção e apenas 1 drop na temporada. 

TE - Travis Kelce #87

Um dos melhores tigh ends da liga, Travis Kelce é o principal alvo de Patrick Mahomes, somando 97 recepções na temporada regular e mais 13 nos playoffs. Kelce as vezes percorre rotas longas e não apenas é sólido recebendo passes, como também ganha jardas frequentemente após as recepções. O tigh end teve 8 drops na temporada, mas em parte porque é muito acionado, com apenas 5,9% dos passes lançados em sua direção terminando em drops. O jogador também é bastante eficiente nos bloqueios abrindo espaço para o jogo terrestre. 

TE - Deon Yelder #82 e Blake Bell #81

Yelder e Bell atuam mais como bloqueadores, com Yelder em especial, sendo bastante efetivo no quesito, mas ambos já foram alvos de passe nessa pós-temporada e Bell teve uma recepção para touchdown na partida contra os Texans pelo Divisional Round. Com a atenção da defesa dos 49ers indo para Travis Kelce e o conjunto de wide receivers do time, ambos podem surgir como surpresas em algumas jogadas nesse Super Bowl. 

LT - Eric Fisher #72

Eleito para o Pro Bowl na última temporada, Fisher sofreu com lesões e atuou em apenas 8 jogos na temporada regular, mas quando esteve em campo, ainda foi ótimo na proteção ao passe, com o ponto fraco de seu jogo sendo a abertura de espaços para o jogo terrestre, quesito onde não se sai bem. Quando running backs optaram por correr em direção ao lado esquerdo da linha dos Chiefs, tiveram um fraco desempenho, com média inferior a 3,0yds por carregada. 

LG - Andrew Wylie #77

Assim como Fisher, Wylie tem dificuldades para abrir espaços para o jogo terrestre, sendo parte do motivo pelo qual os Chiefs tiveram pouco sucesso quando optaram por corridas pelo lado esquerdo, o lefty guard porém, faz um bom trabalho na proteção ao passe e permitiu apenas 2 sacks na temporada. 

C - Austin Reiter #62

Reiter oscilou de produção durante a temporada, mas no geral, fez um bom trabalho na proteção ao quarterback. A exemplo de Fisher e Wylie, a maior dificuldade do jogador é abrir espaços para o jogo terrestre, mas ele se saiu um pouco melhor do que seus companheiros, com os running backs do time registrando média de 3,5yds em corridas pelo meio da OL. 

RG - Laurent Duvernay-Tardif #76

Tardif tem problemas na proteção ao passe, com boa parte das pressões sobre Patrick Mahomes sendo oriundas do interior direito da OL, mas o jogador se sai melhor do que seus já citados companheiros na abertura de espaços para o jogo terrestre, com as corridas pelo lado direito da OL, tendo sido mais bem sucedidas do que pelo lado esquerdo. 

RT - Mitchell Schwartz #71

Schwartz é o melhor jogador da linha ofensiva dos Chiefs e travará uma batalha interessante contra o forte pass-rush dos 49ers. All-Pro em 2018, Schwartz não permitiu nenhum sack durante a temporada regular e também foi o jogador da linha que teve mais sucesso abrindo espaços para o jogo terrestre, com os running backs tendo média de 5,4yds em corridas em direção ao right tackle. 

Coordenador Ofensivo: Eric Bienemy

Bienemy está nos Chiefs desde 2013 e foi promovido a coordenador ofensivo na temporada de 2018. Ex-técnico de running backs, ele tem mais responsabilidade pelo jogo terrestre do time, mas alterna as chamadas de jogadas com o head coach Andy Reid. 

Defesa 

DE - Tanoh Kpassagnon #92

Kpassagnon teve sucesso pressionando quarterbacks na temporada, somando 4 sacks e mais 2 na partida contra os Titans pelo Conference Championship, o jogador porém, é um dos problemas na contenção ao jogo terrestre, identificando mal as jogadas de corrida. Kpassagnon é um membro valioso no special team e bloqueou dois chutes nessa temporada. 

NT - Chris Jones #95

Jones é um dos membros mais valiosos da defesa dos Chiefs, conseguindo constantes pressões pelo interior da linha defensiva e somando 9 sacks na temporada, sendo um dos principais contribuintes para o produtivo pass-rush da equipe. Assim como o restante do front-seven do time porém, Jones tem pouco impacto contendo o jogo terrestre.

DT - Derrick Nnadi #91

Nnadi não tem grande impacto no pass-rush, mas se sai um pouco melhor do que o restante de seus companheiros na contenção ao jogo terrestre. O jogador terminou a temporada com 48 tackles, sendo que 5 deles geraram perda de jardas para os oponentes. 

DT - Mike Pennel #64

Pennel participa da rotação da linha defensiva e assim como Nnadi, teve um bom impacto contendo o jogo terrestre, com o time tendo melhorado no quesito na reta final da temporada e nos playoffs. Pennel tem 6 tackles na pós-temporada. 

DE - Frank Clark #55

Contratado para substituir Dee Ford, que agora joga pelos San Francisco 49ers, adversários dos Chiefs nesse Super Bowl, Clark vinha de uma temporada de 14 sacks pelos Seahawks, mas teve problemas para se adaptar ao esquema do coordenador defensivo Steve Spagnuolo e conseguiu apenas 1 sack em seus seis primeiros jogos, sua produção porém, aumentou muito na segunda metade da temporada, com Clark somando 8 sacks no total e mais 4 nos playoffs. Clark também tem aparecido bem na contenção ao jogo terrestre, sendo um dos motivos pelo qual a equipe melhorou no quesito na reta final da temporada. 

DE - Terrell Suggs #94

Suggs foi uma aquisição de última hora dos Chiefs, após ter sido dispensado pelos Cardinals na reta final da temporada. O veterano fez apenas duas partidas pelo time na temporada regular, conseguindo 1 sack e somou 2 tackles nessa pós-temporada. Pelos Cardinals, ele somou 6,5 sacks 9 partidas e entrando na rotação da linha defensiva dos Chiefs, é mais uma ameaça em um pass-rush que evoluiu ao longo da temporada. 

LB - Damien Wilson #54

Wilson não perde muitos tackles e é eficiente contendo o jogo terrestre, tendo conseguido um tackle para perda de jardas nesses playoffs e 15 no total, o problema é que Wilson é muito vulnerável na cobertura, o linebacker permitiu um total de 35 recepções na temporada e 70% dos passes lançados em sua direção foram completados. 

LB - Anthony Hitchens #53

Hitchens liderou o time em tackles na temporada regular, mas foi um dos piores jogadores da defesa dos Chiefs, perdendo 12 tackles e permitindo um rating de 110.4 em passes lançados em sua direção. O corpo de linebackers é o ponto mais fraco da defesa dos Chiefs e Hitchens é uma das causas disso. 

LB - Reggie Ragland #59

Regland é mais utilizado em formações de blitz e somou 2 sacks na temporada. Ele se sai melhor do que os outros linebackers do time na contenção ao jogo terrestre, mas não recua muito para cobrir passes. 

LB - Ben Niemann #56

Outro linebacker de produção abaixo da média na equipe, Niemann funciona bem na contenção ao jogo terrestre, mas é péssimo na cobertura, tendo permitido 25 passes na temporada regular, com os quarterbacks completando 75,8% dos passes lançados em direção a ele, Niemann ao menos, não permitiu muitas jardas após as recepções. 

CB - Charvarius Ward #35

Ward foi bastante alvejado na temporada, mas o cornerback teve ótimas performances, permitindo apenas um touchdown quando esteve na cobertura. Apenas 47,2% dos passes lançados em direção a Ward foram completados e quarterbacks tiveram um rating de 65.2 quando Ward esteve na cobertura. O jogador terminou a temporada com 10 passes desviados e 2 interceptações. 

CB - Bashaud Breeland #21

Breeland teve altos e baixos na temporada, sendo queimado algumas vezes, permitindo big plays e cometendo faltas em excesso. O corneback foi o que mais permitiu touchdowns quando esteve na cobertura, 5 e quarterbacks tiveram um rating de 92.2 lançando em direção a Breeland, apesar disso, apenas 48,4% dos passes lançados em sua direção foram completados. 

CB - Rashad Fenton #27

Devido as fracas exibições de Kendall Fuller, Fenton tem desempenhado um papel maior nos playoffs e o novato tem se saído melhor do que o antigo titular. Fenton pode ser utilizado para pressionar os quarterbacks, mas também tem sucesso na cobertura alinhando no slot. Durante a temporada, ele permitiu apenas 1 touchdown quando esteve na cobertura e só 47,1% dos passes lançados em sua direção, foram completados. 

S - Tyrann Mathieu #32

Mathieu é um dos defensores mais ativos dos Chiefs, alinhando muitas vezes próximo a linha de scrimmage e sendo frequentemente utilizado para pressionar os quarterbacks. Apesar do alto número de tackles aplicados, o jogador teve problemas na contenção ao jogo terrestre durante a temporada, mas se saiu muito bem na cobertura, conseguindo 4 interceptações, somando 12 passes desviados e permitindo recepções em apenas 56,3% das vezes em que foi alvejado. 

S - Daniel Sorensen #49

Sorensen participou bastante da defesa durante a temporada regular em formações de nickel e tem sido titular nos playoffs por conta da lesão do safety Juan Thornhill. O jogador tem alguns problemas na cobertura, mas quarterbacks tiveram um rating de apenas 74.1 lançando na direção de Sorensen na temporada e o safety é bastante combativo contra o jogo terrestre, liderando o time em tackles nos playoffs e tendo um tackle que gerou perda de jardas nos adversários. 

Coordenador Defensivo: Steve Spagnuolo

Trabalhando em comissões técnicas desde 1981, Spagnuolo tem uma carreira longa e conquistou um Super Bowl como coordenador defensivo dos New York Giants em 2008. Na NFL, os Chiefs são sua 6° equipe, com Spagnuolo registrando passagens por: Eagles, Giants, Rams - onde foi head coach - Saints e Ravens. O coordenador utiliza muitos pacotes de blitz, um hibrido de defesa 3-4 e 4-3 e muitas formações de nickel. 

Especialistas

K - Harrison Butker #7 

Butker foi um dos kickers mais confiáveis da liga nessa temporada, convertendo 34 de 38 tentativas de field goal, sendo que três dos quatro erros, foram em chutes para mais de 50 jardas. O jogador errou um extra-point no Divisional Round contra os Texans, mas converteu sua única tentativa de field goal nessa pós-temporada. Butker também é o responsável pelos kickoffs, conseguindo touchbacks em 61,2% dos chutes. 

P - Dustin Colquitt #2

Veterano, o punter Dustin Colquitt nunca teve um grande alcance em seus chutes e esse ano não foi diferente, com média de apenas 44,3yds viajadas por chute, Colquitt porém, foi bastante preciso durante a temporada, com 21 chutes que colocaram os oponentes na linha de 20 jardas ou menos de seus próprios campos e apenas 3 touchbacks. 

KR/PR - Mecole Hardman #17

Responsável pela maioria dos retornos de kickoffs na equipe, Hardman anotou um touchdown através de retorno na temporada e teve média de 26,1yds por retorno, colocando o ataque frequentemente em boas posições de campo. O jogador também teve ótima produção nos retornos de punt, com média de 9,3yds por tentativa. Os Chiefs também utilizar Tyreek Hill como retornador, mas na maior parte do tempo, é Hardman quem fica responsável pelos retornos. 

LS - James Winchester #41

Winchester é long snapper dos Chiefs desde 2015, tendo passado pelo practice squad dos Eagles anteriormente. O jogador tem um fumble forçado na carreira, atuando no special team.  

Coordenador do Special Team: Dave Toub

Toub acumula duas funções nos Chiefs, sendo o coordenador do special team e também assistente do head coach Andy Reid, ele é um dos mais conceituados coordenadores de special team da liga e o setor dos Chiefs esteve novamente entre os melhores, produzindo boas médias de retornos e indo bem na cobertura dos chutes. 

Head Coah: Andy Reid 

Head Coach dos Chiefs desde 2013 após ter comandado os Eagles por 13 anos, Reid tem uma extensa carreira de sucesso, apesar de nunca ter ganho um Super Bowl como head coach. Reid tem várias premiações como técnico do ano, seus ataques são sempre muito criativos e fortes e a arvore de treinadores de sucesso que já trabalharam com Reid é bem diversa. Reid nunca venceu um Super Bowl como head coach, mas conquistou um Super Bowl como assistente dos Green Bay Packers em 1997. 


 


Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

Lucro turbinado

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar

Newsletter

Iniciando agora no mundo das apostas esportivas?

Deixe o seu e-mail e receba materiais exclusivos




Outras Notícias