NFL Super Bowl LIV - San Francisco 49ers - Análise do Elenco





30/01/2020

NFL Super Bowl LIV: NFC Champions – San Francisco 49ers

A caminhada até o Super Bowl

Em uma forte divisão, os 49ers não eram uma das equipes mais cotadas para chegar ao Super Bowl antes da temporada e o total de vitórias da equipe foi definido em 8,5 pelos oddmakers. O time superou em muito as expectativas, se mantendo invicto até a semana 10, quando foi derrotado em casa pelos Seattle Seahawks por 27x24 e vencendo um total de 13 jogos na temporada regular, incluindo uma vitória sobre os Seahawks fora de casa na semana 17, que garantiu a seed #1 da NFC e consequentemente, folga na primeira rodada dos playoffs e mando de campo nas duas fases posteriores. No caminho até o Super Bowl, os 49ers impuseram o jogo terrestre e contaram com a forte defesa para superarem os Vikings no Divisional Round por 27x20 e os Packers no Conference Championship por 37x20. A última vez que a equipe chegou ao Super Bowl foi em 2013, no Super Bowl LVII e o time acabou derrotado pelos Baltimore Ravens por 34x31. 

Ataque

QB - Jimmy Garoppolo #10

Com o jogo terrestre tendo sido dominante nos dois jogos do time nos playoffs, Garoppolo teve pouco trabalho na pós-temporada, realizando apenas 27 passes, dos quais, 17 foram completados. O quarterback foi um pouco propicio a turnovers, lançando ao menos uma interceptação em 11 dos 16 jogos dos 49ers na temporada regular e mais uma em dois jogos nos playoffs, mas Garoppolo atuou bem na maior parte do tempo e correspondeu em partidas onde o jogo terrestre dos 49ers não funcionou muito bem. O quarterback terminou a temporada regular com rating de 102.0, muitas vezes trabalhando em passes curtos e confiando na capacidade de seus recebedores de produzirem jardas após as recepções. 

RB - Raheem Mostert #31

Mosterd teve uma exibição incrível no Conference Championship contra os Packers, correndo para um total de 220 jardas e 4 touchdowns. O running back liderou o time em jardas terrestres durante a temporada, terminando com 772 e média de 5,6yds por carregada, tendo anotado 8 touchdowns. Mosterd combina uma boa capacidade de identificar os bloqueios e correr por espaços vazios com força para quebrar tackles, ele teve as melhores médias da equipe em jardas conquistadas antes de sofrer contato e também em jardas após o contato. Durante a temporada, Kyle Shanahan variou bastante as corridas entre seus três running backs, mas Mosterd foi de longe, o mais utilizado nos playoffs e tende a receber novamente uma alta carga de trabalho. 

RB - Tevin Coleman #26

Coleman é questionável para esse jogo com um uma lesão no ombro. O jogador já havia trabalhado com Kyle Shanahan nos Atlanta Falcons e tem exercido papel semelhante ao que desempenhava na equipe da Geórgia. Coleman teve grande atuação no Divisional Round contra os Vikings, correndo para um total de 105 jardas e anotando 2 touchdowns. O jogador porém, foi o membro menos produtivo do trio de running backs da equipe durante a temporada, com média de apenas 4,0yds por carregada. Coleman é uma opção melhor do que Mostert e Breida no jogo aéreo, tendo realizado 21 recepções na temporada regular.

RB - Matt Breida #22

Breida começou a temporada como principal running back dos 49ers, mas perdeu espaço na reta final da temporada regular e foi pouco acionado nos playoffs. O running back teve apenas 1 touchdown terrestre na temporada, mas ainda terminou com uma boa média de 5,1yds por carregada, tendo boa capacidade de reconhecer os bloqueios e correr por espaços vazios. Breida também foi acionado algumas vezes como recebedor, recebendo passes curtos e ganhando jardas após as recepções. 

FB - Kyle Juszczyk #44

O fullback é bastante utilizado no sistema de jogo do head coach Kyle Shanahan e Kyle Juszczyk tem exercido um papel importante no ataque, abrindo espaços para o jogo terrestre e também sendo opção em passes curtos. Os 49ers correm muito bem quando optam por corridas em direção as laterais, graças ao ótimo trabalho de Juszczyk e também do tigh end George Kittle como bloqueadores. O jogador não foi acionado em passes nos playoffs, mas durante a temporada regular, realizou 20 recepções em 24 vezes em que foi alvo, tendo apenas um drop e anotando um touchdown. 

WR - Deebo Samuel #19

Escolha de 2° rodada no último draft, Samuel é um wide receiver forte e rápido, capaz de ajudar nos bloqueios no jogo terrestre e de quebrar tackles e ganhar jardas após as recepções. Samuel foi o wide receiver mais alvejado por Garoppolo, realizando 85 recepções e agarrando 70,4% dos passes lançados em sua direção, ele teve alguns problemas com drops e turnovers, dropando 9 passes e cometendo 2 fumbles. Por conta de sua velocidade e força, Samuel pode ser utilizado como surpresa no jogo terrestre, o wide receiver teve 14 carregadas para um total de 159 jardas terrestres na temporada regular e 3 carregadas para 49 jardas nos playoffs. 

WR - Emmanuel Sanders #17

Veterano, Sanders chegou aos 49ers durante a temporada regular, vindo através de uma troca com os Denver Broncos. Em San Francisco, o jogador apareceu bem em algumas partidas, como na vitória sobre os Saints, onde realizou 7 recepções, mas em geral, foi inconstante. Sanders é o principal alvo de Garoppolo em passes em profundidade, percorrendo em média 10,8yds antes de realizar suas recepções. 

WR - Kendrick Bourne #84

Bourne é o wide receiver de slot dos 49ers e foi o 2° alvo mais acionado por Garoppolo na pós-temporada, aparecendo bem, principalmente no Divisional Round contra os Vikings. O jogador agarrou 68,2% dos passe lançados em sua direção na temporada e foi alvo frequente na endzone, com 5 recepções para touchdown, liderando o time no quesito ao lado do tigh end George Kittle.

TE - George Kittle #85

Kittle é o um dos principais jogadores do ataque dos 49ers, sendo o alvo predileto de Jimmy Garoppolo e tendo liderado a equipe em recepções durante a temporada regular, com 85 recepções para um total de 1,053 jardas e 5 touchdowns. Kittle teve apenas dois drops na temporada regular e não apenas é bom agarrando passes, como costuma produzir jardas após suas recepções. O tigh end foi pouco acionado na pós-temporada, mas seu valor não vem apenas como opção de passe, com Kittle se saindo muito bem nos bloqueios e sendo peça importante abrindo espaço para o forte jogo terrestre da equipe.  

TE - Ross Dwelley #82 e Levine Toilolo #83

Dwelley e Toilolo são pouco citados porque são utilizados exclusivamente como bloqueadores no sistema de jogo do head coach Kyle Shanahan, os dois porém, fazem um trabalho importante abrindo espaços para o jogo terrestre da equipe junto com Kittle e Juszczyk e são parte do motivo pelo qual os running backs do time conseguem correr bem quando buscam as laterais. 

LT - Joe Staley #74

6 vezes selecionado para o Pro Bowl, o left tackle Joe Staley é o principal jogador da linha ofensiva dos 49ers. Staley é ótimo na proteção ao passe, tendo permitido apenas 2 sacks durante a temporada e também se sai bem abrindo espaços para o jogo terrestre, ainda que seu maior valor venha na proteção ao passe. Staley atuou em apenas 7 jogos na temporada regular e as performances da OL foram piores quando Justin Skule esteve como LT do time. 

LG - Laken Tomlinson #75

Tomlinson tem falhas na proteção ao passe e Garoppolo por vezes sofreu pressões vindas do lado esquerdo da linha, especialmente quando Tomlinson atuou ao lado de Justin Skule, o guard porém, é ótimo abrindo espaços para o jogo terrestre e os running backs dos 49ers tiveram grande sucesso quando buscaram corridas pelo interior da linha no lado esquerdo, com média de 6,2yds por tentativa de corrida. 

C - Ben Garland #63

Garland é um dos pontos fracos da OL de San Francisco, destoando do bom trabalho da equipe na abertura de espaços para o jogo terrestre e também não sendo tão consistente na proteção. 

RG - Mike Person #68

Assim como Garland, Person não é tão eficiente abrindo espaços para o jogo terrestre e os running backs da equipe tiveram média de apenas 3,3yds por carregada quando optaram por correr em sua direção, Person porém, se sai um pouco melhor do que o center na proteção ao passe, tendo permitido apenas um sack durante a temporada. 

RT - Mike McGlinchey #69

Escolha de 1° round no draft de 2018, McGlinchey tem alguns problemas na proteção ao passe e entre os atuais titulares da OL de San Francisco, foi o que mais permitiu sacks durante a temporada regular, tendo também cedido um sack nos playoffs. McGlinchey porém, é o melhor membro da OL abrindo espaços para o jogo terrestre e os running backs do time tiveram média de 6,6yds por carregada quando as jogadas foram em sua direção. 

Defesa

DE - Arik Armstead - #91

Armstead é um dos principais membros do fortíssimo pass-rush dos 49ers, o jogador liderou a equipe em sacks na temporada com 10.0 e teve um sack em cada um dos dois jogos da equipe nos playoffs. Armstead também forçou dois fumbles na temporada regular e um no Conference Championship contra os Packers. O jogador é menos consistente na contenção ao jogo terrestre, perdendo tackles e com os oponentes tendo conseguido boas corridas quando exploraram o lado em que Armstead alinha. 

DE - Dee Ford - #55

Dee Ford era jogador dos Chiefs na última temporada e enfrentará sua ex-equipe no Super Bowl. Ford vinha de uma temporada de 13 sacks pelos Chiefs, mas foi menos consistente pelos 49ers em seu 1° ano com a equipe, perdendo algumas partidas por conta de lesão e terminando a temporada regular com 6,5 sacks. Ford alinha mais em situações de passe, sendo uma das armas de um forte pass-rush dos 49ers.

DE - Nick Bosa #97

2° escolha geral do último draft e novato do ano na Liga Nacional, Bosa somou 9 sacks durante a temporada regular e mais 3 nos playoffs. Bosa não é apenas um dos melhores nomes do pass-rush de San Francisco, como também se sai muito bem contendo o jogo terrestre e também tem capacidade de desviar passes na linha de scrimmage, sendo um defensor completo na linha defensiva. 

DT - Sheldon Day #96

Sheldon Day é um ponto fraco na linha defensiva dos 49ers, raramente conseguindo vencer seu bloqueador e sendo pouco efetivo na contenção ao jogo terrestre, com os oponentes frequentemente conseguindo boas corridas pelo interior da OL. 

DT - DeForest Buckner #99

A defesa como um todo teve problemas para conter o jogo terrestre durante a temporada regular, mas Buckner se destacou no quesito, atuando pelo interior da DL ou nos cantos, o jogador terminou a temporada com 62 tackles, 12 deles que geraram perda de jardas para os adversários e perdeu apenas 3 tackles, além disso, Buckner foi um dos mais efetivos no pass-rush, conseguindo 7,5 sacks na temporada e mais um nos playoffs. 

DT - Solomon Thomas #94

Defensive end de origem, Thomas agora tem participado da rotação no interior da linha defensiva. O jogador foi a 3° escolha geral do draft de 2017, mas teve pouco impacto na NFL até o momento, a mudança de posição no entanto, parece ter tido efetivo positivo em Thomas e o jogador apareceu bem no Divisional Round contra os Vikings, com 3 tackles e 1 sack. 

LB - Dre Greenlaw #57

Escolha de 5° rodada do último draft, Greenlaw se transformou em titular dos 49ers, tendo atuações medianas. 85,7% dos passes lançados na direção de Greenlaw foram completados, mas o linebacker raramente perdeu tackles, permitindo poucas jardas nas recepções. Muitas vezes utilizado em blitz, Greenlaw não teve grande impacto no pass-rush, raramente conseguindo se livrar de seus bloqueadores e pressionar os quarterbacks. 

LB - Fred Warner - #54

Warner liderou o time em tackles na temporada regular e foi um dos mais consistentes parando corridas em uma defesa que em geral, teve problemas contra o jogo terrestre. Warner também forçou 3 fumbles durante a temporada e teve 3 sacks. O linebacker se sai bem na cobertura, com 9 passes desviados e uma interceptação na temporada, permitindo apenas 2 touchdowns. 

LB - Kwon Alexander #56

O retorno de Alexander nos playoffs, tornou a defesa mais forte, especialmente porque o novato Azeez Al-Shaair teve péssimas atuações na ausência do titular. O linebacker é sólido parando corridas, mas é na cobertura ao passe que mais se destaca, quarterbacks tiveram um rating de apenas 56,4% lançando na direção do jogador durante a temporada e Alexander conseguiu 4 passes desviados e uma interceptação em 8 jogos. 

CB - Richard Sherman #25

Principal cornerback dos 49ers, Sherman foi um dos jogadores mais importantes da defesa nessa temporada e esteve muito bem nos dois jogos do time nos playoffs, conseguindo uma interceptação em cada uma das partidas. Na temporada regular, Sherman desviou 11 passes e permitiu apenas um touchdown quando esteve na cobertura. Quarterbacks adversários tiveram um rating de apenas 64.1 lançando em direção a Sherman. 

CB - Emmanuel Moseley #41

Com Ahkello Witherspoon se machucando e caindo de produção após seu retorno, Moseley ganhou espaço como CB #2 do time e teve boas atuações. O jogador conseguiu uma interceptação na vitória sobre os Green Bay Packers no Conference Championship da NFC e durante a temporada regular, permitiu que os quarterbacks completassem apenas 54,2% dos passes em sua direção, permitindo apenas 2 touchdowns quando esteve na cobertura. Moseley porém, foi queimado algumas vezes, permitindo algumas recepções longas. 

CB - K'Waun Williams #24 

Williams é o cornerback de nickel do time, alinhando no slot e marcando recebedores rápidos. Williams foi um dos bons membros da forte secundária da equipe nessa temporada, permitindo que os quarterbacks completassem 68,9% dos passes lançados em sua direção, mas cedendo apenas um touchdown quando esteve na cobertura. Williams também se sai bem contendo o jogo terrestre e por vezes foi utilizado em formações de blitz, conseguindo um sack na temporada. 

CB - Ahkello Witherspoon #23

Witherspoon foi o ponto mais vulnerável entre os cornerbacks do time na temporada, o jogador teve um ótimo início, desviando três passes e conseguindo uma interceptação nos três primeiros jogos da equipe, mas se lesionou, retornando apenas no início de dezembro e sendo bem menos efetivo desde então. Witherspoon foi queimado muitas vezes, permitindo recepções longas, o cornerback também teve problemas com tackles perdidos, tendo 7 na temporada. Quarterbacks completaram apenas 56,6% dos passes que tentaram na direção de Witherspoon, mas com um rating de 109.2, enquanto que o cornerback permitiu 6 touchdowns quando esteve na cobertura, pior marca do time. 

S - Jaquiski Tartt #29

Tartt por vezes é utilizado em blitz e alinha próximo a linha de scrimmage, mas teve pouco impacto no pass-rush durante a temporada. O safety é mediano na contenção ao jogo terrestre, por vezes perdendo tackles e não lendo bem as jogadas, mas Tartt faz um bom trabalho na cobertura, tendo permitido apenas um touchdown na temporada. Apenas 43,5% dos passes lançados em direção a ele foram completados e quarterbacks tiveram um rating de 66.8 nessas tentativas. 

S - Jimmie Ward #20

Ward é um safety sólido, sendo bastante ativo na contenção ao jogo terrestre e raramente perdendo tackles. Ward também se sai bem na cobertura, tendo permitido 3 touchdowns durante a temporada, mas com apenas 58,1% dos passes em sua direção sendo completados e com ele conseguindo 8 passes desviados. 

Coordenador Defensivo: Robert Saleh

Saleh tem um anel do Super Bowl como um dos técnicos da defesa dos Seahawks na temporada 2013-14. Saleh é coordenador defensivo dos 49ers desde 2017, após ter passado três temporadas como técnico de linebackers nos Jaguars, ele faz uso do sistema 4-3 e sua defesa é bastante agressiva no pass-rush, mesmo com o coordenador não utilizando muitas blitz, e por vezes, optando por formações de nickel.

Especialistas 

K - Robbie Gould #9

Veterano com 15 temporadas de experiência na liga, Gould oscilou bastante de desempenho no início da temporada, errando alguns field goals curtos, mas terminou bem, retornando após ter perdido três jogos por conta de lesão. Gould converteu 74,2% de suas tentativas de field goal na temporada, indo 0-4 em chutes para mais de 50yds, mas o kicker converteu todas as suas 5 tentativas de field goal nos playoffs, acertando um chute de 54yds no Conference Championship contra os Packers. 

P - Mitch Wishnowsky #6

Escolha de 4° rodada no último draft, Wishnowsky mostrou boa precisão em sua temporada de calouro, tendo apenas 2 touchbacks na temporada e 23 chutes que colocaram os adversários na linha de 20 jardas ou menos de seu próprio campo, o punter porém, não tem grande alcance em seus chutes, com média de apenas 44,9yds viajadas por chute. 

KR/PR - Richie James Jr. #13

Muitas equipes utilizam vários retornadores diferentes durante a temporada, mas nos 49ers, apenas Richie James Jr. retornou kickoffs e punts, tanto na temporada regular, quanto nos playoffs. O wide receiver foi apenas mediano nos retornos, se destacando mais nos retornos de punt, onde produziu média de 8yds por tentativa. Nos playoffs, James Jr. teve dois bons retornos de punt para mais de 15yds, um na partida contra os Vikings pelo Divisional e outro na partida contra os Packers pelo Conference Championship. 

LS - Kyle Nelson #86

Long Snapper dos 49ers desde 2014 após passar pelo practice squad de várias equipes, o jogador perdeu os seis primeiros jogos da temporada por conta de uma suspensão, retornando ao posto de long snapper do time após ter cumprido a suspensão. 

Coordenador dos Especialistas: Richard Hightower

Hightower trabalha na NFL desde 2006, tendo começado como assistente técnico nos Texans, ele é coordenador de especialistas dos 49rs desde 2017, trazido para integrar a comissão técnica do head coach Kyle Shanahan, Hightower porém, já havia trabalhado nos 49ers como assistente do time de especialistas em 2015. Seu special team foi decente na cobertura dos chutes e nos retornos. Os 49ers não tiveram nenhum punt bloqueado nessa temporada. 

Head Coach: Kyle Shanahan

Head Coach dos 49ers desde 2017, Shanahan era Coordenador Ofensivo dos Falcons que foram derrotados pelos Patriots no Super Bowl LI. O Head Coach é quem chama as jogadas e é responsável pelo ataque dos 49ers, Shanahan gosta da clássica formação I, dando muita importância para o jogo terrestre, fazendo bastante uso de um fullback e utilizando formações com dois ou três tigh ends. Sob o comando de Shanahan, os 49ers tiveram o 2° melhor ataque em média de pontos, o 13° em média de jardas aéreas e o 2° em jardas terrestres nessa temporada. 


Promoção Camisa Vasco

Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

Lucro turbinado

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
NetBet

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Betfair

Bônus

$30

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar
Vivagol

Bônus

R$ 300

Ganhar



Outras Notícias