De Olho na MLB: Edição #1


11/04/2017

Passada um pouco mais de uma semana do arremesso inaugural, é hora voltarmos a nossa coluna que mostra os destaques, surpresas e decepções do baseball americano. Com tantos jogos, fica fácil para o apostador se perder em meio a tantas informações. Nossa missão aqui é deixar o leitor a par de tudo o que está acontecendo na Major League, para que com isso, ele possa ter uma vantagem contra os books. Também utilizamos esse espaço para mostrar o recorde de nosso especialista em Baseball no Aposta10: Gustavo Zambrano.

Nosso Especialista

Gustavo Zambrano

Recorde: 10-8 (55%), +2,87und
ODD Média: 2.01
ROI%: +15,9%
ML: 6-7 (46%), +0,55und
Totais: 4-1 (80%), +2,32und

Destaques 

Time: Arizona Diamondbacks (6-2 W/L) 

Saindo de uma temporada decepcionante, onde venceram apenas 69 jogos mesmo após terem feito grandes investimentos na free agency, os D’Backs tiveram expectativas reduzidas para esse ano e começaram fortes na 1° semana. A equipe venceu Giants e Indians nas duas primeiras séries, varrendo os vice-campeões. O ataque é um dos mais quentes da liga nesse início de temporada e lidera a MLB em rebatidas duplas com 19, enquanto que a rotação e corpo de relievers parecem mais consistentes, ainda que não espetaculares. 

Pitcher: Dallas Keuchel (LHP, Houston Astros)

De um arremessador dominante para um de ERA 4.55, esse foi o caminho de Dallas Keuchel na temporada passada. O pitcher é um dos raros starters da liga que não possui nenhum arremesso acima de 90mph, mas compensa a falta de velocidade com um controle de elite e bom arsenal secundário. Os strikeouts ainda não apareceram para Keuchel esse ano, mas o pitcher dominou seus dois primeiros jogos, sofrendo apenas 4 hits e indo 7 IP contra Mariners e Royals. Keuchel força uma quantidade gigantesca de groundballs e sua taxa de swings no vazio voltou a subir, o que deve fazer o arremessador efetivo novamente, com seus 14 IP iniciais deixando uma boa impressões. 

Rebatedores: Jay Bruce (OF L, New York Mets)

Jay Bruce teve linha de 266/316/559 (AVG/OBP/SLG) e rebateu 26 home runs com os Reds na temporada passada, para em seguida postar 219/294/391 com 8 home runs pelos Mets após uma troca no meio da temporada. Bruce mais uma vez inicia a temporada quente e começa a dar retorno para a sua nova equipe, o rebatedor já tem 4 home runs e 7 conseguiu 7 hits em 29 aparições no bastão, sendo um dos rebatedores mais produtivos nessa primeira semana. Bruce porém, ainda é um defensor terrível, o que limita seu valor na equipe. 

Surpresas

Time: Minnesota Twins (5-1 W/L)

Um ano após terem feito a pior temporada da MLB, os Twins estão tendo um começo incrível e lideram a divisão Central da American League, divisão essa que possui os atuais campeões da Liga Americana, a equipe dos Cleveland Indians. Byron Buxton ainda não pode rebater uma bola de baseball, mas o bullpen tem sido dominante e a rotação tem sido sólida, além de Miguel Sano e Eduardo Escobar terem começado quentes no bastão. 

Pitcher: Michael Pineda (RHP, New York Yankees)

Pineda é um arremessador estranho, no qual seus resultados nos dois últimos anos nunca estiveram em conformidade com seus números periféricos. O pitcher tem excelente controle e boa capacidade de strikeouts, mas foi hittable nas últimas temporadas, permitindo AVG .266 em 2016 e .278 em 2015. Seu começo de temporada é animador e ontem ele flertou com um jogo perfeito, tendo 11 strikeouts e cedendo apenas 2 hits. Entre os ajustes que podem ser observados, o arremessador tem feito menos uso de sua fastball e subiu a frequência com que joga suas bolas offspead, tendo uma slider efetiva e a aproveitando melhor. 

Rebatedores: Mark Reynolds (1B R, Colorado Rockies)

Assim como Bruce, Reynolds também já rebateu 4 HRs e possui AVG .333 neste início de temporada. Jogador dos Rockies, Reynolds porém não foi tão ajudado pela altitude de Denver, com dois dos seus home runs tendo vindo fora de casa e com ele postando linha melhor nos jogos fora de Colorado. O jogador sempre teve problemas para fazer contato e sua média deve cair conforme a temporada avança, mas seu início quente ajudou os Rockies a ganharem 5 das 8 primeiras partidas. 

Decepções 

Time: Toronto Blue Jays (1-5 W/L)

Os Blue Jay são certamente uma equipe que as pessoas não esperavam que começariam tão mal. O ataque tem sido anêmico e a equipe teve apenas três home runs nos seis primeiros jogos, com Devon Travis e Steve Pearce sendo eliminações automáticas na lineup e com Troy Tulowitzki e Jose Bautista também começando com baixo aproveitamento. Na rotação, Marco Estrada parece finalmente estar regredindo após duas boas temporadas e Francisco Liriano foi nocauteado em uma entrada em seu único start. Após seis partida na estrada, os Blue Jays agora terão sua primeira série em casa, recebendo os Milwaukee Brewers em dois jogos e podem melhorar a campanha antes de duas séries de divisão contra Orioles e Red Sox. 

Pitcher:  Masahiro Tanaka (RHP, New York Yankees)

Tanaka não foi o único arremessador japonês a começar mal essa temporada, já que Yu Darvish dos Rangers também tem sido terrível. Mas Tanaka tem tendências mais preocupantes neste início de temporada, tendo sofrido um colapso em seu controle e já tendo cedido 6 walks em apenas 7.2 IP de serviço na temporada. O arremessador foi nocauteado pelos Rays na partida de oppening day e também não parecia bom em seu confronto com os Orioles no último sábado. Tanaka é dependente de um controle de elite e se continuar andando rebatedores, continuará tendo problemas na temporada. 

Rebatedor: Jose Reyes (3B B, New York Mets)

Os Mets voltaram a vencer nas duas últimas partidas, mas Reyes continua atrapalhando o ataque da equipe, batendo como leadoff e tendo apenas um hit em 27 AB. Em amostragem reduzida, o jogador teve uma média aceitável na última temporada, mas o aumento na taxa de strikeouts sofridos pode indicar que seu início frio talvez não seja apenas fruto de azar e aos 33 anos ele parece estar em grande declínio. 

Não se anime com...

J.T. Realmuto (C R, Miami Marlins)

Realmuto quase não sofre strikeouts e colocando muitas bolas em jogo, o rebatedor de fato parece possuir a habilidade de postar BABIPs acima da média, no entanto, sua linha de rebatidas é vazia, com ele não tendo muito poder e não conseguindo muitos walks. Além de ser um defensor terrível, seu AVG mascara um pouco sua falta de qualidade com o bastão, não sendo um rebatedor tão impactante apesar de uma alta média de rebatidas. Apesar de seu excelente começo esse ano com 11 hits em 22 AB, também é esperado que os hits sequem um pouco e que ele não repita uma BABIP .357 do ano passado, o fazendo ainda menos valioso do que foi em 2016.

Não se desespere com...

Kris Bryant (3B R, Chicago Cubs)

Atual MVP da National League, Bryant tem tido um início ruim de temporada, já tendo sofrido 10 strikeouts em apenas 35 PA, mas não existem motivos para preocupação, com sua taxa de contato ainda se mantendo forte e com jogadores na sua idade historicamente não vendo diminuição no nível de poder. 
 


Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

R$150

Ganhar
Sportingbet

Bônus

R$120

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
NetBet

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Betfair

Bônus

$30

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar



Outras Notícias