De Olho na MLB: Edição #7


03/07/2017

Chegando na última semana antes da pausa para o Home Run Derby e All-Star Game, voltamos com a 7° edição da nossa coluna que mostra os destaques, surpresas e decepções do baseball americano. Com tantos jogos, fica fácil para o apostador se perder em meio a tantas informações. Nossa missão aqui é deixar o leitor a par de tudo o que está acontecendo na Major League, para que com isso, ele possa ter uma vantagem contra os books. Também utilizamos esse espaço para mostrar o recorde de nosso especialista em Baseball no Aposta10: Gustavo Zambrano.

Nosso Especialista

Gustavo Zambrano

Recorde: 95-81-5 (55%), +7,37und
ODD Média: 1.99
ROI%: +4%
ML: 59-48-1 (55%), +9,07und
Totais: 35-32-4 (54%), -0,70und
RL: 1-2 (33%), -1,00und

Destaques 

Time: Boston Red Sox (47-35 W/L) 

Varrendo os Toronto Blue Jays em três jogos e vencendo sete dos últimos dez jogos disputados, os Red Sox assumiram a liderança da divisão East na Liga Americana, ultrapassando os New York Yankees. Mookie Betts se mantém consistente no bastão e fantástico na defesa e Xander Bogaerts segue com grande aproveitamento no bastão. O bullpen tem sido dominante e a defesa acima da média é de grande ajuda para os arremessadores da equipe. Chris Sale foi uma excelente adição para a equipe tendo até o momento, a melhor temporada de sua carreira, e sendo forte candidato ao prêmio Cy Young, vencido por outro membro dos Red Sox na última temporada, Rick Porcello. 

Pitcher: Max Scherzer (RHP, Washington Nationals)

Após postar ERA abaixo de 3.00 nas duas últimas temporadas, Scherzer tem sido ainda mais dominante esse ano. O arremessador tem dez começos nessa temporada com dez ou mais strikeouts e só sofreu mais do que três corridas em um de seus dezessete jogos. Seu slider tem sido um dos arremessos mais produtivos do baseball e o pitcher segue sendo um pesadelo para rebatedores destros, que conseguiram linha de apenas: 124/160/234 (AVG/OBP/SLG) contra ele até o momento na temporada. 

Rebatedores: Mookie Betts (RF R, Boston Red Sox)

Betts aparece aqui tanto por seu bastão quanto por sua defesa incrível. O jogador já atingiu 15 home runs na temporada e tem conseguido mais walks ao mesmo tempo em que diminuiu os strikeouts. Na defesa, o right field lidera a liga em corridas salvas com 17 segundo a métrica de DRS e tem realizado grande temporada no complicado campo direito do Fenway Park. 

Surpresas

Time: Atlanta Braves (40-41 W/L)

Com a inauguração do novo estádio nessa temporada, os Braves foram atrás de veteranos na offseason para fortalecer a equipe, trazendo nomes como: Brandon Phillips, Matt Adams, Jaime Garcia e Bartolo Colon, desses apenas Colon não trouxe grande ajuda para o time, tendo sido dispensado na última semana. Cotados para serem o pior time na divisão East da Liga Nacional, os Braves são uma grande surpresa nessa temporada, mantendo aproveitamento próximo aos 50% e ocupando a 2° colocação da divisão. 

Pitcher: Kirby Yates (RHP, San Diego Padres)

Veterano com pouco sucesso em três anos de profissional e passagem por três equipes diferentes, Yates tem sido uma grande surpresa desde que se juntou aos Padres no final de abril. O arremessador combina um fastball de 94mph com um slider e conseguiu avanço no seu controle, postando taxa de walks inferior a 3.00 a cada 9 IP pela primeira vez na carreira. Yates tem eliminado 37,8% dos rebatedores enfrentados por strikeouts e mantém ERA 2.70 ao longo de 26.2 IP de serviço nessa temporada, sendo um dos relievers mais consistentes da liga. 

Rebatedores: Andrew McCutchen (CF R, Pittsburgh Pirates)

Depois de um começo terrível de temporada, onde o rebatedor veterano parecia em grande declínio, McCutchen fez ajustes e foi fantástico durante o mês de junho. O jogador postou linha de 407/509/692 (AVG/OBP/SLG) ao longo dos últimos trinta dias, rebatendo 6 home runs e coletando 22 RBIs no período, sendo o rebatedor mais produtivo da MLB no último mês. 

Decepções 

Time: Toronto Blue Jays (37-44 W/L)

Com um ataque pouco produtivo, uma rotação que tem sido um desastre e um bullpen inconstante, os Blue Jays são uma das maiores decepções da temporada. Marco Estrada teve enorme regressão e passou de um ERA 3.48 em 2016 para 4.86 nessa temporada, enquanto que: Troy Tulowitzki, Kevin Pillar, Devon Travis, Kendrys Morales e Jose Bautista estão abaixo da média no bastão. 

Pitcher: Junior Guerra (RHP, Milwaukee Brewers)

Depois de ter postado ERA 2.81 ao longo de 121.2 IP de serviço em seu ano de calouro, Guerra tem tido grande regressão nessa temporada. O pitcher perdeu 2mph em seus arremessos e seu controle também tem sido ruim. O arremessador cedeu três ou mais corridas em cada um de seus últimos cinco começos e tem sido propicio a home runs, não cedendo HRs em apenas um de seus oito começos na temporada. Importante notar que Guerra já apareceu nesta coluna na sessão “Não se anime com...” quando ainda mantinha ERA 2.84. 

Rebatedor: Anthony Rizzo (1B L, Chicago Cubs)

Rizzo não está aqui por sua capacidade com o bastão, o 1B dos Cubs é ainda bastante efetivo como rebatedor. Rizzo está aqui porque piorou consideravelmente como um corredor nas bases, especialmente ao longo do último mês. O jogador que roubou 17 bases na temporada 2015, nunca mais teve o mesmo sucesso no quesito e esse ano tem sido ruim não apenas roubando, como também na percepção na hora de correr as bases, custando algumas corridas para um necessitado time dos Chicago Cubs. 

Não se anime com...

Tyler Flowers (C R, Atlanta Braves)

Flowers tem feito ótima temporada até o momento e é um dos bons contribuintes para a temporada acima das expectativas realizada pelos Braves esse ano. Veterano e grande defensor, Flowers também tem sido forte com o bastão, mas suas boas performances são impulsionados por um BABIP .386 e com o rebatedor tendo pouca energia, a inevitável regressão deve torna-lo novamente não muito efetivo no bastão. 

Não se desespere com...

Maikel Franco (3B R, Philadelphia Phillies)

Franco não evoluiu como o esperado nos últimos anos e tem sido terrível nessa temporada, postando linha de: 217/279/369 (AVG/OBP/SLG) ao longo de 319 aparições no bastão, o jogador porém, apesar de não ser projetado para ser um grande rebatedor na temporada, não é tão ruim quanto seu desempenho atual sugere. Franco tem tido azar, com apenas 22,3% das bolas que vão a campo virando hits para ele e seu perfil como rebatedor não mudou de forma que ele pudesse sustentar esse número como novo indicativo de seu talento, Franco ainda bate a bola com força média e as disciplina no bastão melhorou em relação ao último ano, o que deve tornar o rebatedor mais efetivo quando o BABIP retornar a média. 
 


Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

R$150

Ganhar
Sportingbet

Bônus

R$120

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
NetBet

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Betfair

Bônus

$30

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar



Outras Notícias