De Olho na NBA: Temporada 2016/17 – Edição #6





14/02/2017
 
Chegando na última semana antes da pausa para o All-Star Game, é hora de nos atualizarmos quanto ao recorde do especialista em basquete no Aposta10: Gustavo Zambrano. E também ficarmos por dentro de quais foram os destaques, surpresas e decepções das últimas semanas. 
 
Recorde do Aposta10:
 
 
 
Recorde: 51-48-6 (51%), +0,72und
ODD Média: 1.92
ROI%: +0,3%
HCs: 44-45-6 (49%), -2,65und
Totais: 7-3 (70%), +3,37und
 
Equipes 
 
Destaque
 
Boston Celtics (36-19 W/L)
 
 
Após um início de temporada com percalços e uma posição apenas mediana na classificação, os Celtics engrenaram e agora aparecem como uma das maiores forças da Conferência Leste, já brigando com os Cavaliers pela 1° posição. Com um ataque excelente e liderados por Isaiah Thomas, o time de Boston venceu nove de suas últimas dez partidas. Marcus Smart substituiu bem Avery Bradley durante a sequência de vitórias da equipe e vem de um jogo de 19 pontos contra os Dallas Mavericks na última segunda-feira. 
 
Surpresa 
 
Dallas Mavericks (22-33 W/L)
 
 
No desempenho geral da temporada, os Mavericks são na verdade uma grande decepção, porém, a equipe tem jogado melhor recentemente e tem subido na tabela de classificação em uma Conferência Oeste que ainda tem a 8° vaga em aberto. Com Seth Curry, agora titular e sendo uma grata surpresa, o time venceu seis dos últimos dez jogos e três jogos atrás do 8° colocado, ainda pode chegar aos playoffs mesmo com início terrível de temporada. 
 
Decepção
 
Brooklyn Nets (0-10 W/L)
 
 
Que os Nets não seriam uma grande equipe era previsível e o time ainda tem tido o desfalque prolongado de Jeremy Lin, deixando um novato de apenas 21 anos a maior parte do tempo na armação. No entanto, a forma como o time do técnico Kenny Atkinson tem perdido os jogos é o que mais decepciona, os Nets constantemente se mantém próximos ou até a frente do placar nos dois primeiros quartos dos jogos, para em seguida serem massacrados pelos seus adversários. A falta de defesa geral na equipe e um Brook Lopez que pouco faz para justificar seu enorme contrato, aliado com a ausência de escolhas de 1° round nos próximos dois drafts, devem fazer com que os Nets ainda sejam uma franquia decepcionante por um bom tempo. Brooklyn perdeu todas as suas últimas dez partidas disputadas. 
 
Fique de Olho:
 
New York Knicks (23-33 W/L)
 
 
O púbico no geral demorou para perceber que os Knicks não são uma equipe de playoffs, e com constantes fracassos do time, a tendência agora é de que eles sejam desvalorizados. Enquanto o time não é realmente confiável, eles ao menos são constantes em seu desempenho e condizentes com seus números da temporada, podendo por vezes, produzir valor em linhas de handicaps que deverão vir mais infladas a partir de agora. Apostadores também devem tomar cuidado para não desvalorizarem demasiadamente a equipe se Carmelo Anthony for negociado, enquanto que Anthony é de fato o melhor jogador do time, uma saída dele não pioraria tanto os Knicks no aspecto estatístico, fazendo a equipe a longo prazo, perder possivelmente apenas uma posição na tabela de classificação e cair só uns 3% de aproveitamento de vitórias. 
 
Deixe de Lado:
 
Atlanta Hawks (32-23 W/)
 
 
4° colocado na Conferência Leste, os Hawks não estão jogando bem e possuem mais vitórias do que deveriam segundo o recorde projetado através de pontos feitos/sofridos. Enfraquecidos após a troca que levou Kyle Korver para os Cavaliers e com Dwight Howard sendo esperado para regredir, os Hawks devem cair de produção no restante da temporada e os apostadores precisam ficar atentos para comprarem a equipe pelo o que eles são e não pelo que parecem no momento. 
 
Jogadores
 
Destaque
 
Russell Westbrook (PG, Oklahoma City Thunder)
 
 
Westbrook nunca foi tão utilizado quanto nesse ano e tem se apresentado no nível mais alto da carreira, sendo inclusive, um defensor bastante acima da média em sua posição. O jogador é o maior pontuador da temporada até o momento e o 3° que mais distribui assistências por jogo. Na briga pelo prêmio de MVP, Westbrook lidera a liga na métrica avançada do PER, com 29.2 na marca, melhor número de sua carreira. 
 
Surpresa
 
Isaiah Thomas (PG, Boston Celtics)
 
 
Thomas passa menos tempo com a bola em relação a Westbrook e é um defensor bem menos talentoso do que o jogador do Thunder, mas não tem devido em nada no ataque para o candidato ao MVP. All-Star nessa temporada, o jogador que é uma ex escolha de 2° round, tem seus melhores números da carreira em: pontos, assistências e aproveitamento nos arremessos esse ano e lidera um time dos Boston Celtics que é uma das equipes mais quentes da liga no momento.
 
Decepção
 
Bismack Biyombo (C, Orlando Magic)
 
 
Vindo de duas boas temporadas como reserva nos Hornets e nos Raptors, Biyombo apareceu bem nos últimos playoffs e ganhou um contrato de $17,000,000, o maior valor pago pela equipe para um jogador do elenco atual. No entanto, perdido em meio a um excesso de jogadores em sua posição, Biyombo tem sido pouquíssimo produtivo ofensivamente, o que o torna um jogador abaixo da média, mesmo com sua boa capacidade defensiva. 
 
Não se anime com...
 
Dwight Howard (C, Atlanta Hawks) 
 
 
Howard tem tido sua melhor temporada em tempos na liga, voltando a ser um defensor positivo e coletando rebotes em uma taxa maior do que nos últimos anos, no entanto, sua pontuação já escassa, deve diminuir ainda mais quando o jogador sofrer uma regressão em sua taxa de acerto nos arremessos de quadra. Howard tem convertido 64,5% de suas tentativas, algo insustentável ainda que o center já não force jogadas ofensivas e se limite ao básico no ataque. 
 
Não se desespere com...
 
Meyers Leonard (PF, Portland Trail Blazers) 
 
 
Leonard não é um grande jogador, muito em conta pela sua defesa abaixo da média, mas o PF é melhor do que o que temos visto dele no ataque. Perdido na rotação dos Blazers, Leonard tem sido terrível nos arremessos, convertendo apenas 36,1% de seus tiros e 33,6% da linha de três, quesito em que o jogador é especialista. Considerando que ele vem de uma temporada decente e que não perdeu sua capacidade de pontuar, é esperado que seus números subam nessa segunda metade de temporada. 
 
Novatos
 
Destaque
 
Rodney McGruder (SG, Miami Heat) 
 
 
Novato não draftado, Rodney McGruder não deverá evoluir muito, considerando que já tem 25 anos, mas te sem se mostrado um jogador útil e pronto para a NBA. Bom defensor, McGrudder tem média de 0,7 roubos por partida em apenas 26,2 minutos em média de ação e  também tem contribuído com 3,5 rebotes por partida, média alta para um jogador de sua posição que atua em minutos limitados. 
 
Decepção
 
Brandon Ingram (SF, Los Angeles Lakers)
 
 
Primeira escolha no último draft, Ingram tem sido o novato mais utilizado esse ano, já acumulando 1548 minutos em quadra. Aos 19 anos e em um time sem pretensões em um futuro próximo, Ingram terá a oportunidade de se desenvolver, mas no momento é disparado o titular mais improdutivo da liga, convertendo apenas 36,8% de seus arremessos e sendo um defensor nulo.   
 

Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

Lucro turbinado

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar

Newsletter

Iniciando agora no mundo das apostas esportivas?

Deixe o seu e-mail e receba materiais exclusivos




Outras Notícias