Com plano para retorno, Bundesliga amplia paralisação até 30 de abril





01/04/2020

Desde 12 de março o futebol está parado na Alemanha, como modo de diminuir o avanço do coronavírus no país e também no foco das autoridades em combater a pandemia.


Quando as atividades foram paralisadas, a primeira data para uma análise de retorno foi o dia 31 março, mas com o cenário atual, era normal que este período fosse ampliado, o que ocorreu em reunião que envolveu os 36 times da Bundesliga 1 e 2, além de representantes da Liga Alemã.


Apesar de um dos maiores números de infectados no mundo, mais de 60 mil pessoas, a taxa de mortalidade segue como uma das mais baixas e o sistema de saúde alemão consegue suportar e até ajudar países vizinhos.

Porém, algumas regiões sofrem com medidas mais rígidas e o governo já deixou aberto que isto pode ser tomado a qualquer momento, caso seja necessário.

Mesmo neste cenário, a Liga e os clubes decidiram focar em um plano de retorno e tem uma reunião marcada para o dia 17 de abril, quando devem tentar um acordo para voltar o futebol de alguma maneira.

O andamento da pandemia no país irá guiar uma decisão mais precisa, porém os clubes estão liberados a partir de 6 de abril para começar sua preparação para um possível retorno.

Nesta quarta-feira, 01/04, o Bayer Leverkusen conseguiu o aceno positivo das autoridades e os jogadores realizaram atividades no clube.


Mas tudo foi realizado de uma forma diferente, em pequenos grupos e sem contato entre os atletas, sobretudo na saída do campo e nos vestiários.

Foram disputadas 25 das 34 rodadas do torneios e além dessas nove em aberto, o calendário nacional precisa de duas datas para finalizar a Copa da Alemanha e uma para um jogo adiado da Bundesliga, além de duas datas para repescagem de acesso/descenso.

O cancelamento da temporada iria gerar um prejuízo econômico gigantesco aos clubes e em alguns casos ameaçar a sobrevivência de alguns.

Pensando no coletivo, cinco times alemães que disputaram a Champions League decidiram abrir mão de uma grande parte de premiação para ajudar os outros rivais de competição, um valor que chega a 20 milhões de euros e será dividido entre os participantes da Bundesliga.

Todos clubes tem passado por cortes salariais e acordos com os atletas para que consigam manter o pagamento de outros funcionários em dias.

Como disse o presidente da DFL (Liga Alemã de Futebol), Christian Seifert, é irreal pensar em jogos com público até o fim desta temporada, algo que pode ser retomado apenas em agosto e que os clubes precisam colocar em seu planejamento financeiro uma perda importante de receita.
 

 

 

 

ABRA SUA CONTA E APOSTE NA SPORTSBET.IO


Telegram

Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

Lucro turbinado

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar

Newsletter

Iniciando agora no mundo das apostas esportivas?

Aposta 10

Deixe o seu e-mail e
receba materiais exclusivos




Outras Notícias