Globo suspende pagamentos de direitos de transmissão





31/03/2020

Com os campeonatos estaduais paralisados, a Globo decidiu suspender os pagamentos das cotas de abril aos clubes, criando ainda mais tensão nas equipes, que agora tentam rapidamente definir uma data de retorno dos clubes as atividades.


Apenas Rio Grande do Sul e Minas Gerais não irão encontrar problemas, pois os pagamentos destes estaduais foram realizados de forma antecipada.


A emissora começou a contactar os estados e avisar sobre as medidas, afinal não temos jogos desde o dia 16 de março nas principais praças esportivas do país.


Clubes da Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro já foram comunicados da decisão que não irão receber uma de suas principais fontes de renda em abril, ligando o sinal de alerta e pressionando as equipes em tomar medidas rapidamente.


A Globo não acredita que seja viável seguir o pagamento dos acordos, afinal não tem uma decisão sobre a continuação dos campeonatos e quando isso seria possível, afinal a emissora também iria sofrer sem os parceiros dos torneios, que devem paralisar os pagamentos pelos anúncios no horário do futebol.

O retorno dos pagamentos está ligado a uma definição sobre a volta dos jogos.

Sem uma das suas últimas fontes de renda garantida e com outros patrocinadores deixando os pagamentos apenas para o retorno do futebol ou rescindindo contratos diantes do cenário incerto na economia.

Se os clubes estavam incomodados com a situação, inclusive com times menores demitindo seus treinadores e rescindindo contrato com atletas, as coisas podem se tornar insustentáveis dessa forma e a conversa é para retornar os jogos de alguma forma, mesmo que sem a presença de torcedores no estádio.

Até agora a CBF não se posicionou sobre um plano para o calendário brasileiro, apenas disse que os estaduais vão até o fim e que caso seja necessário, pode deixar o Brasileirão mais curto, algo que também seria ruim para as finanças dos clubes, que jogariam menos e teriam uma cota de TV menor, além de perder em bilheteria.

Negociando reduções salariais com atletas e funcionários, cogitando demissões, aguardando providências do governo e em contato direto entre os clubes, em um comitê de crise do futebol para buscar alternativas para sobreviver neste período, que pode chegar até há três meses.

 

ABRA SUA CONTA E APOSTE NA SPORTSBET.IO


Telegram

Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

Lucro turbinado

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar

Newsletter

Iniciando agora no mundo das apostas esportivas?

Aposta 10

Deixe o seu e-mail e
receba materiais exclusivos




Outras Notícias