Guia de Apostas para 13° Copa do Mundo de Vôlei Feminino 2019





18/08/2019


                                                                                               por Fernando Pereira
 

Entre 14 a 29 de setembro, 12 seleções disputam o título da Copa do Mundo de Vôlei Feminino no Japão.

Disputada desde 1973, a competição não é a mais importante na categoria, perdendo em popularidade para as Olimpíadas e para o Campeonato Mundial.

Em seus primeiros anos, a competição era disputada um ano após os jogos olímpicos, mas em 1991 passou a ser disputado um ano antes da competição e funcionaria como o primeiro evento classificatório, garantindo a vaga para as Olimpíadas ao campeão, em 1995 passou a garantir três vagas e em 2015, foram duas vagas.

Para 2019, foi decidido que a competição não irá garantir vaga para os jogos olímpicos e tem um teste para sua popularidade, pois ela vem atrás das Olímpiadas, Campeonato Mundial e Liga das Nações, que substituiu o Grand Prix.

 

Apenas a primeira edição, 1973, foi disputada no Uruguai, desde 1977, a sede foi o Japão, as seleções que já levaram o título:



1973 - União Soviética
1977 – Japão
1981 - China
1985 - China
1989 - Cuba
1991 - Cuba
1995 -  Cuba
1999 - Cuba
2003 - China
2007 - Itália
2011 - Itália
2015 – China

 

 

Cuba e China dominam a competição, enquanto a seleção brasileira nunca venceu o torneio, somando três vice-campeonatos, 1995, 2003 e 2007, e um terceiro lugar em 1999.

Em 2015, a FIVB não deixou o país que iria sediar os jogos olímpicos participar da competição, com isso o Brasil ficou de fora. Nessa edição, até pela próxima edição acontecer no Japão, essa restrição foi retirada.

Sua fórmula de disputa é simples, as doze seleções jogam entre si e a campeão for a que somar o maior número de vitórias.

Os critérios de classificação são: número de vitórias, número de pontos, set average (média de sets), pontos average (média de pontos) e confronto direto.


São duas seleções convidadas, no caso o país-sede e a atual campeão mundial, e dez por meio de qualificação pelo ranking da Federação Internacional de Vôlei.

Os países na disputa:

Japão –  sede
Sérvia – campeã mundial 2018
Rússia – melhor europeu no ranking da FIVB
Holanda – 2° melhor europeu no ranking da FIVB
EUA -  melhor norte/centro-americano
República  Dominicana – 2°melhor norte/centro - americano
Brasil – melhor sul-americano
Argentina – segundo melhor sul-americano
China – melhor asiático
Coréia do Sul – 2° melhor asiático
Camarões -  melhor africana
Quênia – 2° melhor africana

 

O Brasil vem em uma temporada pesada, conquistou a vaga para as Olimpíadas com uma dose de sofrimento pelo pré-olímpico, antes o Brasil tinha sido vice-campeã da Liga das Nações, sendo derrotada pelos EUA e com um time jovem no Pan-Americano, não conseguiu chegar ao pódio.

Antes da disputa do Mundial, a seleção tem o campeonato sul-americano pela frente e o treinador Zé Roberto enfrentou muitos problemas na temporada, com o pedido de dispensa e lesões de diversas jogadoras, mesclou a equipe para buscar uma boa competição.

Os jogos do Brasil:

14/09 – Sérvia
15/09 – Argentina
16/09 – Holanda
18/09 - Quênia
19/09 – EUA
22/09 – China
23/09 – República Dominicana
24/09 – Japão
27/09 – Camarões
28/09 – Coréia do Sul
29/09 – Rússia

 

Com diversas seleções de alto nível e pela equipe que leva a competição, o Brasil entra um pouco abaixo das principais favoritas, mas tem muita tradição para ficar ao menos entre as quatro melhores seleções.

Conheça as outras seleções:

Argentina – As hermanas venceram o Brasil na decisão pela medalha de bronze nos jogos pan-americanos, mas enfrentou uma seleção bem jovem e desconcentrada. Nas últimas grandes competições, a seleção argentina tem campanhas fracas. Vem para ganhar experiência.


Rating:2,5

Camarões – As seleções africanas não tem tradição nas competições internacionais e as camaronesas fizeram uma campanha fraca nos últimos jogos olímpicos, perderam as cinco partidas da primeira fase, e venceram apenas um jogo no campeonato mundial de 2018.

Rating: 1,5

China – Ao lado de Cuba, as chinesas são as maiores campeãs do torneio, com quatro títulos, e venceram a edição de 2015 e os jogos olímpicos 2016. Chegaram em terceiro lugar no campeonato mundial 2018.

Rating: 5,00

Coréia do Sul – Sexta colocada na última Copa do Mundo, a Coréia chegou as quartas de final das Olimpíadas e caiu ainda na primeira fase do Campeonato Mundial. Ficou em 15° lugar no geral, durante a disputa da Liga das Nações.

Rating: 2,00

EUA – Hoje as americanas são uma das principais potências na modalidade e vem com o terceiro lugar da última Copa, o título da Liga das Nações nesse ano e medalha de bronze nas últimas Olimpíadas.

Rating: 4,5

Holanda -  Quarta colocada nas Olimpíadas e Campeonato Mundial, as holandesas não chegam como uma das principais forças, mas devem lutar por uma posição mediana, ficando entre o sexto ou sétimo lugar.

Rating: 3,00

Quênia – No último mundial, as quenianas conseguiram duas vitórias, contra Peru e Argélia, e venceram o Cazaquistão no Campeonato Mundial, mas entram em busca de conquistar ao menos triunfo na competição, algo que será bem complicado.

Rating: 1,00

Japão – Apesar de ser anfitriã, a seleção japonesa não entra como favorita ao título, inclusive chegar entre as quatro primeiras colocadas é o principal objetivo.

Rating: 3,5

República Dominicana – Em crescimento, a República Dominicana foi sétima colocada na última Copa do Mundo, vencendo cinco jogos. Ficou em oitavo lugar na Liga das Nações e em quinto no último campeonato mundial.

Rating: 2,75

Rússia – Quarta colocada na última Copa do Mundo, as russas caíram muito de produção nos últimos três anos. Ficando em 14° lugar na Liga das Nações, entre dezesseis seleções e após as quartas de final nas Olimpiadas de 2016, ficaram fora da fase final do Campeonato Mundial.

Rating: 3,00

 

Sérvia – Atual campeã mundial, a Sérvia fez uma Liga das Nações fraca, mas pode lutar pelo título se entrar focada. Foi vice-campeão da Copa do Mundo em 2015.

Rating: 4,00

Os mercados mais comuns no Vôlei: vencedor, handicap de sets, total de pontos e o resultado correto. Fiquem ligados nas dicas da competição no Aposta10.


 

 

APROVEITE A FREEBETS DE BOAS-VINDAS E APOSTE NA BET365


Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

Lucro turbinado

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar

Newsletter

Iniciando agora no mundo das apostas esportivas?

Deixe o seu e-mail e receba materiais exclusivos


Palavra-chave:

Copa-do-mundo-VoleiVolei



Outras Notícias