Tudo que você precisa saber para apostar na volta do Campeonato Paulista 2020





17/07/2020

Após mais de quatro meses de paralisação, o Paulistão Série A1 volta no dia 22 de julho, para disputa de duas rodadas para definir os classificados para fase quartas de final e os rebaixados.
Confira a situação do torneio e como os times se preparam para esse retorno.


Índice
Regulamento 
Classificação
Visão do Apostador
Grupo A
Grupo B
Grupo C 
Grupo D
Calendário 


Regulamento

Faz alguns anos que o regulamento do Paulistão é o mesmo, são 16 times divididos em 4 grupos de 4 equipes, que atuam apenas contra os rivais dos outros grupos, totalizando 12 rodadas na primeira fase.
Os dois primeiros de cada chave avançam para as quartas de final, onde líder e segundo colocado jogam pela classificação, enquanto os dois piores colocados no geral são rebaixados.
Nesta temporada a novidade é a disputa das quartas de final e da semifinal em jogo único, enquanto a decisão será disputada em dois jogos.
Não temos nenhuma vantagem para melhor campanha e em caso de empate temos decisão por pênaltis em todas fases eliminatórias.


Classificação


Visão do Apostador

Entre os grandes, apenas o Corinthians tem uma situação complicada e quase definida em questão de eliminação. O São Paulo já garantiu vaga na próxima fase, enquanto Santos e Palmeiras estão bem encaminhados.
A luta contra o descenso está bem acirrada, incluindo o Timão, atual tricampeão estadual, nela, mas com chances mínimas de queda.

Esse é o cenário da classificação geral e os times ameaçados da queda:
9º Inter de Limeira 11 pts
10º Corinthians 11 pts
11º Ferroviária 11 pts
12º Oeste 10 pts
13º Ituano 10 pts
14º Água Santa 10 pts
15º Botafogo 8 pts
16º Ponte Preta 7 pts


A Federação Paulista liberou a inscrição de novos atletas e já consultou a justiça para evitar uma possível virada de mesa devido a possibilidade de ações de alguns clubes.
Neste início algumas equipes podem atuar distante de suas cidades, mas é algo que deve ser definido até o começo da próxima semana, diante dos protocolos de saúde de cada município, que podem ser alterados, mas em um primeiro momento os jogos estão marcados apenas para Grande São Paulo.


Grupo A

Santos

O Peixe está em situação confortável em seu grupo e basta conquistar dois pontos para confirmar a vaga nas quartas de final ou torcer para que Oeste ou Água Santa não vença uma de suas partidas.
Treinado pelo português Jesualdo Ferreira, o Santos não empolgou nenhuma vez na temporada e sequer venceu clássicos.
Empatou com  o Palmeiras no Pacaembu e perdeu para Corinthians e São Paulo, este seu último jogo antes da paralisação.
Fora de campo teve momentos turbulentos com o corte salarial promovido pela diretoria, feito sem um acordo direto com os atletas.
Apesar disso o Peixe vem fazendo uma campanha boa na Copa Libertadores, venceu Defensa y Justicia e Delfin, nos dois jogos que disputou pela competição.
O time teve uma grande baixa, o atacante Yuri Alberto, de 19 anos, que ganhou a confiança de Jesualdo, mas como o contrato estava próximo do fim acertou com o Internacional de Porto Alegre.
A provável escalação para o jogo da volta conta com: Everson; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca e Carlos Sánchez; Marinho, Eduardo Sasha e Soteldo.


Oeste

O time de Barueri luta tanto pela classificação no grupo quanto contra o rebaixamento.
No período da paralisação vivia seu melhor momento na competição, com duas vitórias seguidas.
Representante de São Paulo na Série B, o Rubrão é um time que vem conseguindo se manter no segundo nível nacional e aposta na sequência do trabalho de Renan Freitas, que assumiu o clube no começo do ano passado.
Com um calendário cheio, o clube manteve o mesmo time e tem como destaques o goleiro Caíque França e o meia Fabricio Oya, emprestados pelo Corinthians, o lateral Eder Sciola e o atacante Mazinho, o Messi Black.


Água Santa

O Netuno vive uma situação semelhante ao Oeste e também luta pela classificação e contra o descenso.
A equipe perdeu o técnico Pintado, que foi para o Rio Grande do Sul treinar o Juventude e aposta em Toninho Cecílio, treinador com passagens por Avaí, Grêmio Prudente e Vitória, e que já esteve em Diadema na temporada 2018.
Alguns reforços chegaram, como o atacante Lucas Silva, o zagueiro João Paulo e o volante Renan Paulino, além do atacante Tadeu de 34 anos,  talvez um dos mais conhecidos, com passagens por Grêmio, Palmeiras e São Paulo, onde foi campeão brasileiro em 2006.


Ponte Preta

Situação crítica da Macaca, que perdeu o Dérbi no Brinco de Ouro da Princesa, no dia 16 de março, última partida antes da paralisação.
Naquele jogo a Ponte vencia por 2 a 0 e sofreu a virada no segundo tempo, terminando a partida em 3 a 2 para o rival.
De olho na manutenção da vaga na elite, a diretoria tenta qualificar o elenco para o técnico João Brigatti, que também tem a Série B pela frente.
O zagueiro Alisson e o atacante Roger foram expulsos no Dérbi e desfalcam o time no jogo da volta, ainda que o departamento jurídico do clube busque um efeito suspensivo.
Algo que chama atenção é que a Ponte “desmontou” o Mirassol, contratando quatro titulares do time, incluindo o meia Camilo, porém ele e os outros que atuaram pelo Mirassol no Paulistão não podem ser inscritos pela Macaca.
O goleiro Ivan, que faz parte da Seleção Olímpica, segue como destaque.


Grupo B

Santo André

O melhor time do Paulistão até a paralisação foi totalmente desmanchado.
Paulo Roberto, técnico do Ramalhão, perdeu onze jogadores, sendo quatro titulares: o experiente goleiro Fernando Henrique, que foi para o Brasiliense, o zagueiro Luisão, que foi para Ponte Preta, o meio-campista Dudu, para Ferroviário, e o artilheiro Ronaldo, para o Sport.
A equipe trouxe alguns reforços para compor o elenco, mas deve encontrar dificuldades de entrosamento.


Palmeiras

O Verdão também teve baixas sensíveis em seu time. Dudu, ídolo da torcida, foi para o futebol do Catar, enquanto Ronny está suspenso por quatro meses pela FIFA.
Dono da segunda melhor campanha do torneio, o Verdão só não garantiu vaga devido ao bom desempenho do Novorizontino.
Vanderlei Luxemburgo já trabalha com o time para o Dérbi contra o Corinthians, que marca a volta aos gramados: Weverton; Gabriel Menino (Mayke), Felipe Melo, Vitor Hugo e Matías Viña; Bruno Henrique, Ramires e Raphael Veiga (Lucas Lima); Gabriel Veron, Willian e Luiz Adriano.
Pelo elenco forte, o Palmeiras é um dos grandes favoritos ao título.


Novorizontino

Com sete empates em dez jogos, o Tigre é o único invicto nesta temporada, mas levou azar no grupo que caiu, pois tem as duas melhores campanhas do Paulistão nele.
De olho na disputa da Série D, renovou o contrato com o técnico Paulo Fonseca e perdeu poucos atletas, o veterano Thiago Ribeiro foi um deles.
O time está de olho em uma possível queda de rendimento do Santo André para tentar beliscar uma vaga nas quartas de final.


Botafogo/SP

O time de Ribeirão Preto é um dos que mostraram mais insatisfação com a volta.
Dono de uma campanha ruim, a Pantera tem oito pontos e está na zona de rebaixamento.
Para piorar, o Botafogo conseguiu liberação para treinar apenas no dia 11 de julho, ficando dez dias atrás dos rivais.
Sob o comando de Claudinei Oliveira, o clube não inscreveu novos atletas e perdeu quatro jogadores.
Após o Paulistão, a Pantera tem a disputa da Série B do Brasileirão.


Grupo C

São Paulo

Único classificado entre os grandes, o Tricolor de Fernando Diniz tenta manter a regularidade para encerrar o jejum de títulos estaduais.
A equipe é a única da Série A que não contratou ninguém e apostou na base do ano passado, que conta com atletas como Daniel Alves, Alexandre Pato e Hernanes.
O jovem Antony foi negociado com o Ajax e é a grande baixa Tricolor.
Para o retorno a possível escalação seria: Tiago Volpi; Juanfran, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes; Pablo, Pato e Vitor Bueno.


Mirassol

O Mirassol foi outro clube que sofreu um grande desmanche, talvez o maior do Paulistão, com 14 atletas deixando o clube, entre eles referências como os meia Camilo e Chico, além dos titulares Luis Oyama, Ernandes e Neto Moura.
Mesmo assim o técnico Ricardo Catalá mantém o otimismo, afinal o clube foi bem no mercado e fechou com o atacante Zé Roberto, ex-São Bento, vice-artilheiro da Série B 2019. 


Internacional de Limeira

Treinada pelo ex-jogador Elano, a Inter está na briga contra o descenso e teve muitos problemas nessa retomada, devido às restrições de treino em Limeira.
O clube se envolveu em outra polêmica indo para Sorocaba, treinar em um CT que recebeu a Seleção durante a Copa e apesar de alegar que o prefeito da cidade liberou, ele desmentiu e disse que não recebeu nada.
A equipe conseguiu manter a base que estava disputando o torneio.


Ituano

Na Série C do Brasileirão, o time de Itu luta contra o descenso no estadual.
O técnico Vinicius Bergantin segue no clube e tem atletas experientes como o goleiro Pegorari e o zagueiro Sueliton.
A paralisação pode ser a oportunidade do time esquecer a péssima fase.


Grupo D

Red Bull Bragantino

Entre todos os clubes, o Braga foi o que passou menos apuro na parte financeira, graças ao aporte da Red Bull.
A equipe tem seu jogo como mandante marcado para Osasco, mas tenta a liberação da Prefeitura de Bragança Paulista para atuar no Nabizão.
Na Série A do Brasileirão, o Toro Loko já está garantido nas quartas de final e o técnico Felipe Conceição aproveitou o período para tentar implementar seu estilo aos atletas.


Guarani 

Após um excelente trabalho na Série B do Brasileirão em 2019, Thiago Carpini está próximo de levar o Bugre às quartas de final do Paulistão, basta dois empates nos próximos jogos.
O time conseguiu manter a base que estava disputando a competição e ainda agregou alguns reforços.


Corinthians 

Em situação crítica, o Corinthians pode ser eliminado já no retorno ao futebol.
O time treinado por Tiago Nunes apresentou um desempenho muito abaixo do esperado e chega inclusive com risco de rebaixamento.
Durante essa paralisação, acertou a volta do atacante Jô, mas ainda precisa aguardar pendências com a documentação para contar com ele no Dérbi contra o Palmeiras.
Pedrinho, negociado com o Benfica, e Yoni González, são as baixas do Timão.
O volante Cantillo, um dos principais destaques antes da paralisação, saiu lesionado.
Provável escalação para o clássico: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Gil e Sidcley; Gabriel, Camacho e Luan; Ramiro, Everaldo e Boselli.


Ferroviária

Após realizar boas campanhas em temporadas anteriores, a Ferroviária não estava bem até a paralisação.
Na lanterna do grupo, o time de Araraquara corre riscos de rebaixamento e tem chances mínimas de avançar para as quartas de final.
Dado Cavalcanti quer terminar bem o campeonato estadual para chegar forte na Série D, onde o time quer buscar o acesso.


Calendário

 

Aproveite as melhores odds para o Paulistão 2020 na Bet365


Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

Lucro turbinado

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Betmotion

Bônus

R$150

Ganhar
Betano

Bônus

R$ 200,00

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar

Newsletter

Iniciando agora no mundo das apostas esportivas?

Aposta 10

Deixe o seu e-mail e
receba materiais exclusivos




Outras Notícias