Aposta10 Logo
Pesquisar...
Pesquisar...
Apostas especiaisAtualizado em: 4 de janeiro de 2023
Filipe

Filipe Papini

Como apostar no vencedor do BBB 23

Como apostar no vencedor do BBB 23

Quer apostar em quem vai ser o campeão do BBB?

Aposte aqui!

O Big Brother é um dos programas de TV de maior sucesso no mundo. Mas no Brasil a proporção ganha tamanhos maiores. A primeira edição aconteceu no ano 2002, vencida pelo participante Kléber Bambam, e desde então foram mais de 20 edições de bastante sucesso.

Para comemorar os estouros da edição de 2020 e 2021, em 2022 a Rede Globo decidiu por praticamente repetir a dose: colocou na casa 10 participantes anônimos (pipoca), como sempre mandou a lógica do jogo, e 10 pessoas que já fazem um relativo sucesso (camarote) em diversas áreas, como influenciadores, atores, cantores e esportistas. Para o BBB 2023, ainda não foi anunciada a quantidade de participantes, mas já sabemos que a divisão Pipoca x Camarote continua.

Esta edição do BBB 23 promete fazer um sucesso tão grande como as anteriores e, além de acompanhar o programa, você também pode apostar em quem vai ser o grande vencedor ao final do jogo. O felizardo leva 1,5 milhão de reais, mas também pode ganhar a sua própria bolada apostando na Sportsbet.io.

Leia Também:

  • Quais as melhores casas de apostas para apostar no BBB 23?

Como apostar no vencedor do BBB 23

Já tem site de apostas possibilitando as apostas em quem vai vencer o programa. Aqui vamos pegar o exemplo de um dos sites que mais vem dando atenção para este mercado: o Sportsbet. Primeiro você precisa acessá-lo, fazer um cadastro e depositar um valor para começar a jogar. É uma das casas de apostas que mais investem no mercado brasileiro. 

▶️ Caso ainda não tenha cadastro, você pode conhecer mais um pouco sobre eles, visitando o nosso review sobre ela para conhecer suas principais características.

Para acessar as apostas no BBB, clique no menu “Especiais da io”, e em seguida procure pela seção Big Brother Brasil 23. Você também pode buscar pela palavra "Big Brother" na busca do site que também deverá encontrar.

Quer apostar em quem vai ser o campeão do BBB?

Aposte aqui!

Nesse artigo, vamos te atualizar sobre tudo que acontece no BBB para você não perder nada. A ideia é ir acompanhando cada novidade e também ficar ligeiro caso perca alguma edição da TV ou mesmo que não queira assistir ao programa e só apostar nele.
Vamos entregar tudo de mão beijada aqui e com atualizações frequentes e, ao menos, uma vez por semana.

Enquanto aguardamos os nomes do BBB 23, veja o que trouxemos sobre o BBB 22:

Em ordem alfabética, os participantes eram:

Arthur Aguiar (Camarote/Famoso)

Ele é do Rio de Janeiro, tem 32 anos e é um ator bem famoso. Já fez desde a versão brasileira de Rebelde, até novela na Globo. É famoso por ser um galã não muito fiel a sua esposa, que inclusive é também é uma ex-BBB, a Mayra Cardi, que participou da 9ª edição do reality. Arthur entrou somente três dias depois que os demais participantes da casa por estar contaminado com COVID-19. Na terceira semana, assumiu um protagonismo depois de romper com a aliança de seus amigos e praticamente encabeçou um jogo solo, onde voltou com louvor de um paredão com Naiara Azevedo e Douglas Santos tendo menos de 4% dos votos e na semana seguinte, menos de 5%. Na sexta semana, outro, com menos de 6%, além de 1% no duelo contra Jade Picon, na grande rivalidade da edição. Também é talvez o participante que mais sabe se expressar. Olho nele! É o franco favorito disparado na opinião popular.

Douglas Silva (Camarote/Famoso)

Ele é do Rio de Janeiro, tem 33 anos e é ator. Não ligou o nome à pessoa? Então vou melhorar para você: "Dadinho é o car***, meu nome agora é Zé Pequeno, po***". Sim, Douglas é o excepcional ator que fez o Dadinho no filme Cidade de Deus e o Acerola na série Cidade dos Homens. Indicado ao Grammy por suas atuações, ele foi o primeiro líder do BBB e pareceu um papa-provas. Tem muito carisma e sabe se posicionar, mas tem que tomar cuidado para a coroa não pesar e perder um pouco da humildade no jogo. Bateu na trave para sair na terceira semana e precisa mostrar uma faceta mais jogadora e menos passiva. Suas alianças meio frágeis e sua visão de jogo um tanto quanto fraca, podem jogar contra si mesmo também.

Eliezer (Pipoca/Anônimo)

Ele é de Volta Redonda/RJ, tem 31 anos e é designer e empresário. Entrou como um completo anônimo na casa e ficou nacionalmente conhecido no primeiro dia de programa por ter uma risada que parece um grunhido de porco. Eliezer tem um perfil apaziguador, daqueles que prefere fazer amizade com a casa inteira e quem evita se indispor com geral. Esse é o típico participante que fica em cima do muro e precisa muito rapidamente adotar uma postura mais independente. Tinha formado um casal moderno com a participante Maria até antes dela ser expulsa, mas que não engrenava no carisma, também emplaca um romance sem compromisso com Natália. Seu jogo é relutante, sua parceria com o Vinicius era sem sal, e consegue ser confuso em quase todos os seus passos na casa. Voltou do seu primeiro paredão no confronto contra Laís e Douglas e conseguiu uma porcentagem baixíssima, o que pode significar alguma coisa.

Paulo André (Camarote/Famoso)

Ele é de Santo André/SP, tem 23 anos e é esportista olímpico, corredor de atletismo e multi-medalhista. Entrou na casa com fama de ser um possível bom participante de provas de resistência e também é um dos galãs da edição. Antes do jogo começar, aparentava ter um perfil de quem agitaria muito a casa em termos de discussões e voz ativa, mas ainda está escondido para o jogo. Parece um pouco tímido, mas quando mostrar sua verdadeira face, pode se tornar um bom participante. Também segue omisso em alguns momentos importantes. Conseguiu sair praticamente ileso do 5º paredão, com apenas 1.58% dos votos e conseguiu ser líder na semana seguinte, mas nem assim conseguiu buscar o protagonismo necessário para ter um selo de possível campeão do BBB. 

Eliminados:

  • Luciano (Pipoca/Anônimo) - saiu na primeira semana com 49,31% dos votos em paredão triplo com Natália (34,89%) e Naiara Azevedo (15,80%).
  • Rodrigo (Pipoca/Anônimo) - saiu na segunda semana com 48.45% dos votos em paredão triplo com Natália (26,1%) e Jessilane (25,45%).
  • Naiara Azevedo (Camarote/Famoso) - saiu na terceira semana com 57,77% em paredão triplo com Douglas Silva (38,96%) e Arthur Aguiar (3,27%).
  • Maria (Camarote/Famoso) - foi expulsa do programa na quarta semana após agredir a participante Natália com um balde de água no Jogo da Discórdia.
  • Bárbara (Pipoca/Anônimo) - saiu na quarta semana com 86,02% dos votos em paredão triplo com Natália (9,03%) e Arthur Aguiar (4,95%).
  • Brunna Gonçalves (Camarote/Famoso) - saiu na quinta semana com 76,18% dos votos em paredão triplo com Gustavo (22,24%) e Paulo André (1,58%).
  • Tiago Abravanel (Camarote/Famoso) - desistiu do programa na sexta semana após ser supostamente alvo de votação da casa.
  • Larissa (Pipoca/Anônimo) - saiu na sexta semana com 88,59% dos votos em paredão triplo com Arthur Aguiar (5,9%) e Linn da Quebrada (5,51%).
  • Jade Picon (Camarote/Famoso) - saiu na sétima semana com 84,93% dos votos em paredão triplo com Jessilane (13,3%) e Arthur Aguiar (1,77%).
  • Vinícius (Pipoca/Anônimo) - saiu na oitava semana com 55,85% dos votos em paredão triplo com Gustavo (39,51%) e Pedro Scooby (4,62%).
  • Laís (Pipoca/Anônimo) - saiu na nona semana com 91,25% dos votos em paredão triplo com Douglas Silva (4,48%) e Eliezer (4,27%).
  • Lucas (Pipoca/Anônimo) - saiu na décima semana com 77,54% dos votos em paredão triplo com Pedro Scooby (18,05%) e Paulo André (4,41%).
  • Eslovênia (Pipoca/Anônimo) - saiu na décima primeira semana com 80,74% dos votos em paredão triplo com Douglas Silva (18,07%) e Paulo André (1,19%).
  • Arthur Aguiar - PAREDÃO FALSO (Camarote/Famoso) - venceu com 82,8% dos votos em paredão quádruplo com Gustavo (10,54%), Linn da Quebrada (6,26%) e Eliezer (0,40%)
  • Linn da Quebrada (Camarote/Famoso) - saiu no décimo segundo paredão com 77,60% dos votos em paredão triplo com Eliezer (15,66%) e Gustavo (6.74%).
  • Natália (Pipoca/Anônimo) - saiu no décimo terceiro paredão com 83,43% dos votos em paredão triplo com Gustavo (14,3%) e Paulo André (2,27%).
  • Jessilane (Pipoca/Anônimo) - saiu no décimo quarto paredão com 63,63% dos votos em paredão quádruplo com Arthur Aguiar (28,54%), Douglas Silva (5,91%) e Eliezer (1,92%)
  • Gustavo (Pipoca/Anônimo) - saiu do décimo quinto paredão com 81,53% dos votos em paredão triplo com Eliezer (16,08%) e Paulo André (2,39%).
  • Pedro Scooby (Camarote/Famoso) - saiu na antepenúltima votação com 55,95% dos votos em paredão triplo com Elizer (42,23%) e Douglas Silva (1,82%).

Resumo da semana 9

Outra semana no BBB onde o quarto Grunge conseguiu conquistar tudo que havia direito. Arthur Aguiar, agora sem sua maior algoz pelo caminho, conseguiu angariar uma prova do líder e navegou em águas calmas (mas nem tanto) ao longo da semana. O anjo foi conquistado pelo Lucas, que ganhou uma das provas mais legais que o BBB já criou. Isso obviamente mexeu com as dinâmicas da casa e colocou o quarto Lollipop em maus lençóis (sem trocadilho!). Sem número expressivo suficiente para mudar o cenário do jogo, o time - que antes era a grande maioria da casa - agora tinha somente três votos em conjunto somado a qualquer outra aliança que fosse feita oportunamente. Isso não foi o suficiente. Na votação, Lucas imunizou Eslovênia, colocando Laís e Eliezer - ambos estreantes em paredões - na cara do gol para serem indicados. Naturalmente, Arthur Aguiar fez a parte dele e, como líder, colocou Laís direto na berlinda. No contra-golpe, ela puxou Douglas Silva. Na quinta-feira, logo após a prova do líder, os eliminados dessa edição do BBB votaram do estúdio para colocar alguém no paredão e escolheram Gustavo. O quarto integrante acabou sendo na base dos votos da casa e sobrou, claro, para Eliezer. No bate-volta, Gustavo se safou e deixou a votação entre Douglas Silva, Eliezer e Laís. Eliezer e Douglas tiveram menos de 5% cada um e Laís cravou o então recorde de rejeição da temporada com 91,25%. Ponto importante: Arthur Aguiar foi acusado de gaslighting durante o jogo da discórdia da semana e, talvez, tenha perdido pontos com o público. A ver!

Laís foi a antepenúltima integrante do Lollipop a deixar o jogo, restando somente os dois outros: Eslovênia e Eliezer (Imagem: Reprodução/TV Globo/Twitter)

Resumo da semana 8

O assunto mais comentado dessa oitava semana do BBB foi a prova do líder de resistência. O formato dela era bem simples: todos amarrados com vestimentas do patrocinador em um carrossel que ficava girando lentamente até que o último desistisse. Mas com um porém: se por acaso a duração dela rompesse a ordem de 24h e entrasse na edição ao vivo do programa seguinte, ela seria paralisada e os envolvidos ainda presentes fariam a decisão da liderança por sorteio. E isso, de fato, aconteceu. Paulo André, Natália e Lucas foram aqueles que restaram e - mesmo sob protestos da audiência e até dos próprios participantes - a decisão foi realmente na sorte e Lucas levou o tão disputado roupão do líder dessa semana. Vale lembrar que Eliezer sequer participou da prova por veto do antigo líder Scooby. Essa decisão, inclusive, mexia diretamente com a dinâmica do paredão e foi importante para o quarto Lollipop, agora sem sua líder Jade, mexer alguns pauzinhos (que não funcionaram, a propósito). Esse vetado da prova teria o poder de indicar alguém ao paredão no dia da votação. Mas antes disso, Lucas surpreendeu todos indicando Pedro Scooby ao voto direto. Eliezer, que só descobriu seu poder na hora da votação, acabou mandando Gustavo - que também teria um contra-golpe e acabou colocando o maior aliado de Eliezer no paredão: Vinicius. No voto da casa, Douglas Silva foi quem mais recebeu indicações, mas ele acabou voltando na prova bate-volta. O paredão, portanto, foi composto por Gustavo, Pedro Scooby e Vinícius. Viny acabou deixando a competição com suados 55,85% dos votos frente a um 39,51% de Gustavo e apenas 4,62% de Pedro Scooby, que passou ileso da sua primeira berlinda.

Resumo da semana 7

A 7ª semana do Big Brother Brasil 22 começou com a promessa da própria edição do programa de ser uma ''semana raiz''. O que isso significa? Semana sem muitas surpresas na dinâmica do jogo e com Big Fone tocando, e assim aconteceu. Mas também tivemos uma primeira grande briga nessa edição, protagonizada pela Natália quando foi justificar o seu voto em Gustavo - mesmo sendo um aliado - para salvar Eliezer da berlinda. Acabou se indispondo com muitas pessoas, mas plenamente resolvido depois, ao menos no discurso dos brothers. Nessa semana, Pedro Scooby conseguiu a liderança em uma prova de agilidade em um tempo impressionantemente rápido, aproximadamente 30 segundos em uma performance que exigia atuação em três ambientes distintos. Nas mexidas de peças do tabuleiro, claramente percebia-se uma divisão quase que irmamente feita nos votos da casa. Metade votaria em Eliezer e a outra metade em Gustavo. Natália seria esse voto de desempate e isso moveu a casa, tanto para um lado quanto para o outro, a decisão dela acabou sendo pelo seu affair, o que gerou o rebuliço já citado. No Big Fone, a dinâmica mandaria direto para o paredão quem atendesse. E essa pessoa indicaria mais outra. Jade Picon atendeu, foi para o paredão e puxou seu algoz Arthur Aguiar. Portanto, Pedro Scooby como líder, acabou mandando Jessilane. E como já explicado, a casa votou em Gustavo que acabou retornando ileso do bate-volta. Sendo assim, na formação oficial do paredão ficou Arthur Aguiar, Jade Picon e Jessilane. Jade Picon foi eliminada com 84,93% dos votos, contra somente 13,3% e 1,77% de Jessilane e Arthur Aguiar, respectivamente, naquele que, segundo a TV Globo, foi o segundo paredão de maior votação da história do BBB.

Jade Picon é eliminada e abraçada pelo Quarto Lollipop em uma votação com margem inexpressiva de votos do seu rival no jogo (Imagem: Reprodução/TV Globo/Twitter)

Resumo da semana 6

Em mais uma semana onde um participante do programa saiu por meios que não fosse o Paredão, o BBB 22 continua sendo pautado por três grupos: o quarto grunge, o quarto lollipop e o trio Jessi, Linn e Natália. Quem era o único que flutuava entre eles? Tiago Abravanel. E o neto do dono do SBT acabou se tornando um alvo fácil da casa - já que/ apesar do bom relacionamento com todo mundo, não tinha aliança com ninguém - e isso caiu como uma bomba no seu jogo mental. Ele se sentiu totalmente rejeitado, somado ao fato de não ter tido qualquer dupla na prova do líder e, assim, ele decidiu por apertar o botão no sábado e desistir oficialmente do programa, sem dar quaisquer esclarecimentos aos seus colegas de isolamento. Nessa semana, quem pegou o líder foi a dupla Scooby e Paulo André, onde o surfista decidiu deixar a coroa com o maratonista. Na dinâmica do jogo, a primeira dupla eliminada desta mesma prova do líder já estaria automaticamente no paredão, o que acabou carimbando Arthur Aguiar e Lucas. No momento da votação, essas mesmas duplas que fizeram a prova do líder, votariam juntos, exceto Larissa (que seria dupla de Tiago, que desistiu) e Scooby (que agora tinha Paulo André como líder). Paulo André fez seu papel indicando Linn da Quebrada, e as duplas votaram até empatar entre Douglas Silva e Larissa. O líder PA desempatou, mandando Larissa para o páreo. Na prova bate-volta, portanto, participaram Larissa, Arthur Aguiar e Lucas e este último se safou, deixando o paredão armado com Arthur Aguiar, Larissa e Linn da Quebrada. A ex-casa de vidro Larissa acabou saindo com 88,59% dos votos, já que caiu no paredão com dois grandes protagonistas do jogo. Arthur ficou na casa e recebeu só 5,9% dos votos e Linn menos ainda: 5,51%.

Resumo da semana 5

Finalmente uma semana sem reinado de Jade Picon. A prova não foi de sorte, mas sim de pontaria. Quem se deu bem nessa jornada foi o participante Lucas, que teve um reinado pouco conturbado, em uma semana onde os dois participantes que chegaram da casa de vidro apaziguaram um pouco seus ânimos e não viraram a casa de cabeça para baixo como prometeram. De todo modo, as articulações continuaram e claramente dá para ver a casa dividida em três grupos: o quarto Grunge, o quarto Lollipop e um puxadinho formado por Jessi, Linn e Natália, puxando alguns agregados como Lucas e Douglas, quando é oportuno. E nessa semana também tocou o big fone. Foi a primeira vez na edição. Brunna foi quem atendeu e acabou mandando Gustavo direto para o paredão. No desenrolar do game, no dia da votação, o líder Lucas acabou indicando a própria Brunna para a votação. Em um sistema diferente de votos, a casa foi dividida em três grupos (exatamente os grupos já pré-formados) e cada um indicou uma pessoa de outro grupo ao Paredão. Lollipop mandou Jessilane, Grunge indicou Eliezer e o trio Linn, Natália e Jessi, que esta com Thiago Abravanel agregado, mandou Paulo André. No bate-volta, dois retornavam. Venceram essa disputa Eliezer e Jessilane. No paredão, então, acabaram indo Brunna, Gustavo e Paulo André. Brunna acabou sendo eliminada com 76,18% dos votos - considerada uma das maiores ''plantas'' da história do programa. Gustavo teve somente 22,24% dos votos e PA ficou com 1,58%.

A participante Maria deixou o jogo depois de dar uma ''baldada'' na cabeça de Natália, durante o Jogo da Discórdia (Imagem: Reprodução/TV Globo/Twitter)

Resumo da semana 4

Uma semana um tanto agitada. Talvez a que tenha acontecido mais reviravoltas até então. Logo de cara, uma Casa de Vidro para dar uma balançada no jogo. Uma dupla alocada dentro deste cômodo que tomou a área de academia da casa. Gustavo e Larissa em votação para o publico: a dupla entra ou a dupla não entra? Passou raspando, mas por um pouco mais de 52% o público decidiu que os dois entrariam. E já chegaram cheio de informações externas, denunciando perfis em que o público via pouco carisma, ou pessoas que o público haviam comprado a ideia. Larissa apontou inclusive informações super-aumentadas que não condiziam muito com o sentimento da audiência aqui fora. Em meio a isso, também teve a formação do casal Paulo André e Jade Picon (incentivado inclusive pelos dois novos participantes, como um desejo do público), além da expulsão da participante Maria, que acabou acertando a cabeça da Natália com um balde de água durante seu discurso no Jogo da Discórdia. Na dinâmica da casa, Jade Picon ganhou a liderança pela segunda vez e, de novo, indicou Arthur Aguiar. Pelo voto da casa, Natália recebeu mais votos. Daí teve contra-golpe do mais votado pela casa, e Natália puxou Laís. Arthur, como indicado pela líder também teve que puxar alguém e escolheu Bárbara. No bate-volta, Laís se safou e o paredão ficou formado entre Arthur Aguiar, Bárbara e Natália. Com a maior margem até aqui no programa, Bárbara deixou a casa com 86,02% dos votos, frente a os 9,03% de Natália e 4,95% de Arthur Aguiar.

Resumo da semana 3

Enquanto os ânimos da casa começam a querer sair do controle - algo que muitos acreditariam não acontecer depois da eliminação de Rodrigo, que era o mais polêmico do jogo até então - a concentração se volta no personagem de Arthur Aguiar, que acabou naturalmente se distanciando de seus amigos do camarote e começou a ensaiar um jogo solo dentro da casa. E jogo solo traz consequências: o participante vira alvo praticamente de imediato. Foi exatamente o que aconteceu. Na dinâmica da liderança, em prova de lógica e agilidade, Jade Picon acabou sendo a líder da semana e tinha que delimitar 4 pessoas para sofrerem consequências. Duas eram boas e duas ruins, dentre as ruins, uma ida direto ao paredão. Naiara Azevedo foi quem pegou essa carta e tornou-se a primeira emparedada da semana ainda na quinta-feira. Na dinâmica de votação, Jade mandou Arthur Aguiar com o seu voto. A casa precisou se dividir em duas votações, uma aberta com metade dos participantes, onde acabaram colocando Lucas. Na segunda, fechada, com a outra metade, Douglas acabou sendo o escolhido. Lucas escapou no bate-volta e o paredão acabou sendo formado por três membros do camarote. Contrariando todas as enquetes não-oficiais, que apontavam a eliminação de Douglas Silva com ampla margem, quem deixou a casa foi Naiara Azevedo, com 57,77% dos votos, seguido do próprio Douglas, com 38,96% frente a irrisórios 3,27% de Arthur Aguiar, que agora assume (mesmo que talvez provisoriamente) o título de protagonista da casa.

O momento em que a sertaneja Naiara Azevedo deixa o BBB22 e se despede dos demais participantes (Imagem: Reprodução/TV Globo/Twitter)

Resumo da semana 2

Ainda em clima bastante amistoso, a segunda semana teve como protagonista o participante Rodrigo. Ele foi o principal agitador da casa. Tentou fazer o seu jogo e agitar metade da casa para buscar estratégias de sobrevivência, mas apesar de ter conseguido atenção de boa parte dos participantes, o seu tiro saiu pela culatra. Além de não conseguir por em prática absolutamente nada do que havia planejado, ele acabou sendo alvo da casa e foi parar no paredão, mas calma. Vamos explicar como aconteceu essa dinâmica. A liderança foi conquistada por Tiago Abravanel e Pedro Scooby. O neto de Silvio Santos acabou assumindo o posto e indicou o até então estrategista Rodrigo. Na votação, rolou uma dinâmica bem diferente, com várias indicações. O líder indicou Rodrigo. O participante que recebeu o colar do anjo, Eliezer, também precisou indicar alguém e colocou Douglas Silva na reta. Pedro Scooby, mesmo não sendo líder - apesar de ter vencido a prova em dupla - também indicou e mandou Natália. Na dinâmica da casa, Jessilane acabou sendo a mais votada. Na prova bate-volta, Douglas escapou e o paredão foi montado por Jessilane, Natália e aquele que teve os planos frustrados: Rodrigo. Ele acabou sendo eliminado com 48.45% frente aos 26,1% de Natália e 25,45% de Jessilane.

Resumo da semana 1

O jogo começou numa segunda-feira onde primeiramente só entraram na casa os participantes do grupo Pipoca, os anônimos. No mesmo dia, porém a noite, vieram os Camarotes, que são pessoas já famosas fora da casa e ali começaram a se misturar. Jade Picon, Arthur Aguiar e Linn da Quebrada só entraram na quinta-feira por testarem positivo para Covid-19 na véspera da estreia. Eles nem chegaram a ver a prova de resistência dos Pipocas, onde Aline e Bárbara garantiram a imunidade. Já na Super Prova do Anjo e do Líder, quem se deu bem foi a dupla Rodrigo e Douglas Silva. O primeiro ficou com o anjo auto-imune e o segundo levou a liderança. No dia da votação, Douglas indicou Naiara Azevedo, que teve o contra-golpe e puxou Luciano. Nessa semana, a casa votava em dois participantes e os dois mais votados iriam para o paredão. Com 7 votos, empataram Natália, Pedro Scooby e Jade Picon, no desempate, Douglas tirou Scooby da lama. Fizeram o bate-volta Jade, Luciano e Natália. Jade venceu e o paredão acabou sendo formado por Naiara (indicada pelo líder), Luciano (contra-golpeado) e Natália (pelo voto da casa). No dia de eliminação, Luciano acabou deixando a casa com 49,31%. Natália veio em seguida com 34,89%, fechando com os 15,80% de Naiara Azevedo.

Apostar no Paredão do BBB 23

A não ser que a Globo anuncie novidades nos próximos dias, visando o BBB 23, as regras seguem as mesmas de sempre: prova do líder na quinta-feira, Bigfone até domingo (não necessariamente toda a semana), prova do anjo no sábado, votação no domingo, joguinho da discórdia na segunda e eliminação na terça-feira.

Portanto, para quem estiver disposto a apostar no Paredão, fique ligado: na segunda-feira as odds já devem ser liberadas pelas casas de apostas com duração até possivelmente o momento em que o programa começar na terça. Tempo mais do que suficiente para analisar o cenário do jogo e decidir a sua aposta.

A gente explica como fazer sua aposta em cada Paredão do BBB.

Aprenda aqui!

Quer saber mais sobre apostas no programa? Aqui temos dicas de como apostar no BBB.

Quer apostar em quem vai ser o campeão do BBB?

Aposte aqui!