Aposta10 Logo
Pesquisar...
Pesquisar...
Pesquisar...
Pesquisar...
homeBlogMercado de ApostasMinistério Público de São Paulo notifica Meta após anúncios de bets por menores de idade

Ministério Público de São Paulo notifica Meta após anúncios de bets por menores de idade

Josias Pereira Josias Pereira
Ministério Público de São Paulo notifica Meta após anúncios de bets por menores de idade
whatsappwhatsappwhatsapp
whatsappwhatsappwhatsapp

A Meta foi notificada pelo Ministério Público de São Paulo devido a anúncios de jogos de azar com menores de idade. A promotoria apresentou um relatório do Instituto Alana, ONG em defesa da infância e da adolescência, que apresenta perfis de influenciadores mirins no Instagram com conteúdos de bets, especialmente voltados ao futebol. 

A Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude da Capital solicitou que o Instagram se manifeste sobre esses perfis, além de informar “as medidas concretas adotadas para coibir a exposição de crianças e adolescentes à promoção e divulgação de jogos de aposta online”.

A promotoria também quer saber quais são os “mecanismos de controle de conteúdo realizados contra publicidade ilegal e abusiva dirigida ao público infantojuvenil”, e também solicitou os dados cadastrais dos responsáveis pelos perfis. As informações obtidas vão definir se inquérito civil será instaurado.

A Meta, responsável pelo Facebook, Instagram e WhatsApp, respondeu ao jornal "Folha de S. Paulo" sobre uma matéria da publicação que deflagrou o assunto. A empresa ratificou sua posição contrária a qualquer tipo de anúncio de jogos de azar por menores de idade. 

"Não permitimos menores 13 anos em nossas plataformas, salvo em casos de contas gerenciadas por um responsável. Nossas políticas também não permitem conteúdos potencialmente voltados a menores de 18 anos que tentem promover jogos online envolvendo valores monetários, e removemos posts dessa natureza das contas apontadas pela reportagem. Usamos uma combinação de tecnologia e revisores humanos para identificar conteúdos e contas que violem nossas políticas e estamos sempre trabalhando para aprimorar a nossa abordagem em prol de um ambiente seguro para todos", concluiu a empresa. 

(Foto: Meta/Reprodução)