Aposta10 Logo
Pesquisar...
Pesquisar...
Pesquisar...
Pesquisar...
homeBlogMercado de ApostasBancada Evangélica se manifesta contra Regulamentação das Apostas Esportivas

Bancada Evangélica se manifesta contra Regulamentação das Apostas Esportivas

Josias Pereira Josias Pereira
Bancada Evangélica se manifesta contra Regulamentação das Apostas Esportivas
whatsappwhatsappwhatsapp
Betano logo light
divider
9.6Nossa Avaliaçãoupper right icon

Com bônus muito atraente para novos clientes, a Betano é uma ótima escolha para quem gosta de apostar e participar de novas promoções semanais.

whatsappwhatsappwhatsapp

A Bancada Evangélica voltou a se manifestar de forma contrária à regulamentação das apostas esportivas. A intenção da Frente Parlamentar Evangélica é evitar que o Ministério da Fazenda aprove uma Medida Provisória que regulamenta o setor. É o que afirma o deputado Eli Borges (PL-TO), presidente do grupo cristão. 

“Posso garantir que a FPE é totalmente contra jogos de azar e de apostas”, disse Eli, justificando que o vício em jogos e os impactos nas famílias são a razão da manifestação contrária da Frente Parlamentar Evangélica. 

O deputado Sóstenes Cavalcante, vice-presidente da FPE, também veio a pública expressar sua contrariedade à Medida Provisória.

"Somos contra os jogos de azar e a qualquer legalização de jogos de azar, logo, somos contra a regulação", declarou o parlamentar. 

Entenda a MP de 2023: 

Ela prevê 84% da arrecadação para o operador da loteria de apostas; acrescenta 10% para a Seguridade Social; mantém os 2,55% para a Força Nacional de Segurança Pública (FNSP), os 1,63% para entidades desportivas e os 0,82% para as escolas públicas; além de acrescentar 1% para o Ministério do Esporte. Sendo assim, as empresas serão taxadas em 16% sobre a Receita Bruta de Jogos (GGR), o valor obtido com todos os jogos feitos, subtraídos os prêmios pagos aos jogadores. Sobre o prêmio recebido pelo apostador será tributado 30% de Imposto de Renda, respeitada a isenção de R$ 2.112,00.

MP prestes a ser assinada

O texto da Medida Provisória que visa à regulamentação das casas de apostas no Brasil foi finalizado e já está em posse do Presidente Lula, desde a noite da última quarta-feira (10). 

Após a publicação de uma MP, o que ainda não ocorreu com a da regulamentação das apostas, o prazo para análise da Câmara e do Senado é de 60 dias, prorrogáveis por outros 60, tempo em que são possíveis alterações para a posterior criação da lei.

(Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil)