NFL Previews 2019: AFC South - Houston Texans





03/09/2019

Houston Texans

Campanha em 2018/19 – 11-5 W/L (1° na AFC South)

Com uma forte temporada de Deshaun Watson, os Texans venceram 11 jogos e conquistaram a AFC South, após terem ganho apenas 4 jogos na temporada 2017/18. A equipe perdeu seus quatro primeiros jogos no início da temporada, mas superou o começo ruim vencendo 11 das 12 partidas seguintes. Nos playoffs, o ataque não funcionou tão bem quanto na temporada regular e os Texans foram derrotados logo no Wild Card Round contra os rivais de divisão, Indianapolis Colts. 

Quem Saiu: Jadeveon Clowney (DE, Seahawks), Tyrann Mathieu (FS, Chiefs), Kareem Jackson (CB, Broncos), Johnson Bademosi (CB, Dolphins), Julie'n Davenport (LT, Dolphins), Kendall Lamm (RT, Browns), Martinas Rankin (C, Chiefs), A.J. McCarron (QB, Raiders), Kevin Johnson (CB, Bills), Demaryius Thomas (WR, Patriots), Christian Covington (DT, Cowboys), Ryan Griffin (TE, Jets), Alfred Blue (RB, Jaguars), Kayvon Webster (CB, Saints), Andre Hal (FS), Shareece Wright (CB), Brian Peters (LB), Brandon Weeden (QB), Josh Keyes (LB), Tyvis Powell (S) e Joel Heath (DT).

Quem Chegou: Tashaun Gipson (SF, Jaguars), Laremy Tunsil (LT, Dolphins), Kenny Stills (WR, Dolphins), Carlos Hyde (RB, Chiefs) Bradley Roby (CB, Broncos), Darren Fells (TE, Browns), Jahleel Addae (S, Chargers), Taiwan Jones (RB, Bills), Keion Crossen (CB, Patriots), Barkevious Mingo (LB, Seahawks), Jake Martin (DE, Seahawks) e Duke Johnson (RB, Browns).

Draft: Tytus Howard (OR, Round 1), Lonnie Johnson Jr. (CB, Round 2), Max Scharping (OT, Round 2), Kahale Warring (TE, Round 3), Charles Omenihu (DE, Round 5), Xavier Crawford (CB, Round 6) e Cullen Gillaspia (FB, Round 7).

Foi uma offseason bastante movimentada para os Texans, que se mantiveram ativos até o último dia de agosto, acertando trocas um dia antes do termino da pré-temporada. A equipe perdeu nomes importantes na defesa, como: Tyrann Mathieu e Kareem Jackson, além de ter negociado Jadeveon Clowney. O time porém, buscou corrigir a linha ofensiva, sua maior dificuldade no último ano, acertando uma troca por Laremy Tunsil dos Dolphins e escolhendo Tytus Howard na 1° rodada do último draft. 
 
Análise 

Se recuperando de uma grave lesão, que o tirou de boa parte de sua temporada de calouro, Deshaun Watson foi um dos quarterbacks mais produtivos da NFL no último ano, registrando rating de 103.1, com 26 touchdowns, 9 interceptações, 68,3% de passes completados para uma média de 8.2yds por tentativa de passe. Watson também é uma ameaça no jogo terrestre, tendo terminado com 551 jardas terrestres e média de 5,6yds por carregada. O quarrterback tem a sua disposição um talentoso grupo de recebedores, com destaque para DeAndre Hopkins, que realizou 115 recepções para um total de 1,572 jardas e 11 touchdowns na última temporada. O grupo de recebedores ainda inclui: Will Fuller V, Keke Coutee e o recém chegado Kenny Stills. Watson teve números incríveis na última temporada, mesmo atuando atrás da pior linha ofensiva da liga, que permitiu 62 sacks sobre o quarterback, o setor ganhou um importante reforço Laremy Tunsil, mas o novato Tytus Howard ainda não está pronto para ser titular e: Nick Martin, Senio Kelemete e Zach Fulton são um problema pelo interior da linha, no que a OL ainda deve trazer dificuldades ao quarterback Deshaun Watson. Com Lamar Miller ficando com a maior parte das carregadas e Deshaun Watson contribuindo, o jogo terrestre foi efetivo na última temporada, equilibrando bem as ações do ataque, no entanto, Miller se lesionou e está fora da temporada e os Texans terão um novo grupo de corredores em: Carlos Hyde e Duke Johnson Jr. Hyde não vem de um bom ano e Johnson é mais efetivo recebendo passes. 

A defesa teve muitos problemas na cobertura, apesar de ter melhorado na reta final da temporada, com o ponto forte da defesa dos Texans sendo a contenção do jogo terrestre, com o time tendo permitido média de apenas 3,4yds por tentativa de corrida dos adversários na última temporada. A defesa contra o jogo terrestre porém tende a piorar, já que a equipe perdeu: Jadeveon Clowney e Christian Covington, dois ótimos jogadores parando corridas e o safety Tyrann Mathieu, que tinha problemas na cobertura, mas que auxiliava bem o front-seven contra o jogo terrestre. A equipe tem ótimos linebackers em: Zach Cunningham e Benardrick McKinney e ambos foram eficientes na cobertura ano passado, mas a secundária que já não funcionava bem, não terá mais Kareem Jackson, grande destaque no último ano. Tashaun Gipson Sr. e Justin Reid formam uma boa dupla de safetys e Jahleel Addae é um reserva seguro, mas os cornerbacks: Aaron Colvin e Bradley Roby são abaixo da média e Johnathan Joseph tem 35 anos e começou a entrar em declínio. O pass-rush se apoiou na produção de J.J. Watt e Jadeveon Clowney, que juntos, somaram 25 sacks na última temporada, mas Clowney foi trocado e o time deve piorar um pouco também no quesito. 

Brad Seely fez sua estreia como coordenador do special team dos Texans no ano passado e melhorou bastante um setor que havia tido problemas nos anos anteriores. DeAndre Carter é um bom retornador e deve continuar responsável pelos retornos de kickoffs e punts, enquanto que se saiu bem contendo os retornos dos adversários. O kicker Ka'imi Fairbairn é seguro em chutes de curta e média distância e se saiu bem nos chutes para mais de 50yds na última temporada, indo 4-6. O punter Trevor Daniel também vem de uma boa temporada, mostrando grande precisão em seus punts, com 36 chutes que colocaram os adversários na linha de 20yds ou menos de seus próprios campos. 

Total de Vitórias Estipulado: 9,5

Os Texans possuem um excelente ataque aéreo e nada mais e dificilmente repetirão a boa campanha da última temporada. O time buscou corrigir a linha ofensiva, mas Tytus Howard é um prospect cru e Laremy Tunsil, apesar de efetivo, é pouco para melhorar um setor que foi terrível no último ano. Na defesa, o pass-rush e a defesa contra o jogo terrestre devem piorar com a saída de Jadeveon Clowney e a secundária pode ser um desastre após a saída de Kareem Jackson. Deshaun Watson é um quarterback muito talentoso, mas terá que lidar com os problemas na linha ofensiva e possivelmente com um jogo terrestre menos eficiente do que na última temporada e não acho que a produção dele será suficiente para levar esse time a mais de 8 vitórias, talvez nem a mais de 5 vitórias. 

Aposta: Under 8,5 @2.00 na Bet365


Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

Lucro turbinado

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar

Newsletter

Iniciando agora no mundo das apostas esportivas?

Deixe o seu e-mail e receba materiais exclusivos




Outras Notícias