NFL Previews 2019: AFC West - Kansas City Chiefs





03/09/2019

Kansas City Chiefs 

Campanha em 2018/19 – 12-4 W/L (1° na AFC West)

Os Chiefs tiveram o melhor recorde da AFC na última temporada e quase foram ao Super Bowl. Com um ataque explosivo comandado pelo jovem quarterback Patrick Mahomes, a equipe anotou média de 35,3 pontos por jogo, melhor marca da liga. Nos playoffs, os Chiefs venceram facilmente os Indianapolis Colts no Divisional Round por 31x13, mas acabaram derrotados pelos New England Patriots no Conference Championship, em grande partida que terminou no overtime com placar de 37x31 para New England. 

Quem Saiu: Mitch Morse (C, Bills), Steven Nelson (CB, Steelers), Eric Murray (FS, Browns), Justin Houston (DE, Colts), Dee Ford (LB, 49ers), Allen Bailey (DE, Falcons), Demetrius Harris (TE, Browns), Chris Conley (WR, Jaguars), Spencer Ware (RB, Colts), Orlando Scandrick (CB, Eagles), Kareem Hunt (RB, Browns), Carlos Hyde (RB, Texans), Jordan Devey (G, Raiders), Terrance Smith (LB, Dolphins), Mark Fields (CB, Vikings), Eric Berry (S), Neal Sterling (TE), Jeremiah Attaochu (LB), Frank Zombo (LB), Step Durham (S), Justin Hamilton (DT), Kelvin Benjamin (WR), Sammie Coates (WR), Aaron Ripkowski (FB) e Ron Parker (FS).

Quem Chegou: Frank Clark (DE, Seahawks), Tyrann Mathieu (S, Texans), Alex Okafor (DE, Saints), Emmanuel Ogbah (DE, Browns), Darron Lee (LB, Jets), Martinas Rankin (C, Texans), Damien Wilson (LB, Cowboys), LeSean McCoy (RB, Bills), Morris Claiborne (CB, Jets), Bashaud Breeland (CB, Packers), Blake Bell (TE, Jaguars) e John Phillips (TE, Cardinals),

Draft: Mecole Hardman (WR, Round 2), Juan Thornhill (S, Round 2), Khalen Saunders (DT, Round 3), Rashad Fenton (CB, Round 6), Darwin Thompson (RB, Round 6) e Nick Allegretti (G, Round 7).

Após uma excelente campanha na última temporada, o foco do GM Brett Veach foi reconstruir a defesa, setor frágil do time no ano passado. Começando com um novo coordenador defensivo, Steve Spagnuolo, passando pelas saídas de: Steven Nelson, Eric Murray, Justin Houston, Dee Ford, Allen Bailey e Orlando Scandrick e com as chegadas de: Frank Clark, Tyrann Mathieu, Alex Okafor, Emmanuel Ogbah e Darron Lee. No ataque, o time perdeu um importante membro da linha ofensiva no center Mitch Morse, além de ter dispensado o running back Kareem Hunt, com problemas extra campo. 
 
Análise 

Os Chiefs estão saindo de uma temporada onde tiveram o melhor ataque da liga, com média de 35,3 pontos por jogo, por isso poucas mudanças foram feitas. Andy Reid segue como o head coach da equipe e Eric Bieniemy ainda ocupa o cargo de Coordenador ofensivo. Em seu primeiro ano como quarterback titular, Patrick Mahomes lançou para um total de 5,097 jardas, com 50 touchdowns e 12 interceptações, completando 66% de seus passes para uma média de 8,8yds por tentativa e rating de 113.8. Mahomes foi apoiado por uma boa linha ofensiva na última temporada, tendo sofrido apenas 26 sacks e é esperado que o setor se saia bem novamente, com Eric Fisher e Mitchell Schwartz sendo bons tackles e compensando o interior mais fraco formado por: Andrew Wylie, Austin Reiter e Laurent Duvernay-Tardif. Tyreek Hill e Travis Kelce são os principais alvos da equipe e combinaram para 22 touchdwons na última temporada, Hill é veloz e teve 27 recepções para 20yds ou mais, enquanto que Kelce é o melhor tiigh end da liga. Mahomes também envolveu vários outros recebedores no ataque, como: Sammy Watkins, Demarcus Robinson e o running back Damien Williams e agora também terá o novato Mecole Hardman, escolha de 2° rodada do time no último draft e que deve ocupar a vaga de Chris Conley, agora nos Jaguars, na função de slot receiver. No jogo terrestre, além de Damien Williams, que teve ótimas atuações após Kareem Hunt ser afastado, o time também terá o veterano LeSean McCoy como opção, Patrick Mahomes é um quarterback móvel e também produz bem com as pernas, enquanto que Andy Reid fez várias chamadas de jogadas que envolviam wide receivers recebendo carregadas, o que deve continuar nessa temporada, já que Tyreek Hill em especial, se saiu muito bem nesse tipo de jogada. 

A defesa foi o grande problema dos Chiefs na última temporada e passou por uma grande reformulação. A equipe conseguiu forçar turnovers de forma consistente, o que em partes amenizou as fracas exibições defensivas, mas o time permitiu média de 5,0yds por tentativa de corrida dos adversários e 132,1 jardas terrestres por jogo. O pass-rush foi efetivo no último ano, apesar da fragilidade geral da defesa e Frank Clark chegou para substituir Dee Ford, com o time agora adotando o sistema 4-3 do novo coordenador defensivo, Steve Spagnuolo. Chris Jones somou 15,5 sacks na última temporada e é um nome forte no interior da linha defensiva, no entanto, o corpo de linebackers formado por: Reggie Ragland, Anthony Hitchens e Damien Wilson é o ponto fraco da defesa, com os três sendo deficientes na cobertura e na contenção ao jogo terrestre. A secundária também é problemática, já que Bashaud Breeland vem de uma temporada fraca pelos Packers e Charvarius Ward também não se saiu bem quando esteve em campo no último ano. Kendall Fuller é o melhor cornerback do time e o safety Tyrann Mathieu, que atuou nos Texans ano passado, se sai bem contendo o jogo terrestre. 

Dave Toub é um dos melhores coordenadores de special team da liga e o setor foi excelente no ano passado. Tremon Smith e Tyreek Hill produziram bons números de retorno e a equipe permitiu média de apenas 5,7yds por tentativa de retorno de punt para os adversários. O kicker Harrison Butker é seguro, com apenas três erros de field goal na última temporada, mas o punter Dustin Colquitt já não tem sido tão preciso e teve baixo alcance, com média de apenas 44,5yds viajadas por punt. 

Total de Vitórias Estipulado: 10,5

Eu não sei se os esforços dos Chiefs na melhora da defesa serão suficientes, mas eles provavelmente ao menos se sairão melhores contendo o jogo terrestre, com a marca colocada pela equipe no ano passado sendo historicamente ruim, mas ao mesmo tempo em que o front-seven parece melhorado mesmo com o fraco corpo de linebackers, a secundária me parece fraca e pode trazer mais problemas ao time do que no ano passado. A boa notícia é que o ataque deve continuar muito forte, com Andy Reid sendo extremamente competente na função de head coach e com a equipe tendo encontrado um excelente quarterback em Patrick Mahomes e tendo um forte grupo de recebedores. 10,5 vitórias é um número bem justo, já que por melhor que seja, o ataque naturalmente deve sofrer um pouco de regressão depois de colocar números tão impressionantes na última temporada. Eu vou ficar com over, confiando em uma melhora da defesa sob o comando de um novo coordenador defensivo e sem alguns veteranos que já não vinham sendo muito produtivos nos últimos anos, uma melhora defensiva deve compensar a esperada regressão do ataque e manter a equipe no mesmo patamar da última temporada. 

Aposta: Over 10,5 @1.86 na Bet365
 


Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

Lucro turbinado

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar

Newsletter

Iniciando agora no mundo das apostas esportivas?

Deixe o seu e-mail e receba materiais exclusivos




Outras Notícias