De Olho na MLB: Edição #3


06/05/2017

 

Após uma pequeno hiato de duas semanas, voltamos com a 3° edição da nossa coluna que mostra os destaques, surpresas e decepções do baseball americano. Com tantos jogos, fica fácil para o apostador se perder em meio a tantas informações. Nossa missão aqui é deixar o leitor a par de tudo o que está acontecendo na Major League, para que com isso, ele possa ter uma vantagem contra os books. Também utilizamos esse espaço para mostrar o recorde de nosso especialista em Baseball no Aposta10: Gustavo Zambrano.

A temporada tem sido bastante movimentada até o momento e Trea Turner já conseguiu um cyclo, o 2° na liga esse ano. Equipes já perderam jogadores importantes por lesões, como os Mets com Noah Syndergaard e Yoenis Cespedes e Yankees e Nationals possuem os melhores ataques da liga. 

Nosso Especialista

Gustavo Zambrano

Recorde: 27-18-2 (60%), +9,28und
ODD Média: 1.99
ROI%: +19,7%
ML: 16-14-1 (53%), +3,79und
Totais: 11-4-1 (80%), +5,49und


Destaques 

Time: Houston Astros (20-10 W/L) 

Um dos melhores bullpens da liga, um Dallas Keuchel que voltou a ser dominante, um conjunto interessante de talentos na rotação – ainda que nenhum deles prontos – e um ataque surpreendentemente forte, essa é a receita do líder da divisão West na Liga Americana até o momento. Os Astros foram uma das piores franquias da liga no período de transição deles da Liga Nacional para a Liga Americana, mas o time reuniu talentos e agora parece em uma boa posição para dominar a divisão West por alguns anos. 

Pitcher: Chris Sale (LHP, Boston Red Sox)


Sale tem sido tudo que os Red Sox esperavam quando trocaram alguns dos melhores prospects por ele na última offseason. Ace legitimo, o jogador tem tido sua melhor taxa de strikeouts da carreira e conseguiu 10 ou mais strikeouts em seus últimos cinco inícios no montinho. O jogador diminuiu a frequência com que lança sua two seamer e tem feito mais uso de uma bola rápida de quatro costuras, com o ajuste, Sale subiu a taxa de swings forçados no vazio para 16,6% em comparação com 12,2% na carreira. 

Rebatedores: Avisal Garcia (OF R, Chicago White Sox)

Garcia sempre foi um rebatedor efetivo contra canhotos, mas nessa temporada parece também ter descoberto uma forma de atingir destros. O jogador tem puxado mais a bola para o lado esquerdo, o que aumentou a força de suas rebatidas e já produziu 5 home runs para ele na temporada, sendo que Garcia nunca passou dos 15 home runs em um ano completo. Seu contato melhorou e ele tem sido capaz de rebater mais bola no ar, mesmo que mais de 50% de suas rebatidas ainda saiam como groundballs. A evolução de Garcia e suas boas performances neste início de temporada, estão ajudando os White Sox a superarem suas projeções e postarem um recorde positivo até o momento. 

Surpresas

Time: Minnesota Twins (15-12 W/L)

A rotação não é muito boa, o ataque não é de elite e o bullpen ainda é problemático, ainda assim, os Twins venceram 7 de seus últimos 10 jogos e se encontram na liderança da divisão Central na Liga Americana. Um início forte de um saudável Erin Santana tem sido crucial para o bom momento da equipe, assim como as evoluções de rebatedores como: Robbie Grossman e Max Kepler e um início forte de Miguel Sano, que já tem 8 home runs em apenas 115 aparições no bastão.

Pitcher: Mike Leake (RHP, Saint Louis Cardinals)

As vezes os arremessadores apenas possuem azar por muito tempo, foi o que aconteceu com Mike Leake na temporada passada, com todas suas taxas indicando que ele ainda era o mesmo arremessador de sempre, mas com seu ERA terminando em 4.69. Se Leake teve azar no último ano, agora ele tem tido um pouco de sorte, não tendo sofrido nenhum home run na temporada e permitindo que apenas 15,1% dos corredores em base anotem corrida. O talento de Leake é algo no meio entre seu ERA da última temporada e o atual, na casa de 3.50 como sempre foi em sua carreira. 

Rebatedores: Ryan Zimmerman (1B R, Washington Nationals)

Saindo de uma temporada decepcionante, onde seu bastão foi bastante abaixo da média na posição e onde posto linha de rebatidas de apenas 218/273/370, Ryan Zimmerman parecia em grande declínio. O rebatedor porém, tem sido parte importante do que até agora é um dos melhores ataques da liga em 2017 e já tem 12 home runs e 31 RBIs em apenas 114 PAs. Zimmerman voltou a rebater a bola com força e tem espalhado mais suas rebatidas, puxando menos a bola para o campo esquerdo e conseguindo encontrar buracos no campo central. Aos 32 anos, Zimmerman ainda é relativamente novo e sua temporada anterior deve ser considerada como um ponto fora da curva em uma carreira consistente. 

Decepções 

Time: San Francisco Giants (11-19 W/L)

Com um dos ataques mais frios da liga e uma equipe de pitching que tem decepcionado, os Giants possuem atualmente o 3° pior recorde da MLB, a frente apenas dos Blue Jays e dos Royals. A equipe tem espaços para melhora na rotação, com Johnny Cueto e Jeff Samardjiza provavelmente subindo de produção em algum ponto da temporada, mas um bullpen pouco confiável e um ataque que não possui muitos rebatedores de impacto, ainda devem manter os Giants fora da disputada pelos playoffs nessa temporada. 

Pitcher:  Tyler Anderson (LHP, Colorado Rockies)

Anderson tem o pior ERA da liga entre os arremessadores com mais de 30 IP nessa temporada. O jogador que surgiu como uma surpresa na rotação dos Rockies na última temporada, sofreu 4 corridas ou mais em cada um de seus seis começos esse ano. Anderson não tem mais conseguido gerar groundballs com consistência e seus adversários estão atingindo a bola com força conta ele, o pitcher também viu seu controle piorar, com sua taxa de strikes caindo de 67% para 64% e seus walks subindo de 2.20 a cada 9 IP para 3.26. 

Rebatedor: Dansby Swanson (SS R, Atlanta Braves)

Jovem jogador dos Braves e um bom prospect na liga, Swanson causou grande impacto quando recebeu o call-up da Triple A na segunda metade da última temporada, postando linha de rebatidas de 302/361/442 ao longo de 145 PAs. O jogador porém, tem sido uma grande decepção nesta temporada, sendo um dos mais fracos rebatedores que já ultrapassaram 100 aparições no bastão, rebatendo apenas .150. Swanson tem tido algum azar, postando BABIP .181, mas ele também tem rebatido mais flyballs, que não são um bom ajuste considerando que o jogador provavelmente não tem a energia suficiente para rebater muitos home runs, o que tem ocasionado em mais eliminações ao invés de um aumento de poder. 

Não se anime com...

Dylan Bundy (RHP, Baltimore Orioles)

Seu ERA até o momento é de um pitcher de elite, mas suas habilidades não são. Bundy só teve um começo realmente bom nessa temporada, quando conseguiu 8 strikeouts e não andou nenhum rebatedor na vitória dos Orioles sobre os Blue Jays por 3x1. Desde então, o pitcher viu sua velocidade diminuir e seu controle voltou a se deteriorar, com Bundy andando dez rebatedores nos últimos 25.2 IP. Com esse conjunto de habilidades, Bundy não se manterá efetivo por muito tempo. 

Não se desespere com...

Hanley Ramirez (1B R, Boston Red Sox)

Na verdade, Hanley Ramirez já voltou a ser produtivo e sua presença aqui não aparece no momento apropriado. Ramirez vinha tendo resultados medíocres no início da temporada, mas ele era basicamente vítima de azar. Seu ângulo de rebatidas é bom e ele ainda coloca a bola em campo com força, Ramirez no entanto, vinha recebendo resultados que não eram compatíveis com a forma com que vinha rebatendo, tendo alguns home runs que se transformavam em fly outs e algumas greoundballs sendo defendidas em jogadas prováveis a terminarem em hits, como uma groundball rebatida a 92,1mph que terminou em grande defesa de J.J. Hardy em confronto com os Orioles no dia 22 de Abril. 
 


Casas de apostas

Bet365

Bônus

R$200

Ganhar
Sportsbet.io

Bônus

R$150

Ganhar
Sportingbet

Bônus

R$120

Ganhar
Bodog

Bônus

R$200

Ganhar
188BET

Bônus

R$200

Ganhar
NetBet

Bônus

R$200

Ganhar
Dafabet

Bônus

R$600

Ganhar
Betfair

Bônus

$30

Ganhar
Rivalo

Bônus

R$777

Ganhar



Outras Notícias